Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Barriga Mendinha

Barriga Mendinha

NET, O MEU GRANDE AMOR, entrevista SOFIA PATRÍCIO do " BIBERONS E BATONS"







A Sofia Patricio é uma daquelas pessoas que nasceu para comunicar. Partilhar. Oferecer. Palavras, experiências, alegria, dúvidas, emoções. Basta dar uma vista de olhos pelo seu blog ENTRE BIBERONS E BATONS e perceber a enorme dedicação e tempo que lhe dedica.


Neste momento, está "entre empregos", como tantas mulheres nete nosso país, que anda tão equivocado com as suas prioridades e talvez também por isso, tenha encontrado neste blog o seu confidente, o seu refúgio, o seu alento e o seu lugar de desabafos. Ela acaba por ser a bandeira de uma grande falange de mulheres que com ela se identificam e lhe gabam a força e positividade.


Eu, apesar de nos termos cruzado poucas vezes, gosto dela. Bastante. E quis, que vocês, as que não a conhecem, passem a conhecer.

Cá vai:






 1-    O que significa a internet para ti?


 A internet para mim é todo um mundo, o qual acredito ter ainda muito por explorar. Ela faz parte da minha vida. É uma das grandes ferramentas de comunicação nos dias de hoje e é através dela que recebo grande parte da informação de que necessito.



 2. Quantas horas dedicas por dia à tua página? Tens alguém a trabalhar contigo ou dás "conta do recado" sozinha?


 Quantas horas? Isso depende. Por vezes tenho imenso material que acho que merece ser partilhado e outras nem por isso. E depois também tem a ver com a minha disponibilidade.



 3. Qual o tema sobre o qual te dedicas? Foi-se alterando, desde que começaste ou manténs-te fiel à ideia inicial?


 O meu filho é a minha inspiração e é à volta dele que rondam grande parte dos posts. Aliás, ele é a origem do blog.

Por outro lado, e como o nome do blog indica, não falo apenas do universo da maternidade, mas também de aspetos que envolvem a vida da mulher… tanto da mulher enquanto ser individual, como da mulher que é mãe.



 4. De onde surge a tua inspiração para as publicações que fazes?


 Do dia-a-dia. Nas pequenas e nas grandes coisas. Em tudo e em nada. Basta estar atento… e ter tempo; coisa que às vezes falta.



 5. Passas a vida a pensar na página/blog/FB do teu projeto? Ou consegues fazer distinção entre a vida privada e os momentos que lhe dedicas?


 Penso muito no blog, sim, mas não sou obcecada ;)

De resto, sempre consegui separar as duas coisas, ainda que haja dias em que à noite, depois do Gonçalinho se deitar, me agarro ao blog em vez de agarrar o meu marido J De qualquer modo, e por mais importante que o blog seja para mim, porque é bastante, a minha família está, e sempre estará, em primeiro lugar.



6- Até que ponto é que deixas que o teu público influencie o teu trabalho?


 Tenho um enorme carinho por quem me segue e uma dívida de gratidão enorme para com elas. Sim, é isto que sinto também. O facto daquelas pessoas me lerem e seguirem é para mim um enorme privilégio e neste sentido é claro que eles influenciam o rumo do blog, ainda que haja uma coisa da qual não prescindo: manter-me fiel a mim própria.





 7. Por falar em trabalho... o teu blog/página é trabalho ou lazer?


 Puro lazer. Quem me dera que fosse trabalho. Seria bom sinal! Isso significaria que conseguiria viver a fazer aquilo que mais gosto, escrever, com autonomia de horários, sobre temas que me dizem muito e não só!



 8. Críticas/apoios/histórias ligadas aos mais próximos (marido, filhos, amigos). O que eles acham e como os incluis no teu trabalho? Abres a tua vida privada ao público?


Não falo na vida privada daqueles que me rodeiam e também não aprofundo muito sobre a minha vida. Falo no meu filho, opino e conto histórias sobre ele, mas ele tem 2 anos. Ainda não tem, propriamente, uma vida privada a manter! ;)



 9. O que aprendeste ao longo destes meses/anos (refere por favor há quanto tempo que tens o teu espaço na net) e como te relacionas com o futuro do teu projeto? Até onde queres chegar? Ambições..


 O blog fez este mês um ano e tem-me preenchido bastante. Tenho conhecido pessoas fantásticas, participado em iniciativas que, de outro modo, de certeza que nunca participaria, tenho tido o privilégio de partilhar projetos louváveis… tem sido mesmo muito positivo.

Ambições? Ambições não tenho. Viver do blog é um sonho, mas daqueles que se tem ao estilo do “dar a volta ao mundo”! Acho que prefiro não ter ambições para não me desiludir. O que quero, no imediato, é continuar a sentir este prazer em escrever para o blog, sentir que também posso usar o blog para passar mensagens importantes e continuar a sentir o feedback bom que me têm dado. Quando deixar de ser assim (espero que, a acontecer, não aconteça tão cedo) deixa de fazer sentido continuar.



 10. Para ti Ser Mulher é...


 A segunda maior bênção que Deus me deu. A primeira foi ser mãe!