Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Barriga Mendinha

Barriga Mendinha

Presentes para os miúdos do filme "Vaiana" da Disney

O filme VAIANA, da Disney, já se estreou nos cinemas portugueses, no passado dia 24.. e eu e "la famiglia" estivémos  logo na primeira fila ;)

 

 Há três mil anos, os melhores marinheiros do mundo viajaram ao longo do vasto Pacífico, descobrindo várias ilhas da Oceânia. Mais tarde, durante um milénio, as suas viagens pararam e hoje em dia ninguém sabe o porquê.

 

Da Walt Disney Animation Studios chega VAIANA, uma aventura arrebatadora de animação 3D que conta a história de uma adolescente corajosa que parte numa viagem arriscada, para provar a si mesma do que é capaz e para terminar a missão inacabada dos seus antepassados. Durante a aventura, encontra o outrora poderoso semideus Maui, para juntos atravessarem o mar aberto numa viagem cheia de ação, encontrando enormes criaturas marinhas e mitos antigos.

 

Adorámos. Os quatro, porque é um fime que tanto prende ao ecrã meninos como meninos e tem uma imagem muito forte e especial...
15192778_1119613358108360_6164620521829532749_n.jp

 

 

...por isso, fico muito contente por poder proporcionar a alguma miúdagem sortuda a possibililidade de ganharem  10 tattos temporárias e 10 autocolantes do filme.

Vaiana_Sticker Sheet.jpgVaiana_Tattoo.jpg

 

Para os ganharem para os vossos pequenos indigenas, só têm de colocar um like no facebook do meu blog Barriga Mendinha, outro na da Disney Portugal ( onde, aliás podem obter informações extra sobre esta e outras produçõres dos famosos estúdios) e ainda.... deixar a vossa prova de participação aqui nos comentários deste post dizendo que participam e porquê e deixando o vosso mail. Cool?! ;)

 

Podem participar até sexta, dia 9, e no mesmo dia até ao fim da tarde, sairão os resultados do passatempo, via random (random.org). 

 

Nova imagem.JPG

 

 

Divertida Mente. Um filme de chorar, rir, ter repulsa, medo e raiva.. por mais!!

  divertidamente.png

Normalmente não sou do género de descrever por aqui as peças ou fimes que vejo com os miúdos... São tantos os temas, normalmente faço uma ou outra alusão nas redes sociais, mas não no blog. É que eu tenho uma espécie de relação com ele quase "religiosa"... no Face e instagram posto quase todos os momentos, aqui, neste meu cantinho previlegiado só o que, por uma ou outra razão é mesmo importante, incontornável, me toca muito, tem a ver com a minha forma de ver o mundo. No fundo, é o meu "Best Of". E este filme... foi sim, um "best off". Adorei. Acho que tanto ou mais que os miúdos.

 

Chama-se Divertida Mente ( Inside Out, em inglês) e é produzido pela Pixar ( Monstros e Companhia, Up, Toy Story, Os Incríveis, etc...).

Divertida.jpg

 O filme fala de emoções. Mas mais do que isso, que só assim explicado é pouco. O filme é uma excelente ajuda para que os pais possam explicar aos filhos... as emoções. E daí o me ter apaixonado pelo seu conteúdo.

 

O Afonso colou ao ecrãn, de tal forma, que nem reparou que mesmo ao lado dele, a priminha de 3 anos, porque estava a fazer barulho, teve que sair da sala e ficou u bom tempo de castigo lá fora... Ele não tirava, literalmente os olhos do ecrã. E o mais engraçado, é que depois desta ante-estreia, que foi há coisa de 5, 6 dias, pontualmente me fala num dos personagens (que eram as emoções caricaturadas no seu extremo) e em como geri-las em si mesmo. Fabulástico, não é?

 

Eu, que acredito que um dos graves problemas da sociedade atual é não falar abertamente dos sentimentos (sejam eles quais forem, porque ninguém é só bom ou só mau, todos temos um poquinho de casa em nós), aplaudo de pé, quem consegue assim de forma tão simples e humana (sim... lá tivémos pelo meio a parte em que todos deitaram a lagriminha do olho..), trazer esse tema ao centro de uma conversa familiar.  

 

Ter raiva, ficar triste, ser arrogante e ter nojo, sentir medo.. ou claro... ser pateta de tão feliz!! Tudo faz parte do crescimento de uma criança. Que, claro está acabará por virar adulto. Uma pessoa que se não se aceitar como é e não souber lidar com o que sente... pode vir a ter graves problemas, e não queremos nada disso pois não?  No fundo, este filme, pode ser a "desculpa" para falar sobre isso quer seja de uma forma mais pedagógica ou mais leve.

Inside-Out-Riley.jpg

E é na cabeça desta menina, da Riley, que aqui tem 10 anos, mas que vamos acompanhar desde bebé, é na sua cabeça que tudo se passa. É aí que "eles vivem" e vai ser aí que a maior aventura, a de "recuperar" os sentimentos e sensações perdidas (e mais não posso contar) acontece.

 

Já me perguntaram para que idade é o filme? Eu acho que para todas, mesmo sem crianças teria ficado feliz por o ver. Ah... e acreditem ou não, mesmo a minha Matilde Estrela ( 2 anos e 7 meses) ficou atenta e mandava umas "larachas" tão giras sobre o que ia acontecendo, que me fez pensar que apesar de, obviamente não apanhar a história e a mensagem como um menino mais velho, já se encantou com muitas das coisas, gostou e entendeu personagens e pronto... acredito que são estas as experiências que lhes vão enchendo, a ainda curta mas intensa vida que têm.

 

Se puderem ver, não hesitem. E principalmente se algum dos vossos pirralhos tiver algum traço de personalidade chatinho mais vincado... podem crer que este filme e os seus personagens falantes podem mesmo ajudar-vos a vocês, pais e percebê-lo melhor e a ele.. quem sabe... a dar um bocadinho o braço a torcer.

 

Muito Fixe mesmo este "Divertida Mente". E estreia hoje em todo o país ;)

 

Beijinhos... e muita... Alegria! Sempre!! Nunca a deixem fugir... (aiiiii....)

Captura de Tela 2015-06-18 às 15.04.52.png

 

 

Fim de tarde com o fundador do Facebook...



Acabei de ver há pouco O " Rede Social" o filme que passou no cinema há pouco mais de 2 anos ou nem isso e que conta uma " unofficial version" do nascimento, crescimento e instalação do Facebook na vida da sociedade. E também e especialmente nas vidas dos protagonistas..

Eu ainda não tinha visto o filme, apesar de ser um dos que estava há que séculos na " To see list" e que, por uma ou outra indisponibilidade acabei sempre por perder.

Hoje, o dia foi totalmente caseiro porque tenho o Afonso Luz doentinho com uma chata otite e já que o filme ia dar na SIC... lá nos enroscámos todos a ver o dito. Até ele tadinho.. até adormecer nos meus braços e eu lá continuara muito interessada.

O que encontrei no meu espírito cinéfilo e apaixonado por biografias, foi o que já previa... entusiasmo e muito.





Gosto de Histórias que falem de empreendadorismo, personalidades vencedoras, ideias pioneiras...

Sem me rodear de falsas modéstias, acredito que eu mesma tenho em mim uma personalidade ávida de coisas novas e ideias estapafúrdias.. que um dia, quem sabe, podiam virar negócios multimilionários.. Só não tenho tido... hummm... a sorte, o investimento,  o tempo para dedicação e timming certos .. LOL... portanto, bem vistas as coisas, a continuar assim.. parece-me que, na minha vida uma história destas está mesmo longe de acontecer... Ou quiça? Sonhar não paga (ainda) imposto...

Mesmo assim, estas histórias assim narradas são maravilhosos focos motivacionais e que nos podem levar a pensar : " Se ele conseguiu.. eu também poderei um dia.." e só isso, mesmo que seja um sonho infundado, já é muito bom para " moldar " mentes para a positividade, não acham?

Bem, para além do fenómeno social brutal que é e que , no fundo, tem mudado o mundo e muito a forma de estar, de comunicar e de socializar das pessoas, também é uma plataforma importantíssima para o MEU trabalho em particular, aliás para TODAS as vertentes do(s) meu(s) trabalhos(s). Um companheiro diretíssimo e inseparável do blog BARRIGA MENDINHA, um instrumento onde promovo eventos, faço contatos, negoceio parceiros, serviços, espaços... Onde muitas requisições para atuações como dj ou trabalhos de RP me chegam, uma forma de mostrar ao mundo dos mais próximos e dos meus fãs o que faço em televisão, o que escrevo, ao que me dedico. Uma maneira de me rodear de pessoas e profissionais com os mesmos interesses...


                                           O " verdadeiro " Mark Zuckerberg


Se para muitos o Facebook é laser... para mim, neste momento, acreditem que é : 89% trabalho e claro.. o restante de diversão e distração, senão também dava em doida...

Tudo isto para vos assegurar que o meu interesse em ver este filme estava acesíssimo e, apesar de já ter ouvido falar da personalidade pouco correta do senhor Mark Zuckerberg (agora já mais senhor sim, na altura um puto de 20 anos...).. ainda esperava encontrar algum apreço pela sua história ou perceber que existem várias prespetivas da coisa..

Mas não... infelizmente não. Queria muito encontrar um pingo do respeito imenso que tenho, por exemplo pelo falecido e genial Steve Jobs e pela sua postura na vida dos negócios e mais tarde nos princípios de vida que acabou por delegar em algumas palestras inesquecíveis.

Enfim, a verdade é que a versão que o filme dá do Markezito é a de um tótó ressaibiado, falso amigo, traidor, dissimulado e com todos os princípios desajustados... Fiquei triste.. porque gosto de gostar das pessoas que ajudam a mudar o mundo...


O filme, gerou, no entanto alguma controvérsia quando foi lançado, já que o próprio Zuckerberg acusou o realizador David Fincher de se ter " vendido" à história de que traiu o amigo Eduardo Saverin (que esteve presente em todos os passos iniciais do nascimento desta rede social) e de que roubou boa parte da ideia... Afirma ele que o filme é tendêncioso... E nós, por aqui... ficamos aqui sem saber muito bem...




De qualquer forma, e para tirar as teimas, fui procurar umas fotos do Real (não o ator que o ficcionou) Mark... e a verdade é que ele tem mesmo um ar "neard" e um bocadinho irritante, não acham? Fora isso, a verdade é que tem atualmente 28 anos e é um dos maiores bilionários do mundo! E que dele rezará na história... Ó Lecas.. pois rezará... seja ou não seja sacana...


E que eu gostei de (finalmente) ver o filme acerca do nascimento da maior rede social on line... Nada que não tivesse, obviamente pensado antes, mas agora antes de ir para a cama, e passeando no meu mural e no meu perfil...dou por mim a equacionar o que alguns pensadores, filósofos e sociólogos da nossa época questionam: terá sido a criação do Facebook uma libertação para o homem direcionando-o e abrindo-o para todo o tipo de comunicação, sem fronteiras, entraves ou vergonhas.. ou pelo contrário é um estímulo a uma " solidão interativa", num espaço que só serve para criar comunidades e não Sociedades ( onde terá sempre que ser estimulada e aceite a diferença)?..

E com esta refleção me vou hoje...

Beijo virtual e ... até amanhã por aqui, ou claro.. pela página de Facebook da BARRIGA MENDINHA... Até lá... vou fazer um like na página do Mister Facebook, para me manter ligada a todas as suas movimentações suspeitas.... eheheheh










Asma, entrevistas e Tarantinos: que dias intensos ...








Estes últimos dias foram emotivos, cansativos e intensos...

Para quem não me acompanha no facebook, onde acaba por ser mais fácil ir atualizando assim “ a correr” e  em cima do acontecimento no meio do meu holocasto pessoal.. deixem-me contar-vos agora que passei uma tarde nas urgências depois de 2 noites sem dormir com muita tosse e falta de ar...

Resultado? Alívio.... claro (estava há 48 horas a “ respirar por uma palhinha” e quase sem horas de  sono...) e  recebi, então nessa 5a feira, uma “ prenda para a vida” :  a descoberta de que tenho Asma ....

Sei que não mata (atualmente.. porque acreditem que já matou, e bem depressinha, em tempos já idos de parcos avanços ciêntificos..) mas... “Chata”... sim, chateia e muito, incomoda, saber que eventualmente terei que passar o resto da minha vidinha dependente de uma bombinha nem que seja para me sentir segura... 

Enfim... as crises foram fortalhaças, há quem diga que podem ter aparecido devido à gravidez, sistema nervoso, hereditariedade... Ou “ trambas”... Tenho agora consulta a marcar com um alergologista... para tentar perceber e controlar tudo isto...

E esta foi a minha " ceia" de 5a feira a noite... e a minha rotina pelo menos, da próxima semana..

Isto para uma pessoa que sempre se vangloriou  de ter uma saúde de ferro, teve um bebé sem tomar um Benuron e evita ai máximo tomar algo  se tem uma dor de cabeça... imaginam como esta panóplia de drogaria me incomoda...






Bem, mas a verdade é que, enquanto tudo isto decorria - as tais 48 horas tortuosas antes de ir parar às urgencias - ainda me consegui armar em blogger, mamã, ser social, profissional, namorada e até... cinéfila imaginem ( fui ver o DJANGO do Tarantino , a arfar, mas lá fui e ainda bem, que filme maravilhoso ! Nem as 3 horas de película e a respiração inconstante me descolaram do ecrã, há muito que o Mister QT não me impressionava  - positivamente - assim...).






Antes, fui, na 4a feira a uma entrevista que considerei muito importante, por ter conseguido transmitir muito bem este meu querido projeto da “Barriga  Mendinha”... 

Respirei fundo antes de entrar, controlei os ataques de tosse... e  vesti o meu mais profissional e melhor sorriso, descrevendo este meu orgulho virtual e os que me apoiam para que ele exista...


Cliquem lá aqui e deem-me o prazer da vossa atenção...

Alô Portugal com Rita Mendes




Ah... no meio disto tudo... ainda tive tempo de " virar" loira... e de lidar com mais umas quantas mudanças na minha vidinha. Ai Deus, dê-me alento e força para lidar com aquilo que fui eu a criar... e com aquilo que crias tu para mim.. para ver como me safo...

( Foto da blond girl ? Ou numa versão mais caseira lá para os lados do nosso facebook ou então esperem mais uns diazinhos para verem a " coisa" como deve ser, com a pompa e a circunstancia devidas...)