Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Barriga Mendinha

Barriga Mendinha

Uma mousse "fajuta" de chocolate crua e muito saudável

Ontem fui a um aniversário e ao tentar comer uma mousse de chocolate só consegui um colherada... à segunda, senti me super enjoada devido aos grãos de açúcar que senti ... e que era muito, mas não deixei, anyway, de ficar com desejos . Decidi então, que hoje, ao acordar, faria uma à minha maneira, com ingredientes do bem, completamente vegan(sem ovos,  sem leite, sem derivados animais) e adoçado com açucares naturais .

Eu, por aqui, já provei uma tacinha fiquei deliciada... E sendo alimentação sem culpas. só me sinto ainda mais feliz.

Seguem os ingredientes e a forma simples de a confeccionar:

 

Mousse de Chia com alfarroba e cacau:

IMG_20180121_182207_976.jpg

2 chávenas de leite vegetal ( eu fiz com de aveia)

1 colher de chá de canela

1 colher de chá de levedura de cerveja ( se não tiverem, é tranquilo, eu coloquei por ser bom para suprimir algumas carências dos vegetarianos )

1 colher de sopa de Alfarroba em pó

1 colher de sopa de cacau em pó

4 colheres de sopa de sementes de chia ( elas vão inchar quando molhadas e dar uma consistência muito interessante)

2 bananas maduras

1 colher de sopa de xarope de Agave ou geleia de arroz

1 pouquinho de açucar de côco se acharem que precisa adoçar ainda ( eu não usei mas estou já habituada a que não seja tão doce...) 

1 colher de chá de bicabornato de sódio ( que torna a textura um pouco mais "fofa")

IMG_20180121_182513_454.jpg

A preparação... meus amores, não podia ser mais simples! Toca de colocar tudinho no liquidificador e ao perceber se a textura está ok... ou se consome de imediato ( e fica uma mouse mais molinha) o se coloca no frigrifico para endurecer um pouco ( eu prefiro assim).

 

E pronto, espero que gostem desta "Mousse de chocolate fingida", muito rápida de fazer e rica em Fibras, cálcio, ferro e omega 3 ( chia), Proteína e potássio ( banana), vitaminas A, B1 e B2, ácido fólico e antioxidantes ( alfarroba e levedura cerveja), . Querem melhor??

 IMG_20180121_131527_251.jpg

 

 

 

 

Máscaras e serpentinas... em preparação a todo o gás!

Aqui por casa já reina a excitação. Amanhã temos desfile de Carnaval na escolinha logo pela manhã e nós já estamos por aqui em "ensaios", As máscaras estão escolhidas e compradas ( no Lidl... a 6.90 cada e havia tantas outras hipóteses giras, nem imaginam..) e as pinturas faciais (compradas na mesma superfície comercial) estão agora a ser a loucura!

 

A minha pequena indiazinha está farta de "riscar" a cara com as suas pinturas tribais e o Afonso ensaia bigodes e feridas na pele. Até eu já estou a ficar em pulgas para os ver completamente produzidos.

 

                             IMG_20160203_215902.jpg

Estamos a inspira-nos nas capas de cada uma das fantasias, em que os meninos das fotos estão muito bem dentro do seu papel. Agora só me vai faltar, a Matita (que nunca me deixa fazer penteados) entrar na onda das trancinhas à ìndia. A ver vamos se não irá de cabeleira ao vento ( vai ser  a minha luta cá em casa, já sei ;)). Amanhã... dar-vos-ei notícias sobre todo este e os outros processos Carnavalescos ;)

 

IMG_20160202_185456.jpg

Hoje, tenho ainda outra "tarefa", ou desafio, se assim o quisermos chamar. Uma receita, imaginada pelo conhecido Chef Hernani Ermida, que criou estas "serpentinas" que cativarão crescidos e pequenos a comer e.. chorar por mais com esta receita de crepes. Ontem, já me fui me fui munir de todos os ingredientes ao supermercado Lidl aqui perto de casa e hoje... vou pôr literalmente a mão na massa. (Já vos mostrarei como tudo ficou, através das minhas redes sociais - facebook e instagram), Combinado?

                          IMG_20160203_190004.jpg

 

 

 

 

O dia 1 da dieta que vai mudar a minha vida. Mais descontos e refeição grátis no fim....

Ora vamos lá! Vou fazer uma dieta à séria e estou a começá-la .... hoje! Oh God!! Ando há horas de volta"disto", a tentar todas as estratégias para que a palavra "falhar" desapareça do meu dicionário... E começo o post a informar que quem contactar a Pronokal e disser que  foi através de mim ou do meu blog que teve conhecimento da mesma... receberá 10% de desconto no primeiro pedido ... e ainda.... no final da dieta ( mas têm mesmo que terminá-la, vão entretanto perceber o tão importante isso é para que se faça uma reeducação alimentar séria, para a vida..)... a Pronokal oferece à ou ao batalhadora/a, uma refeição ( saudável, claro!!!) para celebrar, no valor de 50 euros, onde? No meu restaurante, claro!! O Meritíssimo, nas Colinas do Cruzeiro, Odivelas, pertíssimo de Lisboa.

 

Bem, depois destas boas notícias para todos ;)... vamos lá ao que interessa... até porque ao longo desdes meses, quem quiser, poderá acompanhar a história da minha dieta Pronokal, aqui  no blog: As dificuldades, a forma de as superar, as ideias de refeições, a reação do meu organismo, as vontades, as ânsias, as vitórias. As idas à minha médica ( a fantástica Dra. Fatima Portugal que me está a dar uma força inimaginável.. ainda há pouco me ligou a incentivar no meu primeiro dia...), o acompanhamento nutricinal, o exercício físico...

Instasize_0102164526.jpg

 

 

Ora bem. Pois então lá chegaram os sacos e eu organizei-os em cestinhas e em cima do balcão para que se torne mais fácil enquadrar tudo isto na minha rotina diária. Fui à net (www.pronokalgroup.pt) ver receitas e tentar perceber como misturar os alimentos, as especiarias, os temperos. Organizei, no frigorífico a gaveta dos legumes...Revi os rótulos de algumas latas de legumes permitidos, confirmei se os chás e infusões não contém açúcar. E... vamos lá bomboca!!! Quer dizer.. bomboca não... que essa tem açúcar e o dito vai desaparecer  definitivamente do meu corpo... hum.... vamos lá ... Barrita de cacau!!! Vamos lá mudar a minha forma de comer.

Instasize_0102163705.jpg

 

Instasize_0102164043.jpg

 

 

 

Sim, eu sei... mulher que é mulher passa a vida em dieta! E eu própria, sempre me preocupei com a saúde (para além da beleza) , mas a verdade, é que de uma forma pouco permanete ( de uma forma inconstante, se é que me percebem). Por isso é que esta dieta ( nem gosto muito de lhe chamar assim, talvez "método de reeducação alimentar" soe melhor) é mesmo hiper especial. Não desdenho outros métodos, existem alguns fantástico, sim senhora, e há que dar o mérito aos profissionais que os encabeçam... mas a verdade é que centenas de outros são perigosos, ineficazes ou até inconscientes (então se nos centrarmos em pesquisas feitas na net, em dietas veiculadas por revistas femininas, ou atá "aquela dieta que resultou tanto na minha amiga" podemos mesmo estar a cometer erros crassos, porque o que funciona "com ela, pode não funcionar comigo".)

 

Todos/as somos diferentes ... E quantas vezes nós mesmas "criamos" as nossas dietas com base no que ouvimos, no que lemos, no que alguém nos contou ter feito... e depois há mais malifícios que benefícios. Ficamos fracas, com falta de certos nutrientes (alguns que nem imaginamos serem necessários), por vezes até anémicas, irritadiças... tudo pela restrição de alimentos que achamos que engordam e que afinal... até pode nem ser bem assim. Por isso é que para iniciar esta que aqui vos falo fiz exames a tudo e mais alguma coisa, um check up geral como acho que só tinha feito nas gravidezes ( análises de sangue, urina, ecografias...): E só depois, percebemos ( a médica e a nutricionista) como seguir, no meu caso em particular. (atenção que para suprimir algumas carências vou tomar muita suplementação alimentar e obviamente muitaaaaaa água.....)

FB_IMG_1451755647570.jpg

FB_IMG_1451755444011.jpg

 

 

Mas agora o que interessa, eu que também já fiz umas quantas dietas e "melhoramentos alimentares" (uns mais lógicos que outros, assumo) é  transmitir-vos que mal conheci a fundo o que esta dieta faz, como e porquê (sabem que sou curiosa e não faria nada sem perceber tudo tim tim por tim tim ou sem saber como iria o meu organismo reagir) fiquei colada! Tão meticulosa, tão perfeita, no que respeita à atenção que retira ou coloca nutrientes, calorias, suplementos alimentares... para que o nosso corpo se adapte e reaja de forma séria e com resultados fantásticos ( tenho acompanhado alguns "antes e depois" e fiquei parva...). Mais ainda, pelo fato de ser uma dieta feita com o acompanhamento de um ou uma médica (à nossa escolha, desde que tenha protocol com a Pronokal) do início ao fim e de nutricionistas da marca a toda a hora (presencial, via telefone ou net...)

 

InstaSize_1229173736.jpg

 

 

Ora bem, então vamos à minha história... porque mais de metade do pessoal a quem digo que me vou "submeter" a estas regras todas ( sim, não deixam de ser regras muito restritivas e para as quais precisamos de muita força de vontade) diz que não entende... que eu não preciso de emagrecer e quando lhes falo em 10 quilos então... parece que falei no diabo... que sou maluca, que vou ficar um espeto e tal e tal... mas cá estou eu aqui para explicar. Há alturas da vida em que queremos/precisamos "pegar o touro pelos cornos", olhar para nós mesmas e decidir "já chega!" e já chega de quê? De ir aceitando que vou engordando 500 gramas de cada vez mas que essas "cada vezes", desde a última gravidez ( que não nos podemos esquecer que coincidiu com os meus 37 anos - ai a terrível aproximanção dia 40!!!...) já somam mais de 6 quilos. De achar normal que me fui desleixando com o exercício com a "desculpa" da falta de tempo e do tempo que o trabalho e os miúdios me exigem. De fingir não notar que  há uns anos usava o número 34 de roupa e que agora, mesmo o 38 me fica mutíssimo justo. De saber que apesar de ter muito jeito para "disfarçar" e vestir o que me favorece, defendendo as gordurinhas debaixo de umas coisas largas e estilosas... elas não deixam de estar lá. E principalmente dizer já chega a veicular um tipo de vida saudável mas depois ir cometendo pecados alimentares que me incomodam mas que vou deixando andar. (acho que até mais por questões emocionais que me levam a ser, por exemplo compulsiva com alguns petiscos, doces e salgados).

 

Aqui entre nós, apesar da "desculpa" ser emagrecer também há outra questão. Mesmo. Quero mesmo, conseguir comprometer-me com o meu corpo e com a minha saúde, com o meu bem-estar. Nós somos o que comemos e.... pelo menos para mim , ter quem nos oriente como deve ser, saber que farei uma reeducação alimentar assistida ( os médicos e nutricionistas são quase "polícias" o que nos ajuda a querer cumprir os objetivos como deve ser) e claro... manter na parede... ao lado do meu espelho da casa de banho (onde me dispo e vejo as banhinhas na barriga e a celulite feiosa, todas as manhãs....) uma foto minha...  que já conta com mais de 10 anos, mas... onde estou... tipo... perfeita ( atenção que em 2004 a palavra photoshop era quase um palavrão, ainda quase não se usava..) "aquilo"era tudo meu!!. Uma foto que servirá de inspiração, foco e motivação. Não, não é a foto de uma artista, de uma modelo, de uma desportista. É uma foto minha! Eu já fui assim e quero voltar a ser. Sim, ok... entretanto fui mãe duas vezes, sim, ok.. estou quase com 40 anos.... sim, ok... quase não faço exercício e na altura malhava como nunca... Pois então vamos ter que mudar isso tudo certo? Pelo menos, focar e tentar, com muita força... Ai vidaaaaa.... lol .... Bora lá!

 

                                                                         

800 (3).gif                FB_IMG_1450361909658.jpg

 

E sim... com a ajúdissima da Pronokal. Para grandes males... grandes remédios. Para grandes perguiçosas (lol), grandes estratégias para não nos deixar falhar. Esta dieta, vai fazer uma cena brutal em mim! Vai fazer um "reset" no meu organismo.  Que bem sinto que preciso.Vai ajudar-me as "começar de novo", do zero.. E olhem que é mesmo quase do zero, porque o que vou comer é mesmo pouquinho (pelo menos nestes primeiros 15 dias, a que eles chama a "Fase ativa A" da dieta)....

 

Mas... o que me incentiva é que tenho lido depoimentos de muita gente que se adapta bem e que... imaginem, consegue fazer verdadeiras petiscadas com os ingredientes "permitidos" e com os alimentos Pronokal... ainda agora, neste momento que estou a escrever-vos, neste que é o meu primeiríssimo dia de dieta, estou a tomar o meu "lanche": Uma barrita próteica de côco e uma infusão de canela e gengibre. Claro que custa, mas tudo o que se puder fazer para amenizar a gula é bem vindo, ainda para mais para uma pessoa, que como eu, gosta muito mais de petiscar all day long, do que sei lá o quê.

FB_IMG_1451750554288.jpg

 

 

Bem, para que percebam o que é isto que vou fazer, cá vai: o processo que foi desenvolvido por esta marca, chama-se Cetose e Na Etapa Activa (que no meu caso serão à volta de 15 dias mas que poderá ser mais para quem quiser perder mais peso) consegue-se a perda de 80% do peso-alvo. Nesta etapa, a alimentação baseia-se numa combinação de produtos PronoKal ( as saquetas que vocês viram nas fotos, dentro das caixinhas de cartão e deppis organizadas nos cestos e que somos nós que preparamos em casa, o que me dá, acreditem, mais gosto do que se fossem pré-feitas)e numa diversidade de verduras permitidas.  E só. Na Etapa Activa, o organismo entra no tal estado de cetose, uma situação metabólica de adaptação induzida pelo Método PronoKal

 

E o que acontece, nessa fase com o nosso corpo? (gosto mesmo de tudo explicadinho... não há milagres minha gente, há ciência a trabalhar para ajudar o nosso organismo a reagir da forma que desejamos...)

 

Bem, em primeiro lugar, nunca se deve confundir a cetose com a cetoacidose. O aspecto fundamental que as distingue é o facto de a cetoacidose somente ocorrer quando a insulina é inexistente, isto é, nos doentes diabéticos do tipo ( isso sim , é uma patologia e não é todo bom para a saúde), mas não é o caso. Em contrapartida, a cetose ( o processo que queremos em que o nosso corpo entre) ocorre quando o contributo de hidratos de carbono (açúcares) da dieta é baixo e, portanto, o organismo tem que recorrer às reservas de gordura para obter a energia de que necessita. Este processo dá lugar à formação dos chamados corpos cetónicos, os quais serão utilizados como combustível. E assim se emagrece. Rápido, mais rápido que alguma vez vi. E com segurança. Mais do que alguma vez vi, também. Desde que se siga à risca... sem invenções, sem batotas e sem dobrar as doses ahahah!!!

 

 

Ora, acho que por hoje, não há muito mais a dizer... só a experiementar (em baixo podem ver: o meu primeiro pequeno almoço e o meu primeiro almoço), pesquisar, projetar a minha vontade de sucesso. Que com o "empurrão" da Pronokal se vai tornar atingível. Vão ver só! Se vai ser fácil? Não! Se vai ser desafiante? Muito! E eu, sei que vou conseguir, com esforço, dedicação e muita ajuda. Porque sozinhos... nunca vamos a lado nenhum, certo?

 

FB_IMG_1451753686092.jpg

FB_IMG_1451754014415.jpg

 

Vou contando, tudo por aqui, e vocês, não hesitem em colocar-me perguntas ( a que tentarei responder ou encaminhar) mais ainda... que terão o tal simpático desconto de 10% na adesão ao Método Pronokal, se mencionarem que o conheceram por mim... e o tal almocinho ou jantar no meu Meritíssimo restaurante (uma oferta no valor de 50 €) quando chegarem à última etapa da dieta! beijinhoooooo

 

A minha receita para um pequeno almoço perfeito!

A coluna que uma amiga e relações públicas tem numa revista da nossa praça, fez-me hoje ter vontade de partilhar convosco uma receita. Um dos seus artigos era sobre mim e sobre os meus pequenos almoços...

 

Ora bem, tudo isto, devido a uma receita (no fundo são três) minha que saiu no início do Verão no Ebook de Receitas de Verão, Especial Embaixadores do Holmes Place, o meu ginásio de eleição e onde, entre outros, lá vou tratando da minha alma, do meu corpo e da minha saúde.

Captura de Tela 2015-09-08 às 16.20.55.png

A ideia dos responsáveis do projeto foi a de que todos nós (Vanessa Oliveira, Aurea, Kelly Baron, Cláudio Ramos, Pimpinha Jardim, Herman José, Jorge Corrula, Débora Monteiro, Miguel Guedes, Henrique Sá Pessoa, Sara Prata, Cuca Roseta, e... eu claro) dessemos o nosso testemunho e uma receita de simples execução, que depois de testada pelos especialistas em nutrição da cadeia de ginásios Holmes Place... seria publicada incentinvando todos os que fizessem o download do livro (façam-no AQUI) a comer bem e bem ( saudável e saboroso).

 

E depois de um livro, cheio de ideias e imagens fabulosas ( nossas eheheh.... e das comidinhas..), também há uma parte de dicas maravilha. Essas partilho agora convosco para que antes de tudo, conheçam as "regras" essencias da saúde nutricional:

Captura de Tela 2015-09-08 às 16.30.09.png

Captura de Tela 2015-09-08 às 16.30.34.png

 

Bem, mas voltando à(s) receita(s) que vos quero mostrar,  calhou-me mim, "servir" uma ideia para um pequeno almoço nutritivo e eu não hesitei, mal me falaram nisso.

 

Desde que vi umas imagens no youtube de uma cozinheira muito ligada à saúde e bem estar, sugerir um Over Night Oat Meal ( já vão perceber o que é)... fartei-me de experimentar opções. E aqui, sugeri três das que gosto mais. Muito facil de fazer, saudável e com uma apresentação giríssima e cativante. Ora vejam lá:

Captura de Tela 2015-09-08 às 16.21.34.png

Captura de Tela 2015-09-08 às 16.21.54.png

Que tal? Vão experimentar? Acreditem que é uma opção top para começar bem cada dia. 

E se quiserem mais... façam o download do livro completo, com sugestões variadas para refeições várias AQUI !

 

 

 

 

 

Mini Chefs! Vamos fazer uma Pizza?

 

E como daqui a uns dias é o Dia da Criança, que tal fazermos uma pizza?

 

Vá lá! Levem os vossos filhotes para a cozinha, deixem-nos ser eles a fazer o almoço ou o jantar aí em casa! A Gourmarta ordena!

Não fal mal sujar ou ficar com a ponta do nariz cheia de farinha! O que interessa é que sejam eles a pôr a mão na massa! Diz-me a experiência, quando fazia Ateliers de Culinária nos Atl’s de Verão, que os miúdos adoram!

 

As mãos sujas, a massa peganhenta, tão teimosa e cansativa até ganhar forma, a trabalheira de amassar…e no fim, o brilho orgulhoso nos olhos, quando vêem e pensam: fui eu que fiz! É importante tentar, partilhar, brincar, experimentar…

 

Para a massa precisamos de…

 

…6 colheres de sopa cheias de farinha,

1 colher de café de fermento fresco,

1 colher de café de açúcar,

1 colher de sopa de azeite,

10 colheres de sopa de água

e sal fino q.b.

 

Então fazemos assim…

 

…misturar a farinha com o açúcar e o sal. Colocar o fermento na água e mexer até ficar diluído. O fermento

fresco cheira um bocado mal não acham? Mas faz falta para que a nossa pizza cresça!

Deitar esta mistura da água com o fermento e o azeite por cima da farinha, com o açúcar e o sal e começa

a amassar! Tem que ser com as duas mãos, bem lavadinhas… e aqui é que vai cansar!

 

Amassa, amassa, amassa…até que fique uma massa uniforme e elástica! Enquanto se amassa, pode ser

preciso juntar um pouco mais de farinha, para que a massa deixe de colar! Está pronta quando já não colar

às mãos.

 

Fazer uma bola, colocar num recipiente e tapar com um pano. Deixar repousar durante mais ou menos 1

hora, para que a nossa bola fermente e cresça…! Não vale destapar! Depois de fermentada, já se pode

estender a massa, em cima de uma bancada bem limpa e polvilhada com farinha, com a ajuda de um rolo,

até que fique bem esticada!

Os ingredientes base são o molho de tomate e o queijo mozzarella…Primeiro a polpa de tomate, depois o queijo e por cima, é puxar

pela imaginação! Cebola, mangericão, atum, fiambre ou chourição, azeitonas, ananás, banana, ou camarão!

 

Por fim polvilhar com orégãos e levar ao forno

até que o queijo derreta e a massa comece a

ficar tostada! …e todos para a mesa!

E em latim, já dizia a sábia frase "monet oblectando" ou seja “aprende, brincando!”

 

TEXTO DE: Marta Simões - Nutricionista e Dietista 

RECEITA: Gourmarta

O piquenique perfeito... gourmet, prático e saudável!!

Bem, antes de passarmos à ação... O post em si.. sobre PIQUENIQUES!!! (adorooo) quero apresentar-vos a nossa Marta Simões.. ou antes.. a GOURMARTA ;) Sim, que este é o projeto por que me apaixonei... ao mesmo tempo que me apaixonei por ela, pela pessoa, pela personalidade positiva e num misto de sudável e maroto, se é que me faço entender lol..

 

Ora esta é a Marta (juro que um dia destes a mostro melhor, mas gostei tanto da originalidade e expressão desta foto que teve que ser..) e vai passar a colaborar comigo aqui no blog as 2as e as 4as semanas de cada mês.

 

 

 

 

Et Voilá... antes de avançar, olhem só como esta Marta Dietista Cozinheira ;) se apresenta ao meu núcleo duro Barriga Mendinha:

 

" O meu nome é Marta. Sou dietista de profissão e cozinheira de coração! Licenciei-me em Dietética, pela Escola Superior de Saúde de Faro, Universidade do Algarve. Pelo meu caminho curricular, passei por um estágio curricular no Hospital de Faro, trabalhei num Município, com escolas e refeitórios, colaborei com uma Unidade de Cuidados Continuados. Tenho experiência em Nutrição Clínica e Nutrição Comunitária. Não apoio dietas loucas e desequilibradas.Sou apologista da educação alimentar. Acredito no poder dos alimentos. Adoro meter a mão na massa e brincar com sabores!!"

 

E pronto.. agora que confiam e se vão apaixonar, como eu... vamos às dicas da semana, sobre PIQUENIQUES:

 

 

 

Um piquenique bem planeado pode ser um dia muito especial e as crianças adoram!

 

Escolher bem o sitio, com sombras, cheirinho a pinheiros e musica de pássaros! E se por lá correr uma ribeira, de água fria que o sol aqueceu, a opção “ir ao centro comercial” já perdeu!

 

O menu, esse tem que ser obrigatoriamente leve e seguro!

 

 

Ora se o dia já é tendencialmente de sossego e preguiça, nada de escolher alimentos pesados, de difícil digestão, como feijoadas e “granadas”, enchidos assados e carnes gordurosas que envolvem trabalho, sujidade, grelhadores, carvão e gás, pratos e talheres e uma logística sem fim! Afinal o dia do trabalhador é para não trabalhar, não é?

 

Então vamos escolher um piquenique que exige apenas uma leve preparação em casa!

 

Para o passeio apenas levamos a geleira e a cestinha, a toalha de quadradinhos vermelhos, uns livros e uns brinquedos, e umas almofadinhas para pousar a cabeça, fechar os olhos e ouvir a natureza! Para beber, se estiver calor, nada de refrigerantes, cheios de açúcar e bebidas alcoólicas, estas opções não ajudam em nada a hidratação!

 

 

O conselho é claro, a água, e depois uns belos sumos naturais, de laranja, meloa ou abacaxi, fresquinhos, naturalmente doces e vitaminados, ou um chá frio feito com casca de limão, chá preto, pau de canela e uma pitada de açúcar amarelo!

 

Para comer, nada com  maioneses e natas porque não queremos arriscar acabar o dia com uma forte dor de barriga! Sugiro umas mini sandes de pepino fino ou salmão fumado com queijo creme, ou umas sandes de frango desfiado com ovo cozido e cenoura ralada!

 

Em qualquer uma das sugestões, o azeite e os orégãos são o tempero de eleição! Para acompanhar, porque não umas espetadas de tomate cereja, manjericão e queijo feta ou de melão, uvas e presunto?!

 

Uma salada fresca de alface, gomos de maçã, rodelas finas de limão com casca e hortelã para penicar e umas rodelas de laranja polvilhadas com canela ou raspas de chocolate para finalizar!

 

Um piquenique para saudar a Primavera e os dias mais compridos, as cores e as flores, o céu azul e o sol…se nunca experimentaram agora é a época certa! E, São Pedro, não nos pregues partidas...sê amigo e abre o postigo! 

 

-------
 

Seja à noite ou pela manhã.. o dia dos namorados é mesmo para celebrar ok?

 

O dia dos namorados está aí à porta...

 

E... e então?? Isso era "coisa de antes"... Antes de ser casada e ter filhos e andar sempre cansada e não ter tempo para nada... Podem vocês pensar, às vezes até eu.... kxxxxkxxxx....

 

Mas eu estou aqui para vos/nos agitar e dizer "nada disso miúdas", " bora lá dar a volta isso". Eles merecem e nós também.

 

Ah pois é, o dia-a-dia muitas vezes pode destruir o romantismo - a falta de tempo, o cansaço, os miúdos sempre presentes -  mas depois, se acharmos que a nossa relação vale mesmo a pena... cabe-nos a nós (e a eles também pois então...), em algumas ocasiões especiais, fazer relembrar que Sim... que ainda conseguimos pensar no "Nós os dois"!! Vocês são um casal! E que de vez tem mesmo que ser a prioridade. Mesmo que para as recem-mamãs, isso custe... largar os filhotes umas horas, parece-nos impensável, terrível. É a ambiguidade de ser Mãe - precisar do nosso tempo mas não querer estar longe dos nossos bebés...

 

Acreditem, que até em alguns casamentos e relações stressadas, desgastadas e em risco, um gesto mais carinhoso, apimentado, audaz... pode ressuscitar o que já parecia adormecido... ou pelo menos, aborrecido. Conhecem a descrição? Correm o "risco"?

 

Ora então, vou dar-vos duas simples mas tão "dificeis" ideias de concretizar ( sim, só nós Mamãs... o sabemos o quanto, párem de gozar suas... não- Mães lol) para o dia 14 de Fevereiro, a próxima sexta feira.

 

 Para quem NUNCA consegue fazer programas ir jantar a dois ou ao cinema, por exemplo, aqueles programas tão simples que "antes" (xiii!!! o peso que este "antes" tem lol) esta pode ser uma boa ideia. E os miudos? Para quem não tem avós ou tias por perto, pode por uma noite, optar por uma ama ou babysitter, que tal? Orientam-se para deitar os miúdos mais cedo e eles nem notam que vocês se pisgaram por umas horas até à meia noite ou uma da manhã.

 

Os mais arrojados (e que possam pagar a noite inteira à baby sitter lol).... também se podem esticar um pouco mais e ir até a um bar ou discoteca. Há quanto tempo não o fazem, pensem lá!?

 

 

Ficam algumas empresas que conheço bem e outras que me foram referênciadas e com quem e onde ( alguns dão para deixar as crianças no local, dão jantar, fazem atividades...) depois deixaria sem piscar os olhos, os meus pirralhinhos:

 

FADA AMIGA no Campo Grande em Lisboa (podem deixar os babies no local ou requisitar uma babysitter para casa)

 

CÓCEGAS NOS PÉS serviço Baby Sitter

 

NANNY PORTUGAL (são do Estoril mas Têm nannys e babysitters em todo o país)

 

NANNY 4 ME (no Porto)

 

 

 

Vamos agora seguir em frente para algo completamente diferente, mas um gesto também muito querido...  Se não quiserem deixar os babies "de lado" e deitar-se tarde... não há, de qualquer forma, desculpa para não celebrar o momento. Ora pensem em conjunto comigo e nada de choraminguices:

 

Podem levantar-se, neste dia ainda mais cedo (vá lá, é uma vez no ano... lol) e preparar um pequeno almoço a preceito - mas à séria hummmm??!! e levar à cama o manjar. De certeza que vão derreter o vosso companheiro.

 

Inspirem-se em algumas destas imagens e adaptem-nas à vossa realidade ( tudo é possível, desde o leitinho aromatizado com morango em tom rosa até ao chique do champanhe matinal, do mais saudável ao mais calórico e guloso...).

 

Ah... importante, podem levar um mini rádio para o quarto ou por a tv mais alta na sala com música suave e sexy a acompanhar (para quem não tem a playlist perfeita, que tal experimentar uma estação que adoro, a SMOTH FM?)... Depois... ou os bebés ainda dormem e conseguem ter o vosso momento matravilhoso a dois... ou olha... se eles acordarem, façam um breakfast em conjunto lol... do mal o menos. Eles, no fundo já são o fruto do vosso amor não é verdade?

 

Divirtam-se mas é. beijem-se, façam as pazes, não sejam rezingões, perdooem-se, aceitem os defeitos de cada um, gozem as qualidades, aproveitem o melhor que têm e tentem esquecer o pior... Pelo menos neste dia. E depois... pouco a pouco nos outros. Boa!??

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Como ter uma alimentação saudável durante o tempo quente. Pelo nutricionista Alexandre Fernandes






O Verão é a estação do ano mais propícia ao lazer, especialmente para as idas à praia e
à piscina, para os passeios ao sol, a prática de exercício físico e para apreciar a natureza.
Mas, para poder tirar o máximo partido de um Verão agradável, sem preocupações e
mantendo a Saúde é necessário seguir algumas recomendações:


• Cuidados na Armazenagem e Conservação dos Alimentos

É necessário relembrar que no verão, devido às temperaturas elevadas, os alimentos
podem-se deteriorar mais rapidamente. Assim, ao comprar frutas, verduras e legumes
devemos analisar atentamente o seu estado geral, evitando comprar aqueles que
estiverem murchos, manchados e pisados. A armazenagem deve ser feita logo após
as compras e sob refrigeração. Para isso devem utilizar-se as gavetas inferiores do
frigorífico para as frutas e verduras. Também não se deve esquecer que existe no
frigorífico a parte da congelação, para o armazenamento das carnes e peixes em geral.

As carnes só devem ser conservadas no frigorífico a temperaturas de refrigeração,
quando consumidas no próprio dia em que foram adquiridas. Dessa forma, pode-se
evitar o crescimento e o desenvolvimento de microrganismos prejudiciais à saúde, pois
o consumo de alimentos mal conservados pode conduzir a intoxicações alimentares.

Na praia, onde as temperaturas costumam ser mais altas, deve-se ter um cuidado
especial, por isso, devem-se conservar os alimentos em caixas ou bolsas térmicas e
mesmo em tupperware. Há que ter atenção às sanduíches feitas, especialmente às que
contenham patês, maionese, ovos… pois podem estragar-se facilmente. A refeição ideal
terá frutas e saladas variadas bem lavadas, uma sanduíche de pão de mistura com queijo
flamengo, peito de peru, tomate e cenoura ralada!




• Hidratação

É nesta altura que as perdas de líquidos e de sais minerais pelo organismo são
superiores comparativamente com outras estações do ano, devido à transpiração
excessiva, ao esforço físico ou a alterações do tracto gastrointestinal provocadas pela
ingestão de alimentos contaminados ou mal conservados, que podem levar a vómitos e
diarreias.

Para prevenir a desidratação, devem-se vestir roupas mais leves, fazer exercício
físico nos períodos mais frescos do dia (antes das 10h ou depois das 17h), preferindo
locais arejados e com sombra, e deve-se essencialmente, estar atento à selecção,
conservação e à forma de preparação dos alimentos, não esquecendo de ingerir líquidos
constantemente.


Um adulto perde em condições normais um volume de aproximadamente 2,5 litros
de água por dia. Assim, a ingestão diária deve cobrir a sua eliminação. As frutas e os
legumes contém entre 70 e 95% de água, um ovo contêm 75%, as carnes, aves e os
peixes, entre 40 e 60% e os pães só 35%. O volume restante, de aproximadamente 1,5
litros, deverá ser ingerido sob a forma de líquidos como água pura, chás, sumos, caldos,
entre outras alternativas.

Especialmente no Verão, deve-se ter em atenção as bebidas alcoólicas que são
consumidas com maior frequência, como as cervejas. Quando ingeridas em grandes
quantidades, para além de promoverem alterações psico-motoras, estas bebidas podem
levar a uma desidratação maior, pois o álcool “retira” a água das células, agindo como
um diurético, ou seja, estimula a formação de urina, com a consequente perda de água
pelo organismo.

Deve-se recordar que a libertação de suor é, para além da perda de água, a perda de
sais minerais, principalmente sódio, potássio e cloretos, que são fundamentais para
o equilíbrio electrolítico do organismo e que devem ser repostos. Para isso, uma boa
opção são os sumos de frutas naturais, que são boa fonte destes minerais, vitaminas e
de água. Muitas das vitaminas existentes na fruta têm uma acção antioxidante, ou seja,
ajudam a combater os radicais livres (substâncias que aceleram o envelhecimento das
células e o aparecimento de doenças crónicas). Optar pela fruta da época é o que devia
ser recomendado.



• Alimentação



Outro cuidado que se deve ter no verão (e não só no verão como também, nas restantes
estações do ano) e para manter a nossa saúde, diz respeito à nossa alimentação. Embora
haja uma enorme diversidade e disponibilidade de frutas, verduras e legumes durante
o verão, e estes sejam alimentos ricos em vitaminas, sais minerais, água e fibras, o seu
consumo não vai completar as necessidades diárias dos outros nutrimentos, tais como
proteínas, hidratos de carbono e gorduras.
Apesar do aumento das temperaturas durante o verão provocarem uma ligeira inibição
do apetite, deve-se tomar cuidado com os petiscos e sobremesas, geralmente muito
calóricos e de difícil digestão devido ao elevado teor de gorduras. Uma boa opção será
consumir alimentos menos calóricos e mais saudáveis, substituindo os fritos pelos
assados no forno, os gelados de leite por alguns gelados de frutas, o chocolate por
barrinhas de cereais, etc.


Uma alternativa para contornar a falta de apetite será o consumo de alimentos de
fácil digestão como as saladas, enriquecendo-as com um alimento rico em hidratos de
carbono como batata, massas ou leguminosas secas (milho, ervilhas, favas, lentilhas),
um alimento fonte de proteínas como os queijos magros, fiambre, atum ou ovos. Para temperar
, pode-se usar uma fonte de gordura dando preferência ao azeite (na sua
composição apresenta gordura monoinsaturada e ácidos gordos essenciais), contudo
nunca se deve esquecer que cada grama de gordura fornece 9 calorias, portanto, deve ser
usada em quantidades moderadas. Devem-se trocar os molhos gordos das saladas por
sumo de limão (boa fonte de vitamina C), ervas aromáticas e para enriquecer as saladas
um iogurte natural magro (também boa fonte de proteínas e cálcio). Usar vegetais
de cores variadas é o ideal, isto para evitar a monotonia alimentar e a deficiência de
nutrimentos.

Desta forma, opta-se por uma refeição de fácil digestão e nutricionalmente equilibrada
que contém alimentos que são boas fontes de vitaminas, água, minerais e fibras
(reguladoras), de proteínas (construtoras), de hidratos de carbono e gorduras
(energéticas). Esse equilíbrio entre os nutrimentos deve estar sempre presente em
todas as refeições do dia, repartidas pelas 3 refeições principais e 2 ou 3 lanches nos
intervalos destas, evitando os fritos e os alimentos muito gordos.

Aumentar a ingestão de alimentos que apresentam reduzido valor calórico, como as
verduras, os legumes, as frutas com casca, as leguminosas secas, os cereais integrais,
entre outros, é o que deveria ser aconselhado.


Aproveite o verão!


Tenha sempre em mente os princípios que regem uma alimentação equilibrada que são:


a moderação, a variedade e o  equilíbrio entre os nutrimentos energéticos (presentes
principalmente nos cereais, tubérculos, farinhas e derivados), reguladores (nas verduras,
legumes e frutas), construtores (na carne, peixe, leite, ovos) e energéticos por excelência
(nas gorduras e óleos).

Uma alimentação equilibrada é a base de uma vida saudável. Aproveite o verão, mas
cuide da sua saúde!




Alexandre Fernandes – Nutricionista



Consulte –www.bemnutrir.com