Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Barriga Mendinha

Barriga Mendinha

Como sobrevivi a duas semanas de férias escolares...

No fundo, nem eu sei bem ( mas tentei pensar um bocadinho na coisa para estruturar e deixar-vos umas ideias de como escapei viva)...  

 

Principalmente porque tenho filhos tão mas tão diferentes que:

 

1- O programa ideal de um (Afonso) é ficar em casa a curtir a hipótese que as férias dão de acordar mais tarde, passar o dia  de pijama na ronha, ver filme animado atrás de filme animado, mimar e ser mimado (pelos gatos Mendinhos por exemplo...) e passar horas na (nova) descoberta de jogos de cartas e de tabuleiro..

IMG_20170102_231921_224.jpg

2- O programa ideal da outra ( Matita) passa por acordar com as galinhas, passar uma hora a escolher e "descolher" roupa ( se eu deixar chega a estar uma hora nisto até escolher finalmente, sempre, o mais inadequado para a ocasião) e mal tem essa "árdua tarefa" finalizada o que quer é por-se na alheta. Faça chuva ou faça sol, seja para o parque, para o shopping, para o café ou para casa de alguém..

IMG_20170102_235832_729.jpg

Portanto, quando a maior problemática dos pais, com filhos em férias é.... o que fazer para os entreter, a minha é... como convencer um dias um que de o que não gosta é que é fixe ( tipo, ir passar um dia a passear por Sintra, quando ele quer é preguicite) e outros, a tentar levar a outra que ficando em casa também há um mundooo de coisas a fazer ( género fazer bolos e limpezas, que ela adora ou arrumar e desarrumar armários- os dela.. e os meus!...)

 

Por outro lado, o fato das rotinas terem alterado também tem influência nos sonos.. e mais uma vez, se ele se deita e dorme como uma pedra ( uns quantos dias até dormiu até às 11, sinal que andava mesmo a precisar de uma cura valente de sono)... Ela, apesar de acordar um pouco mais tarde do que durante as aulas, levanta-se com as galinhas e além disso, fartou-se de fazer birras durante a maior parte dos dias à noite. Ela chora à meia noite, ela quer vir para a minha cama às 4, ela quer fazer xixi às 6, ela tem tosse nos intervalos... e eu, se não tenho cuidado ( ou seja, se me deito à minha hora normal, tipo meia noite, uma, corro o risco de não dormir nada de jeito e andar uma zombie no meio de tudo isto a acontecer à minha volta)

 

Prioridade ( uma das dicas maiores de "sobrevivência de mãe") em qualquer situação:

 

1- Tentar dormir minimamente bem ( senão a paciência para eles esgota-se muito mais depressa), nem que isso signifique adormecê-los às 9 e às 9.30 estar metida na cama ( com pavor de estar a ser acordada com choramingues daqui a umas horas.

IMG_20170101_121306_208.jpg 

2- E, fazer com que eles também durmam o mais possível. Sim, porque quando eles estão birrentos em tempo de aulas... epá... temos pena... lol.. mas a a verdade é que na escola é que os aturam ( e põem na ordem, porque na realidade eles portam-se sempre melhor com "os de fora").. e quando estão mal dormidos, e passam um dia com os pais, as birras e má ondas podem ser tão mas tão massacrantes que nem vos digo...

 

As refeições.. ui, as refeições, meus senhores e minhas senhoras...

 

1- Tentar não tomar o pequeno almoço ao meio dia , almoçar às 4 e jantar às 10 é o desafio maior. Mas a verdade é que isso é mesmo o que apetece fazer, nesta semanas esquisófrenicas, em que tanto nos sentimos as maiores e melhores mães do mundo, quando "acertamos na mouche" e estamos todos em boa onda, como logo a seguir, nos sentimos um trapo fracassado por não ter conseguido fazer nada da maneira que nos tinhamos proposto a fazer as coisas... mas depois, se entramos nessa de estar fora dos horários usuais deles ( não nos esqueçamos que na escola almoçam ao meio dia e que em dias de semana, às vezes ainda não são 8 da noite e já os tenho à mesa),  o desnorteio é tanto ( para nós e para eles) que depois já acabam só por comer bem as gulodices e "lanches" e não temos forma de os manter quietos e com fome para as refeições principais. Ok, ok, claro que um dia ou outro, se pode (e com que prazer para ambos os lados) ser descontraído.... e se as consequências se fizerem sentir só um ou dois dias, menos mau, menos mau...

 IMG_20170102_233112_546.jpg

2- Não nos deixarmos levar pelo facilitismo e só comer "junkfood" ou comida "pré feita" ou afins. É que às vezes, estamos tão mortas de cansaço, que é o que mais apetece.. Mas não, please!! Bora lá trazer alimentos ricos em nutrientes, não somente lanches rápidos, apostemos em algo saudável, mesmo que dê mais trabalho. Procurar receitas que serão novidades para todos da família é também uma coisa gira para fazer com eles e "mata tempo" weeeee!! Ver no tablet e cozinhar com a ajuda deles... sim, foi algo que fiz nestas férias e que correu muito bem...

IMG_20170102_234500_098.jpg

Bem, e agora, só para entendam " na prática" como me safei em tantas horas com eles, principalmente quando ficámos em casa ( ou devido ao tempo, ou à gripe - que já atacou a família toda, ou simplemente porque sim...), aqui ficam as atividades básicas ( fora as normais como desenhar e fazer jogos, que funcionam sempre e são super didáticas...).

IMG_20170102_233859_671.jpg

 Outras tão maravilhosassss com que eles se entretêm comigo ( umas agradam mais a um  e outras a outro, mas garanto-vos que também há umas quantas que por curtirem ambos tantos, atá dava discussão a necessitar aqui da "moderadora") também existem na " lista da salvação ". Fiquem com as dicas:

 

. Por a loiça na máquina e depois ajudar a tirá-la

 

. Ajudar a tratar dos nossos gatinhos ( ou qualquer outros animais de estimação que tenham): dar comida, pentear, ajudar na muda da areia

 

. Tratar (sobre supervisão lol)  dosso jardim Zen  e das nossas plantas e Bonsai...

IMG_20170102_232327_277.jpg

. Arrumar meias e dobrar cuecas ( a Matilde adora lol) e outras roupas

 

. Limpar o chão, a varrer ou com a esfregona ( nem que seja só para empatar tempo, porque a limpeza essa.. acaba por ficar para nós, anyway..)

 

. Limpar o carro por dentro, lá em baixo na garagem... ahhh.. e deixá-los andar de bicicleta e trotinete, por lá, enquanto nós tratamos, depois, efetivamente "da coisa"

 

. Idas ao supermercados ( com ambos dentro do carrinho, claro, senão é um pesadelo..) divertimo-nos com as escolhas e entretermo-nos a ver brinquedos, livros infantis, ah... e fazer o "jogo das promoções", onde eles me vão chamando a atenção para os preços " a vermelho" para ver se eu quero levar ou não.

IMG_20170102_233457_272.jpg 

E pronto. Sobrevivi. E com um acréscimo.. ser uma Mãe que trabalha em casa, ou seja, que é "freelancer" e que não tem férias objectivas ou marcadas ( qualquer coisa pode contecer a qualquer altura) e a relação entre uma "Home Office mum" e as férias escolares não ser das melhores, afinal, apesar de abrandar o ritmo, não deixa de ser complicado  e desgastante, porque quando me tenho que agarrar ao computador ou a telefone, não deixo de me sentir culpada e angustiada por ter que ser ainda mais multitasking.. mas, mesmo assim é o preço que pago para poder estar perto do que mais importa, os meus Mendinhos. Um preço alto e geralmente pouco valorizado por quem está a nossa volta, mas que vale cada sacrifício. Mais vale assim... do que ter que os deixar em amas ou ATLs. Quase fico louco, pois então... mas com muito prazer!! 

 

Haja força de vontade, amor, organização, energia e muita paciência aaaa.... ;)

 

 

 

 

 

A rotina caótica das famílias com criançada!

Famílias perfeitas? Blahhh! Não queremos nada disso! Se a Alegria habitar na casa, então a Felicidade também reside aí.

 

Muitas vezes o que vemos na net, em blogs e páginas de face todas  pipis são imagens de pais felizes ao lado de crianças "irritantemente" bem comportadas , mas a verdade verdadinha, meus amores éessas fotos estão longe de representar a realidade. E vocês sabem disso, ou não ? ;)

 

 

A fotógrafa Danielle Guenther encontrou uma maneira diferente de retratar as famílias modernas. Mãe de uma criança de 5 anos, ela conhece bem as aventuras pelas quais os pais passam no di-a -dia e decidiu registrá-las numa série fotográfica giríssima  que representa essa fase da infância no seio familiar, repleta de muito humor. E claro.. Amor...

 

Depois de postar algumas destas imagens na própria página do Facebook, Danielle passou a receber pedidos de outros pais, interessados em registrar sua rotina caótica, o que deu início à divertida série de fotografias que você vê a seguir.

 

Eu, que vivo um pouco disto todos os dias, adorei!! E vocês?

foto1

foto2

foto3

foto4

foto5

foto6

foto7

foto8

foto9

foto10

foto11

Todas as fotos © Danielle Guenther Veja mais sobre o trabalho da fotógrafa aqui.

Mudança de casa flash: este é o post possível! E olhem que já não é mau!!

Bem... cá estou! Finalmente com um tempinho mais decente para escrever... um post mais decente. Muito contente... mas toda partidinha...

10361315_931564813529690_1872219450130741879_n.jpg 

Quem me acompanha nas redes sociais deve saber da minha mudança flash de casa... e da loucura que foi:

 

A fase 1: 3 ou 4 loucos dias de arrumações, "encaixotanços", escolha de coisas velhas e antigas, encher sacos e entregar roupas e brinquedos a amigas e associações...

10906337_928806530472185_665138082795513488_n.jpg 10968397_929209767098528_7988994894023305863_n.jpg

A fase 2: 2 dias e quase duas noites ( sim, até uma direta fizémos) efetivos de mudança. Não contratámos nenhuma empresa especializada e tornámo-nos nós e uns quantos amigos e as carrinhas, carripanas, carros e afins... os especialistas que conseguiram em variadas viagens, levar a tralha toda para a casa nova.

IMG_20150215_171149.jpgIMG_20150214_232446.jpgA fase 3: 5 dias (os últimos, até hoje... sim e hoje obriguei-me a vir ao escritório pegar nos mil assuntos pendentes) em que pedi "emprestadas" mães, sogras e avós... e puzémos mãos à obra para arrumar roupeiros, ajudar na montagem de móveis (feita pelo Hugo e pelo pai dele), encaixar roupas, sapatos, discos, cds, brinquedos, pratos, faianças e afins... de forma bem organizada e bonitinha. E sim..... se está bonito! mas ainda falta um bom bocado.

10150672_932487636770741_8577523410626949903_n.jpg

(Ah.. e nos entretantos ainda fiz... um alisamento progressivo de cabelo - post a caminho- ainda fui ao programa da tarde da Rtp falar sobre hormonas e um livro fantástico sobre esse tema da Dra. Marcela Forjaz- post a caminho, com oferta de livro- e... mascarei e fui às festinhas de Carnaval dos meus migalhinhas de gente... ufff!..)

 

Devem também saber que, morando eu, desde a gravidez da Matilde Estrela, numa rua da zona da Avenida de Roma, andava há meses a procurar uma casa maior, mais moderna, com elevador e garagem.... enfim, mais comodidades que não só a centralidade que no fundo se paga por si só... e eu queria mesmo era uma casa moderna e já agora num sítio com bons acessoa. E eis que apareceu. E era uma situação de " pega ou larga". O bairro em questão ( Colinas do Cruzeiro)  é muito requisitado ( a urbanização é muito moderna e de arquetetura e design de interiores muito apelativa, para além de ser muito perto de Lisboa e ter tudo o que é comércio à porta) e as casas colocadas a alugar na zona, desaparecem, muitas vezes do mercado em questão de horas, por isso... ao decidirmos "pegar" foi tudo feito em red line. Nada de tempo de habituações à ideia, nem para ir arrumando a casa antiga aos poucos.. nada disso. Mesmo à Mendinha, enfim...

NovaArroja.jpg

apartamento-t2-semi-novo-obriverca-nas-colinas-do-

Foram 15 dias sem tempo para respirar. E tudo isto, para acrescentar "animação" aconteceu em pleno Carnaval, férias escolares... portanto, ainda tive que gerir a primeira parte da semana, delegando os miúdos ( sim... ainda encaixotava um por engano se por lá andasse a meter o nariz onde não era chamado) ao Pai João um e à Avó Clara a outra, mas... as saudades e a ansia de que conhecessem e se adaptassem ao novo espaço era tanta... que no início desta semana pedi que eles voltassem.

10991348_932305360122302_8878877923237019092_n.jpg

E mesmo ainda com a casa ainda com pontos por organizar ( o que será o escritório está fechado à chave e alberga uma panóplia de itens amontoados à espera de tempo para pegar e distribuir pelos sítios certos), quando eles chegaram, já estava com um ar familiar muito simpático e conseguimos, em tempo record, recebê-los com um quartinho novo lindo ( o famoso beliche de que vos falarei depois...Que experiência!!!), a casa de banho deles já quase toda decorada e claro... as assoalhadas comuns como a cozinha e a sala bastante aceitáveis.

 

E pronto. Este foi um "picar de ponto" para vos dizer que estou "alive and kicking", apesar de muitoooo cansada (quando duvidarem passem Aqui, Aqui ou Aqui... porque mesmo com pouca e intermitente net, lá vou conseguindo sempre por um ou outro post ou não fosse eu uma viciadinha em redes sociais).

 

Estou feliz, pela nova fase, pela conquista de uma vida melhor, pela união e projeto familiar e por poder partilhar tudo isto com que me segue e "me gosta". Acreditem também que, a mudança acarreta mais luta, mais foco, mais esforço, mais certeza do que quero mas também de que nada é garantido nos dias que correm e wue ha que ser organizada nas financas e focada nos objetivos. Por este prisma, espero servir de exemplo e espero que entendam que nada cai do céu e que decisões como esta são decisões sérias e acarretam fazer escolhas efetivas (ok... temos uma casa melhor... então, temos que cortar "nisto" e "nisto" e "nisto"). A vida é feita de escolhas e esta minha é feita em muita consciência. Esta sim é uma "casa de Família"... que vos apresentarei, em condições, mais dia menos dia.

10888636_932496536769851_263417642483457790_n.jpg

Beijinho pessoal e... até já!! (espero não demorar mais uma semana a vir aqui, acreditem que estou a fazer um grande esforço para voltar às rotinas, aliás, para me adaptar às novas rotinas, assim é que é...)