Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Barriga Mendinha

Barriga Mendinha

Acordei com 40 anos...

IMG_20161018_090126.jpg

 Acordei hoje e... tenho 40 anos. "Aquela idade", a tal que até quem já a vive na pele... ainda tem  inconscientemente colado em si de que é a idade "dos cotas". E se calhar até é, mas não da forma que o via antes... ah pois é.

 

A idade dos COTAS: a de "Curtir Outros Tantos Anos Sorrindo". Gostei da ideia e do conceito. Amacia a "coisa" não acham!? Saiu-me assim, quase como se sempre estivesse estado aqui na ponta dos dedos, na ponta da alma. à espera de cá chegar para perceber que é mesmo isso... aproveitar como deve ser o tempo que temos aqui nestas "férias" na terra, sem merdas, sem frescuras, sem medos, sem "senãos"... Senão temos uma vida de treta. E sim,  é uma boa máxima para aplicar nos próximos  tempos da "viagem" que ainda está para vir.

 

A verdade é que por mais que levemos na boa, a idade não deixa de cá estar, não deixa de "bater", não deixamos de sentir que estamos a "meio" do caminho.. ou menos, porque não me vejo aos 80 com a mesma genica ou saúde. Mas luto para que a tenha. Os 40 ou a proximidade deles, dão-me a verdade e não a prespetiva. E acreditem, que é mais ou menos nesta altura, que percebemos que não somos imortais e que temos mesmo que tratar de nós. Do corpo e da alma. Para mim, que sempre tive a sorte de ser saudável, o estado era um dado adquirido e não me dava sequer ao trabalho de equacionar a limitação desse estado. Agora, sei que está (também) nas minhas mãos.

 

Os 40, estão a oferecer-me o foco nos meus intímos desejos  e não os sonhos loucos que fui, durante quase 20 anos espingardando para todos os lados. Os 40 são mesmo a maturidade pá! Estranho encaixar aqui no clichet, mas até isso, que antes tanto me incomodava, não incomada mais. Ok, posso ser "out of the box" em muita coisa, mas nas que tenho que ser mainstream e pertencer à "lei da natureza"... ok, ok... sem stress. Se é assim que faz sentido, assim o será, e esquece lá isso de "querer ser diferente", inconformada, "radical" (Oh God!! A palavra que ke perseguiu durante tempo demaissss...)

 

Vivi, uma primeira parte da vida adulta, muito intensa, talvez até demais. Tudo na hora certa, apercebo-me também agora...Olhando para trás, umas vezes sinto orgulho, outras cansaço, depende do dia e da prespetiva. Gostava que agora acalmasse a minha vida, sabem!?.. Talvez, porque me apeteça agora mais mimo que "toca e fogue", mais rotina que loucura, mais saúde que noites em branco, mais amor que paixões, mais objetivos e concretizações que pioneirismo. Já vivi todas essas fases ( e que bem, meu Deus ;)) e vejo que os próximos anos terão que ser o descanso da guerreira ( mesmo que a guerreira continue a andar a pé lol) e isso também depende muito de mim. Só de mim, aliás. Descanso, mas não marasmo, ok?... ideias tenho mil, vontades outras tantas. Só me fartei de sonhar num mundo em que essa palavra só se concretiza para a alguns. E os 40 estão a ajudar a sarar os arranhões e preferir seguir em frente, mesmo de joelhos esfolados...

 

Mas.... sim, há um mas (aliás, vários): continuo a ser miúda de sempre, cá dentro. E isso pode meter confusão aos "demais crescidos" da minha idade. Continuo a inginuidade e o riso fácil, contínuo a acreditar que um dia tudo se resolve pelo melhor, continuo com vontade de brincar pela vida, apesar de ter que a saber "séria"... e é isso que parece não colar. Com a idade... Ou se calhar até cola mais do que se julga, o problema é a sociedade que apesar de parecer "benevolente" para com a mulher de 40, acaba por fazê-la sentir o inevitável peso da complexidade (devia era ser facilidade) da idade.

 

Sinto também por isso, vontade de me afastar cada vez mais dos "instituidos", do que é suposto, daquilo que "todos são".. sempre o fui assim, d'antes era fogo, agora sou metal. Mais contida e focada neste meu afastamento emocional, do que me faz mal e com o que não concordo. Sim... sou de signo balança, e às vezes, é difícil saber viver por onde quero ir. Mas a verdade é que, para além de aceitar melhor essa minha condição... apesar de sim, muitas vezes não saber por onde vou é o que quero, já sei por onde não quero ir e o que não quero para a minha vida. E isso já é tão apaziguador, acreditem..

 

Hoje mereço os parabéns sim senhora! Não só pela data cronológica mas também pela força que existe em mim, uma forca típica das mulheres desta época. Maior do que eu própria, que me impele para uma mudança no silêncio da minha consciência. Agora sei que sou uma gota no oceano, mas que sim... muitas gotas como eu podem fazer a diferença. Pela  vontade de viver o mais contente comigo possível, encontrado (finamente) mais qualidades que defeitos. Sabendo que tudo está no sítio certo e que mesmo o que não está, sairá de lá na altura certa. Tal como será certo... o caminho que ainda tem que ser. Tal como será certa a minha gratidão por tudo o qie de bom tenho e experiencio nestas "férias"  a que se chamam de Vida.

 

E assim me vou.. viver o meu dia. Curtir a minha vida.Aproveitar a minha saúde. Espalhar o meu amor. Com muita satisfação por entrar "tão bem" nesta nova e desafiante fase da minha vida. Benvindoa sejam os 40! Juntos venceremos!! Ahahah!! Acredito mesmo.. que o melhpr ainda está para vir! ;)

 

 

Ainda a organizar a casa nova, aqui ficam as minhas dicas para as mudanças e organização da casa

Como sabem fiz mudança de casa há coisa de duas semanas. A real confusão. Ainda por cima com filhos à mistura. 

 

Mas a verdade é que ainda não acabou, e acho que pelo andar da carruagem... que nem tem sido nada má, talvez mais uns 15 dias para ter tudo no ponto. Arrumações de armários, escolhas do que queremos e do que está a mais. Limpezas. E depois mais limpezas e... quando achamos que está tudo limpo... mais limpezas, porque entretanto ficou tudo sujo...lol

 

Cá por casa, quase todas as divisões já estão bastante aceitáveis. Faltam pendurar uns quadros, decidir pormenores da decoração e de onde "esconder" alguns ítens (a questão da arrumação e principalmente organização é primordial quando se vai para uma casa nova, porque o "que se faz é o que fica", por mais que nos convençamos que fazemos depois...).

IMG_20150362_011710.jpg

No entanto, há uma divisão, a do escritório/quarto de visitas que continua fechado à chave... é o quarto do monte de coisas que vão sendo colocadas pouco a pouco no sítio certo. E para mim, para que o resto da casa vá estando apresentável, esta é mesmo a opção viável. E que será o simbolo do final da arrumação.

 

Quando este quarto estiver arrumado, aí sim.. poderei respirar com a sensação de missão cumprida...

IMG_20150362_013458.jpg

Quase todas/os em algum momento da vida já mudaram de casa ( eu fiz contas há uns dias... e vou na 15ª desde miúda!! Uaaaa!!! muita mudança... e já alguma prática na coisa.)

 

A verdade é que apesar de ser sempre um momento de muito esforço físico (então se não como nós, decidirem não contratar nenhuma empresa de mudanças... ui ui... contem com umas boas dores de costas.... mas acreditem que depois serão compensadas/os e se sentirão orgulhosas/os do vosso trabalho)..

 

Aqui vão ficar algumas dicas que vos podem facilitar muit a vida. Dicas que fui "colecionando" ao longo destas 15 mudanças e que, claro, com muito erro à mistura que me custou na pele, fui aprendo o que fazer e o que não fazer.. e como. Vamos lá!?

 

1- Quem deve e não deve estar presente:

 

-Se tiverem filhos pequenos há duas regras para que uma mudança corra bem: Que eles não estejam e que.. eles nao estejam!! É que tanto pai como mãe e até amigos, envolvidos na mudança têm que fazer tudo o mais rápido e perfecionista possível. As crianças podem magoar-se, o pó e porcaria que anda no ar não lhes faz nada bem e mais ainda... para eles, que viveram num ambiente arrumado e organizado e que agora vai ficando como se tivesse passado um tufão.. não é uma boa ideia, pode confundi-los muito. Não digo que não se devam aperceber, claro que sim, até para que entendam que houve trabalho e que uma mudança não se faz por magia, mas estar no meio da confusão, não. Os meus, por exemplo, estiveram fora um fim de semana e quando voltaram já estavam no quarto/escritório da casa antiga muitos caixotes empilhados, já os quadros não estavam nas paredes e pedi-les que me ajudassem a arrumar algumas roupas e brinquedos deles para levar para a casa nova. Depois... passou uma semana e quando "voltámos à carga"... aí já não os quis por perto e lá tiveram as avós que entrar ao serviço.

Pensa-numa-casa-bagunçada.png

 -Presentes: Quanto mais amigos melhor! Nós dividimo-los por dias e de acordo com as disponibilidades. É uma boa opção, porque assim não massacrámos muito nenhum deles e "grão a grão"... a coisa foi sendo feita.

 

2- Onde empacotar e como organizar tudo:

 

-Os clássicos caixotes de papelão podem ser comprados em lojas como o Aki, o Leroy Merlin, Makro, etc... mas também têm sempre a hipótese de pedir no vosso supermercado de bairro que ao fim do dia (normalmente há dias específicos) vos deixem ir buscar umas caixas antes de as enviarem para a reciclagem.

 

-Não os encham muito, ok?.. senão... depois não os conseguem levantar hamm?' Ou podem romper por baixo.Sim... ambas as situações já me aconteceram ( caixas com livros e discos, então são um pesadelo para levantar), sou mesmo a pró das mudanças eheheh

0003CEB6D3A814.jpg

3- As roupas:

 

- A primeira sugestão é que encahm tudo o que é mala de viagem, saco ginásio, das compras ou saco grande com roupa.. os necessaires, por exemplo podem ajudar na roupa interior, meias, collans, lenços e peças mais pequenas. A ideia é que... já que tudo tem que ir, há que rentabilizar o espaço. Uma das regras é que nada deverá andar de um lado para o outro vazio, não faz sentido!

 

-A segunda sugestão é algo que já há uns anos faço porque tenho muita roupa para levar de um lado para o outro... pegar em lençois (que depois têm que ir todos para a máquina, claro, mal se comece a arrumar a casa nova) e fazer troxas de roupa, até podem ir cabides e tudo. Se já for tudo minimamente organizado, fazilita-nos muito a vida, acreditem.

05-02-animais-perdidos-Shutterstock_Images.jpg

 Os móveis:

 

- Sem qualquer tipo de sexismo envolvido ( nãaaaaa...:))... deixar que sejam Eles a tratar disso. sejam Eles os maridos ou namorados, os amigos ou... os homens das mudanças. A verdade é que das vezes que me meti a desmontar coisas, não só demorei 4 vezes mais tempo, como também fiz algumas asneiras, perdi parafusos e peças pequenas importantes para montar de novo... enfim.

image-2.jpg

Pratos, copos e afins:

 

- A dica de envolver em jornal é chapa 5, claro, por isso e até porque desta vez, feita arva, tinha acabado de deitar revistas e jornais fora e não tinha nada com que fazê-lo, optei por rentabilizar, mais uma vez e, claro, proteger as faianças ;) Entre tudo o que se partia fui colocando panos de loiça, toalhas de cozinha e trapos... assim, foi um dois em um. Como ainda iam dobrados e junto com o resto que era para pôr na cozinha, facilitei a tarefa de arrumar tudo mais rápido.

 

O que não deve nunca ser empacotado:

 

- Pois, esta aprendi no dia em que tive que andar com as mesmas calças quase 2 semanas porque não encontrava a troxa das outras que tinha ficado na casa antiga, imaginem, soterrada debaixo de outras coisas que ainda não tinham ido. Isso já foi há uns anos valentes e a partir daí, sempre que me meto numa destas... faço um saco ou mala com cordenados, os cremes que usas mais, pasta e escova de dentes, por aí... ( e até bijouteria se tiver que andar mais pipi...) para uma semana, uma semana e meia. Agora... tenho a vida um bocadinho mais dificultada porque também o faço para os miúdos, claro. Acreditem que nem sei o que é mais confuso, se os dias em que vivemos na casa antiga em que parece que explodiu algo lá dentro e não encontras nada do que queres, se quando chegas à nova morada e está tudo amontoado à espera de ser arrumado e tu não fazes puto de ideia por onde começar..

 

Bijouteria:

 

- Sim, como não tenho 3 ou 4 peças... tenho mesmo que levar tudo organizado. o pior de tudo é quando os fios dos colares se enrrodilham e não os consegues desembaraçar. Grrrr.... por isso: aneis e brincos em caixinhas e colares todos "deitados" em cima uns dos outros num saco duro ou num cesto ( eu levei num cesto de vime que costumo usuar na praia, e assim, mais uma vez rentabilizei espaço). Depois... só os tirem quando tiverem local para eles. Eu pendurei-os todos em cabides na lateral de um armário ( foi a tarefa de ontem!! Ufff... já está ;))

IMG_20150362_012753.jpg

Brinquedos dos miúdos:

 

- Só para dar a dica que é uma oportunidade fantástica para nos desfazermos de muita coisa, umas para deitar fora outras para dar. Mais incrível ainda, é encontrar brinquedos, puzzles e jogos empacotados que estavam arrumados num armário para quando "eles fossem maiores" e agora... felizmente encontrei-os e foi mais uma desculpa para tirar os obsoletos de casa.

 

- Outra dica, para, na casa nova manter os brinquedos, mininamente no sítio é criar gavetas ou caixotes com: bonecos pequenos, bonecos médios, só Legos e afins, uma gaveta de brincadeiras de praia (e banho), outra com "coisas de médico e ferramentas",bonecos peluche pequenos, carros e motas pequenos e outro caixote com maiores, coisinhas de cozinha.... e por aí. A ideia é que, mesmo sendo eles pequeninos, se comecem a habituar à organização das suas coisinhas. Não é facil, acreditem (porque ao início somos nós que arrumamos tudo, todo o santo dia lol), mas acaba por valer a pena.

IMG_20150362_012956.jpg

E... dito ou contado tudo isto.. a mim que ainda me parece faltar um mundo para ficar tudo por aqui "nos trinques".. desejem-me, por favor... tempo e vontade para organizar tudo como quero. A vocês, vou-vos dando conta das evoluções sim?

 

 

 

 

Mudança de casa flash: este é o post possível! E olhem que já não é mau!!

Bem... cá estou! Finalmente com um tempinho mais decente para escrever... um post mais decente. Muito contente... mas toda partidinha...

10361315_931564813529690_1872219450130741879_n.jpg 

Quem me acompanha nas redes sociais deve saber da minha mudança flash de casa... e da loucura que foi:

 

A fase 1: 3 ou 4 loucos dias de arrumações, "encaixotanços", escolha de coisas velhas e antigas, encher sacos e entregar roupas e brinquedos a amigas e associações...

10906337_928806530472185_665138082795513488_n.jpg 10968397_929209767098528_7988994894023305863_n.jpg

A fase 2: 2 dias e quase duas noites ( sim, até uma direta fizémos) efetivos de mudança. Não contratámos nenhuma empresa especializada e tornámo-nos nós e uns quantos amigos e as carrinhas, carripanas, carros e afins... os especialistas que conseguiram em variadas viagens, levar a tralha toda para a casa nova.

IMG_20150215_171149.jpgIMG_20150214_232446.jpgA fase 3: 5 dias (os últimos, até hoje... sim e hoje obriguei-me a vir ao escritório pegar nos mil assuntos pendentes) em que pedi "emprestadas" mães, sogras e avós... e puzémos mãos à obra para arrumar roupeiros, ajudar na montagem de móveis (feita pelo Hugo e pelo pai dele), encaixar roupas, sapatos, discos, cds, brinquedos, pratos, faianças e afins... de forma bem organizada e bonitinha. E sim..... se está bonito! mas ainda falta um bom bocado.

10150672_932487636770741_8577523410626949903_n.jpg

(Ah.. e nos entretantos ainda fiz... um alisamento progressivo de cabelo - post a caminho- ainda fui ao programa da tarde da Rtp falar sobre hormonas e um livro fantástico sobre esse tema da Dra. Marcela Forjaz- post a caminho, com oferta de livro- e... mascarei e fui às festinhas de Carnaval dos meus migalhinhas de gente... ufff!..)

 

Devem também saber que, morando eu, desde a gravidez da Matilde Estrela, numa rua da zona da Avenida de Roma, andava há meses a procurar uma casa maior, mais moderna, com elevador e garagem.... enfim, mais comodidades que não só a centralidade que no fundo se paga por si só... e eu queria mesmo era uma casa moderna e já agora num sítio com bons acessoa. E eis que apareceu. E era uma situação de " pega ou larga". O bairro em questão ( Colinas do Cruzeiro)  é muito requisitado ( a urbanização é muito moderna e de arquetetura e design de interiores muito apelativa, para além de ser muito perto de Lisboa e ter tudo o que é comércio à porta) e as casas colocadas a alugar na zona, desaparecem, muitas vezes do mercado em questão de horas, por isso... ao decidirmos "pegar" foi tudo feito em red line. Nada de tempo de habituações à ideia, nem para ir arrumando a casa antiga aos poucos.. nada disso. Mesmo à Mendinha, enfim...

NovaArroja.jpg

apartamento-t2-semi-novo-obriverca-nas-colinas-do-

Foram 15 dias sem tempo para respirar. E tudo isto, para acrescentar "animação" aconteceu em pleno Carnaval, férias escolares... portanto, ainda tive que gerir a primeira parte da semana, delegando os miúdos ( sim... ainda encaixotava um por engano se por lá andasse a meter o nariz onde não era chamado) ao Pai João um e à Avó Clara a outra, mas... as saudades e a ansia de que conhecessem e se adaptassem ao novo espaço era tanta... que no início desta semana pedi que eles voltassem.

10991348_932305360122302_8878877923237019092_n.jpg

E mesmo ainda com a casa ainda com pontos por organizar ( o que será o escritório está fechado à chave e alberga uma panóplia de itens amontoados à espera de tempo para pegar e distribuir pelos sítios certos), quando eles chegaram, já estava com um ar familiar muito simpático e conseguimos, em tempo record, recebê-los com um quartinho novo lindo ( o famoso beliche de que vos falarei depois...Que experiência!!!), a casa de banho deles já quase toda decorada e claro... as assoalhadas comuns como a cozinha e a sala bastante aceitáveis.

 

E pronto. Este foi um "picar de ponto" para vos dizer que estou "alive and kicking", apesar de muitoooo cansada (quando duvidarem passem Aqui, Aqui ou Aqui... porque mesmo com pouca e intermitente net, lá vou conseguindo sempre por um ou outro post ou não fosse eu uma viciadinha em redes sociais).

 

Estou feliz, pela nova fase, pela conquista de uma vida melhor, pela união e projeto familiar e por poder partilhar tudo isto com que me segue e "me gosta". Acreditem também que, a mudança acarreta mais luta, mais foco, mais esforço, mais certeza do que quero mas também de que nada é garantido nos dias que correm e wue ha que ser organizada nas financas e focada nos objetivos. Por este prisma, espero servir de exemplo e espero que entendam que nada cai do céu e que decisões como esta são decisões sérias e acarretam fazer escolhas efetivas (ok... temos uma casa melhor... então, temos que cortar "nisto" e "nisto" e "nisto"). A vida é feita de escolhas e esta minha é feita em muita consciência. Esta sim é uma "casa de Família"... que vos apresentarei, em condições, mais dia menos dia.

10888636_932496536769851_263417642483457790_n.jpg

Beijinho pessoal e... até já!! (espero não demorar mais uma semana a vir aqui, acreditem que estou a fazer um grande esforço para voltar às rotinas, aliás, para me adaptar às novas rotinas, assim é que é...)

Vamos mudar aqui umas coisas e quero contar com o vosso apoio ok?






Lembram-se que ontem comentei na nossa página de FB que tinha tido um "dia louco de reuniões!!! Que cabeça cansadinha mas... com perspetivas intensas e interessantes, uma delas a ver com o "nosso" blog... uma conversa e aprendizagem de mais de 3 horas!!"...

...Que estava com a cabeça a mil, vinda de uma reunião em que me apercebi de tantos pontos que podiam ser melhorados?... Pois então....

Bem, essa análise feita à evolução do nosso blog e da nossa página de Facebook.. fez-me perceber, que a partir de há uns meses a esta parte... o ritmo com que tenho "ganho" fãns e subscritores ( aliás.. sei que pode ser aborrecido por demorar um tempinho, mas acreditem que é vantajoso para vocês e muito importante para mim... é só clicar onde diz "subscreva a barriguinha") abrandou substancialmente..

Não que as minhas seguidoras (e alguns seguidores) não sejam os melhores. Que são mesmo!! Participativas, amigas "quase reais" e não só virtuais, sinceras, críticas, atentas... sim são!! Mas percebo agora, que o Blog pode melhorar e que há formas de o fazer, porque angariar novas e novos leitores, significa que o interesse do mesmo é abrangente e transversal a quem se interessa pelas temáticas que trato. 

Basicamente existem aqui os dois lados. O Meu. E o vosso. E, para vocês, que acompanham o meu dia-a-dia aqui descrito no BARRIGA MENDINHA, sabem que ao andar sempre entre tarefas, sempre a mil, com novos desafios pessoais, profissionais e até relacionais e ainda, com os meus filhotes Luz e Estrela como centro do meu mundo... o tempo é tão pouco, que o dedicado ao blog é já feito, numa espécie de "velocidade de cruzeiro...".

 Ou seja...onde quero chegar mesmo mesmo? é que, depois de auto analisar os porquês e tentar encontrar respostas, cheguei à conclusão... de que ando a "dormir um bocado na forma" e... tenho mesmo que " agitar" isto!!


E como? Ok... então é assim:

1-Em primeiro lugar vou criar rúbricas certas!! E acho mesmo que vocês vão gostar. Estão a ser bem pensadas por mim e vão ser uma forma de me obrigar a "cumprir". Não posso falhar e assim garanto um dinamismo diferente no blog.

2-Não vou já devendar tudo, mas revelo, por exemplo, que um dia por semana, por exemplo vai ser dia de "Give Away", dia de ofertas, dia de pôr os meus parceiros a dar prendinhas às minhas leitoras. Vou angariar, sem dúvida mais fãns e vou conseguir partilhar os miminhos que tanto gosto com vocês. Um dois em um fantástico!! Fiquem atentas que posso avançar, que esse dia vai ser à 3a feira. Sempre!!

3- Vou começar a postar aqui no Blog, não só os textos mais sérios e estruturados, como fazia até agora, mas também os pensamentos e partilhas mais imediatos e simples que faço maioritáriamente no facebook. Tive a pesquisar alguns outros blogs e essa rotina, ajuda a que a interatividade com a págiana seja cada vez maior e maior... mas atenção, para isso.. preciso da vossa ajuda! Posso contar com ela!? Sim, porque a verdade é que os comentários no blog são raros e no FB muitos e muitos mais. Talvez porque seja mais fácil e imediato, certo?? Mas, vá lá.. também preciso de vocês aqui na "página Mãe", senão isto não "move" percebem? E não se esqueçam que o que se escreve aqui é algo muito mais permanente, enquanto no FB, o que escrevemos hoje amanhã está quase esquecido, tendo em conta que a quantidade de informação e rapidez de passagem da mesma é muitíssimo mais rápida...

Bem... e por agora é o que vou desvendar. Mas ainda há mais resoluções e acho que vocês vão adorar as rúbricas novas ( estamos também a trabalhar no desing disso). Mas como são tantas as ideias e vocês, com certeza vão começar a notar as mudanças... aqui estou eu a preparar o meu " rebanhinho", qual pastor preocupado em como a mudança de rotina vai afetar os seus memés.

Ah... e sim!!!! Vou SEMPRE continuar a ser EU a escrever TODOS os meus posts. Só assim, este mundo virtual em jeito de partilha, faz sentido para mim.

Beijinho meu e.. obrigada SEMPRE por estarem aí. Vocês fazem parte importantíssima da realização e felicidade da minha vida ;)