Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Barriga Mendinha

Barriga Mendinha

Dia de praia idílico e tranquilo!!?? Nahhhhh....




A ida à praia!!

Ai a ida à praia!

Acho que qualquer mãe de bebés ( principalmente com idades próximas e mais que um), sabe do que falo..


Então é (ou foi) assim:


Eu antes de partir na "saga" (e os outros que nos rodeiam, principalmente..) :

- " Ah e tal, tão giro!! Vamos à praia!! Que bom para os meninos!! Ahh... o mar, a "areínha", o ar puro, o solinho!!! Ah que querido e fantástico que é este programa!! União familiar, passeio, programa de Verão!! Ah e tal que maravilha!!! Bora lá então!"


-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------


Eu, enquanto demoro 2 horas a preparar tudo para sair :

-" Bem.... fogo, antes era tão fácil, por isso é que mal os primeiros raios de sol da Primavera começavam a brilhar, lá começava a aparecer morenaça... porque estava sempre que podia batida na praia. Eu... a minha toalha e o meu bronzeador!!! Pois, era mesmo fácil. Saía ainda quase de ramelas nos olhos louca para chegar a praia e dar um mergulho... Fogo, agora... o bronzeador passa a vários tipos de proteção total, as toalhas são mais que muitas, as mudas de roupa, fraldas.. ah e as comidas para cada um deles. Ele já exigente cheio de coisinhas que gosta e depois não come metade, ela, a hora da sopa, a hora do leite, a hora da papa.... Fogo,.... ( pensativa e cansada.....), antes era tão fácil..."


------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


Eu... já na praia, com os meus pequenos anjos a tornarem-se "diabinhos da areia" :

-"Meu Deus!! Que ideia foi esta a minha de vir sozinha com eles?? Devo ser maluca!!! Os horários trocados que exigem constante atenção, o Afonso a fugir na praia, a Matilde que se desiquilibrou e caiu de cara na areia!! Não filha!!! Não comas, isso não é a tua papa de banana!!!! Arghh!!! O puto Luz que, mal eu deitei a cabeça na minha tolha por um segundo deu com a pá na cabeça da mana que estava a dormir e que chorou aflita e embirrenta, depois disso mais de meia hora. O creme da Mustela todo colado à areia do corpo deles e eles a lutarem pelo frasco...E, e, e... a areia colada às minhas mãos, e as minhas mãos à comida e afins que vem em diversos sacos quase "catalogada".. Ahhhh... e o Afonso que quer fazer xixi, mas... não no mar. Nem nas rochas. Em lado nenhum, que é um  senhor e tem vergonha de mostrar a pilinha... E a Matilde que fez um cocó até às costas.... e que chora com o frio da água do mar. E a sesta... sim a sesta... que ia ser a minha salvação.... bufffff.. não houve sequer. Deviam estar tão excitados que não conseguiram aquela sesta idílica das nossas fantasias de mãe, à sombrinha, muito lindos, tranquilos, limpinhos e com uma brisinha agradável a tocar a pelinha deles e a nossa enquanto lhe damos beijinhos... ;) Qual quê?! A realidade??... Querem saber qual foi!? 3 vezes, 3 vezes!!! O vento levou o chapéu de sol que eu, e os vizinhos do lado, tivémos que perseguir pela praia!! AHHHH....Meu Deus!!! penso de mim para mim... estas 3 horas de praia estão a parecer uma prova de maratona... Eu própria pareço um croquete.. logo eu que sempre odeiei essa estúpida brincadeira... grrrr"...





---------------------------------------------------------------------------------------------------------------


Eu... quando depois de mais meia hora a arrumar tralha, depois de ter convencido o mais velho a vestir-se para vir embora e depois da mais pequena ter sido colocada a muito custo, entre pinotes e guinchos, dentro do ovinho, onde ela não queria ficar....conseguimos sair da praia para voltar para casa:

- " Bem.... na próxima, ou venho cheia de tios, avós e amigos para me ajudarem com estes dois animais selvagens.... ou fico mas é a fazer legos e a ver o Panda... Esta história da prainha é muita gira, mas é nas fotografias de catálogo de roupinha de criança..."


LOL!!!


Apesar de tudo e agora, depois de ontem ter conseguido adormecer cedo, logo a seguir a eles, lá para as 10 da noite, agora mais descansadita e recuperada... menos irritadiça, portanto...


-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------


Eu, mesmo depois deste "pandam", penso assim:


-" Ainda bem que fui... não sei quando repito... mas ainda bem que fui.. acho que eles gostaram tantooo....".


É assim o coração de Mãe, não é??

I love you pequerruchos ;) e faço tudo por vocês... é o que vos vale LOL







Dias aluciantes...


Os últimos dias têm sido alucinantes... por isso tenho tido tempo quase nulo para blogar, quase só com um curto tempo para "facebookar" nos intervalos das "coisas e tais" da minha vida e quase sempre de  i phone na mão a correr de situação complicada para situação delicada, de situação esgotante para situação KO...e agora, já felizmente sem dor de dentes, senão nem quero imaginar...


Enfim, ora vamos lá!


Depois de chegar de viagem de um alucinate fim de semana em que fui a Coimbra a casa do avô Mário apresentar a Matilde (de dia) e fui tocar numa noite memorável perto de Vagos ( a um sítio chamado Covão do Lobo Uhhhhhh)... tudo me aconteceu...




Em primeiro lugar o Sono... Muito sono, sempre e sempre presente. A minha Estrelinha tem estado com tosse e as noites são muito mal passadas- tanto para ela, coitadinha, como para mim que estou sempre em sobressalto... Além de que no sábado me deitei as 7 da manhã e as 11 já estava de olho na estrada para voltar para os meus babies... Valeu me o energético MV da Monavie- desde que conheci e sei que é tudo naturalinho... é o meu fiel companheiro.


Vocês sabem qual a sensação de estar desprovido de noites bem passadas? Com a lacuna de sono a pessoa começa a esquecer e a trocar tudo, falha compromissos, parece uma verdadeira totó... e eu tenho andado assim...


Na própria da 2a feira, de tão cansada que ando, decidi dormitar um pouco depois de levar os meninos ao Rei Bebé... adormeci às 10.30, pensando que ia descansar uma hora. Sabem a que horas acordei (e com mil chamadas não atendidas no telemóvel?) ? às 4 da tarde!! Quando  Hugo chegou a casa, já preocupado porque não o atendia há horas...


Julguei que o Dia da Família era na 3a, quando foi na 4a ... e fiz toda contente, com o meu Afonso Luz, um desenho " a seu mando" representativo da nossa famíla nada tradicional ( com pais, padrastos, namoradas dos pais, manas, primos e tios de "trambos" os lados, muitos avós e muita simbologia gira ). Gritei a todos no Facebook que era o dia de todos... e estava-me a antecipar 24 horas...




Ah... num dos posts que escrevi esta semana no nosso Faxebook da Barriga Mendinha, disse que estava a dar Leitão à Matilde.... ahahhahaha!!! Em vez de Leitinho, que era o que queria escrever!!


Ontem pedi ao meu marido que me trouxesse do Mac batatas "daquelas amarelas, tás a ver Amor"?...

-" Não, haviam de ser verdes!!". disse ele, " só se estivessem estragadas"... LOL


No dia seguinte, o verdadeiro Dia Internacional da Família, acordei bem mais cedinho que as minhas usuais 8.45 da matina para que as 9 da manhã estivesse frente a Camara Municipal de Oeiras para uma gira iniciativa do Barrigas e Companhia onde eu e outras bloggers ( andámos a presentear com sorrisos, balões e frases representativas deste dia comemorativo).


Nesse dia passei um frio de rachar... estavam 8 graus e chuva miúda quando saí de casa (em Maio!!) e eu fui de sandálias e vestidinho.... enfim... à pala disso... ainda estou com tosse, dor de garganta e toda fungosa...


Mas foi giro, muito... bombeiros, polícias, velhinhos, crianças... todos foram presenteados e acreditem, que foi um dos pontos altos da minha semana... a sério. Simples mas tão reconfortante... oferecer palavras, conversa, atenção a pessoas que já não estão habituadas a isso, numa sociedade cada vez mais egoísta e individualista...












Para terminar... os meus 3 útimos dias alucinantes (e acreditem que como os meus dias parecem ter 59 horas e meia... lol... tanta outra coisa aconteceu que saltei, por falta de espaço, de caractéres, tempo e forma de os contar assim mesmo fielmente..).... terminei o dia... sem Luz.


Eu explico... Esqueci-me literalmente de fazer algo que as pessoas "normais" fazem... tipo... pagar a conta da Edp... estão a ver??

Mais ainda... tinha as cartas todas enfiadas debaixo de umas revistas e todas fechadinhas...  pronto! Pimba... 7 e meia da noite e nada de Luz em casa.

Só o nosso.. o Afonso, Afonso Luz, de seu nome, ao menos achou imensa piada ao facto de irmos passar "uma noite muita maluca" só com velas... e de irmos passear para a Avenida de Roma e comer gelados às nove e meia da noite, hora em que ele já costuma estar na ronha...




Para mim? Pois, para mim, foi um "nadica" mais complicado do que para o Afonso... tive que fazer toda a minha higiene e a da Matilde Estrela quase às escuras, tive que aquecer a águinha para o leite "à antiga" e que abdicar do computador e do telemóvel que estavam ambos sem bateria nessa noite, acham normal!???

E para piorar o panorama... a minha querida dona Fátima que me vem ajudar na lide caseira somente de 15 em 15 dias veio.. exatamente no dia a seguir, ou seja ainda sem eletrecidade em casa... ai Karma o meu...
Calhou bem, não? A isto se chama pontaria...




Hoje?? Hoje nem vale a pena entrar em pormenores... entre os preparativos para os Globos de Ouro ( o espetáculo é no Domingo), reuniões falhadas, outra exaustiva de 3 horas, o rolhão do combustivel do carro que encravou e os 400 e tal euros que "larguei" na loja do cidadão.... grrrrr... pois, nem vale a pena, estão a ver não é?

Pronto... tudo isto, para saber de vocês, meus amores seguidores da "blogolândia" Mendinha... se está ou não desculpada esta minha ausência de 3 dias??

Beijos e xis- corações.

Ah e muitos sorrisos. No rosto, na Alma e no peito. Que é sempre assim, que mesmo em alturas dificeis decido encarar a vida!!

;)


O dia D : A Matita foi para a creche ! OMG!...



Prometi que escreveria sobre o dia... e apesar do cansaço extremo vou cumprir o combinado, até pela importancia do tema, que não quero deixar passar em branco todas estas emoções.

Comecei esta 3a feira com o seguinte post no FB da Barriga:






... Acho que para tentar convencer-me a mim mesma  que tudo acontece na altura certa e porque assim o tem que ser. Nada de dramas, era por aí...


E o porquê  de tudo isto?


Porque hoje foi "O dia Temido". Por mim. E pela Matilde.. Que mesmo sem saber o que temia, parece que pressentia, já que as suas horas de sono matinais que costumam ser tão tranquilas foram hoje cheias de "dorme-acorda tumultuados".


Hoje... acordei mais bem mais cedo, tomei o banho possível (como estava já sozinha em casa com os miúdos, tive que sair toda a pingar 2 vezes do banho porque a Matita chorava que nem uma torneira estragada) e depois.. comecei a arranjar um de cada vez...


Hum!?? O quê? Sim. Um de cada vez. Porque a Matilde, a minha Estrela, foi hoje fazer a primera experiência na creche " Rei Bebé", onde o mano Afonso anda há já um aninho.


Evitei mas teve que ser. E teve que ser agora.

 Tenho andado exausta demais e a deixar muitas tarefas para trás ( não se esqueçam que não tendo "patrões" fixos, ou eu vou atrás do trabalho.. ou ele não se deixa a dormir à sombra à espera de mim. Telefonemas, reuniões com patrocínios, agentes, colegas, horas colada ao computador a escrever e a trabalhar música e textos...imaginem isto sempre desde a primeira semana depois de ter sido Mãe e com o meu amor bebé sempre colado a mim...). 

Pensei e repensei e não tendo gente próxima ( avós, tias, madrinhas..) que possam dedicar os seus dias da semana para me dar apoio, percebi já há algum tempo que se estava a tornar incomportável andar sempre a mil... e de ovinho ou marsúpio às costas. Giro... mas extenuante.Valham-me as vitaminas!!


Sabem, que, apesar de ser legítima esta opção, acho que esta é das decisões mais importantes, angustiantes e custosas que uma Mãe tem que fazer na primeira fase da vida dos seus filhos.


Agora percebo toda aquela "pseudo-chachada" da Mãe que chora mais que a criança, no primeiro dia de escola.. porque é mesmo complicado, para nós, seres protetores, deixarmos "assim" a nossa cria longe de nós. " Atirada" ao mundo... E por mais que saibamos que eles são bem tratados... o nosso coração fica tão pequeninooooo.


Bem, mas antes dessa parte emotiva, veio a parte logistica toda .. e aiiii Meu Deus... só espero mesmo que euzinha, comece a agilizar mais daqui para a frente... porque, acreditem ou não, demorei literalmente 2 horas !!! Desde que me levantei até que saí de casa com eles...


E " ca granda" confusão.. ufff.. comecei a manhã já a morrer de cansaço, digo-vos eu. Ainda por cima tudo aconteceu, neste dia emblemático LOL....






Ora vejam só: O Afonso decidiu fazer xixi nas calças depois de estar vestido e ainda queria "polo" enquanto eu descia as escadas com o coco num lado e o sacalhão das coisinhas da Matilde do outro. Ela, pões-se a bolsar, quando já estava no coquinho, eu não tinha papa suficiente para levar para a creche. E para finalizar, quando cheguei ao carro, depois do esforço todo, depois de os ter aos dois cada um na sua cadeirinha ( Yeeeee!!! Granda Mãe!! ) tinha-me esquecido da carteira em casa....


Como acabou tudo por correr tudo isto? Bem, mas emotivo. Para mim e para ela, que ficou a chorar quando a deixei.


O Mano, esse estava todo promovido, porque " a minha mana vai para a minha Escoua" e mais : " eu sou gânde e eua vai para a sala dos bebés" ;)... Tá visto que a meio do dia depois da sesta conseguir ir dar-lhe um beijinho e " acalmá-la" de mais um ataque de choro.. e isso, sim, eu acho muito giro. A ligação deles e a sensação de proteção e responsabilidade que esta entrada da irmãzinha na escola do Afonso Luz, está a fazer-se sentir nele.


Resumindo, a minha princesa ficou hoje 4 horas e meia, no " Rei Bebé", o chamado " meio tempo" ou " meio termo"... Acaba por ser uma forma de adaptação tanto da bebé, como da Mamã enquanto volta e reconquista a sua volta à vida normal.

Sim, é difícil este " desmame" este " descolar". Há meses que não nos separamos fisicamente  deste ser, que esteve inclusivé dentro de nós... e um dia... capummmmm, parece que uma bomba nos separou e fica cada um do seu lado.... ai que dorzinha no peito de saudades. e foram só umas horas.

Sim, porque hoje tive compromissos até quase as 23h e foi o pai Gú que foi buscar ambos à escola e ficou com eles até eu chegar, o que ainda aumentou mais esta sensação de afastamento...

Bem, agora já estou com ela. Com eles. Adormeceram os dois na minha cama. Na " cama grânde"... cada um enroscado do seu lado. Enquanto os mimava ( e a Matilde se contorcia embirrenta e o Afonso dizia " Pára Manaaaaa! ), eu, no meio disto tudo... senti-me a pessoa mais sortuda do mundo!

Activa, com trabalho, com projetos profissionais e sonhos por concretizar e a lutar por eles , rodeada de Amor na minha vida e da energia maravilhosa destas crianças lindas e saudáveis que o Destino me ofereceu. E isso é O Importante. O resto são pormenores que se vão gerindo...

Feliz também, por ter conseguido dar este importante passo,  fazendo um esforço tremendo para não me culpabilizar (as que já passaram por este processo sabem do que eu falo)- e deixar a minha bebézinha de já 5 meses na escolinha, que entretanto, felizmente, já se tornou tão familiar para mim e para o meu Piripiri Afonso, que, no fundo sinto uma confiança tremenda em deixar a minha Malagueta Matita com as educadoras de lá. Foi o que me valeu em todo este processo de decisão.


Ela choramingou. Eu no carro também, mal cheguei lá abaixo. Ainda agora, ao escrever este texto, deixei cair uma lágrima ou outra.

É que ser Mãe e Mulher Profissional, que enfrenta a vida de frente, tem tanto que se lhe diga minhas amigas... Ás vezes gostava de poder ter o efetivo poder de escolha para ficar só em casa com eles e dedicar-me exclusivamente à sua educação.. mas não existindo essa hipótese de todo... para mim há sempre o " Rei Bebé" e para vocês, que me lêem haverão outras profissionais da infância que, por umas horas farão esse papel. E como é assim que tem que ser... que seja sem muito sofrimento, não é?

A ideia, para já, será dosear a "coisa", uns dias vai, outros não e, acho que apesar de ser uma charada de horários ( O hugo trabalha no Hospital por turnos imaginem..), felizmente conseguirei, gerir, juntamente com o pai da pirralha, os horários, para a apanharmos  mais cedo na escola. Quem lucra com isto é o Afonso, que assim também virá mais cedo para casa... Enfim.. tira-se de um lado.. oferece-se ao outro.

No fundo a vida é deita de decisões, de cedências, de adaptações e de escolhas..

E assim começa a " socialização" da minha filha. Com tudo o que isso acarreta de bom. E de mau...

Ai ai...

Wish us luck! Cá vamos nós Vida...







 www.reibebe.com

Produção com o Luz e a Estrela para a FLASH ( Fev. 2013)


Acabou de sair hoje... e como ainda não me enviaram o PDF ( onde se poderá ler a entrevista na intregra vera s fotos com melhor qualidade )... tive que partilhar assim.

Estava em pulgas para que esta produção/ matéria da revista FLASH saísse. 

Importante para mim, porque é " daquelas" que ficam para a vida. Para a minha e para a dos meus filhaços ...

Espero que gostem e que comprem a revista onde ficaram pela entrevista tudinho o que ando a magicar ;)


                                          FOTOS : Paulo Miguel Martins
                                          SYLING : Sandra Pintéus
                                          CABELOS/ MAKE UP : Carina Quintanilho
                                          ENTREVISTA : Ana Esteveira






















E se ...!?








Esta foto foi tirada há mais ou menos um ano e 4 meses, não me esqueço da data - 12 Setembro - porque foi nesta noite, com este " cenário" e a fazer um set meio revivalista... que eu e o Hugo nos vimos pela primeira vez (sim... ele também... Jura-me que, distraído como é... todos os amigos sabiam que eu era " A" Rita Mendes e que ele nunca me tinha visto mais gorda LOL. Até hoje, não percebi se era género ou mesmo verdade... ).

Hoje, viemos ( "de" Matilde e tudo ) dormir à mesma casa onde a festa dessa noite de Setembro aconteceu, a casa de um dos seus melhores amigos, o Guilherme -cujo Pai, que todos conhecem, mas que agora não é para aqui chamado, costuma fazer grandes e badaladas festas ... ). 

Há pouco, acordámos numa cama grande do casarão , com a nossa Matita ao lado... E depois daquele silêncio maravilhoso da ronha da manhã e enroscados num abraço, eu sussurei : "Olha se eu tivesse decidido não vir tocar a essa festa?" -é que, por outra série de razões que também não são para aqui chamadas... estive mesmo para não vir à ultima...-.

Olhámos para a nossa Estrelinha... Ficámos de novo em silêncio... E o nosso abraço ficou ainda mais apertado...♥

( existe afinal Destino ?)