Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Barriga Mendinha

Barriga Mendinha

Vergonha alheia... das Mulheres que criticam mulheres...

so-existem-tres-maneiras.jpg 

E esta heim?? Não aprovei estes comments no meu perfil ( estão já aqui abaixo, no post) por serem tão feios e tão má onda, mas ainda lhes estou a dar mais importância ao colocá-los num post. É assim. Sou coração e não razão, já se sabe...Mas dou-lhes esta "importância" por não ser de enfiar a carapuça que não me serve, por saber exatamente quem sou, e ter orgulho na forma como consigo gerir vida de mãe, vida de mulher, momentos de lazer, momentos de trabalho e momentos de muito e constante cuidado com os meus. Dou-lhes este tempo de antent porque não sou "mariquinhas" e para ver se elas têm vergonha na cara, ah e já agora porque não tenho amas, nannies, empregadas, ( e que mal teria se as tivesse, that's the question...) nem sou desleixada, má mãe, mentirosa ou cínica... hummm... e porque haveria esta gente de pensar isso, perguntam vocês e pergunto eu? Talvez porque tenho uma vida pública, sou dj, apresentadora e blogger... Será mesmo isso, suas cabeças ocas? Será mesmo esse o triste e estúpido preconceito? Ou será porque me conhecem e à minha vida e rotinas de "Mãe extremosa fingida" e têm por isso imenssssoooo a dizer sobre a minha conduta?

 

Mulheres que criticam mulheres... que horror, até me causam arrepios... Das piores tristezas "da espécie"... Incomodam-me mesmo a existência destas "dedo duro", gente de mal com a vida, que quer ser o que não consegue  (ou não compreende) e por isso... ataca!... Infelizmente há muitas (demais..) criaturas dessas por aí, que em vez de tentarem trazer algo bacano a este mundo e fazer algo simpático da vida, só sabem criticar.... principalente a outra mulher, que é alvo fácil e a abater.

 

Se trabalhas e tens filhos ( pior... se tens um trabalho fora do comum como eu tenho, é porque não fazes nada da vida e vives de futilidades) .. sim, se entregas os filhos de manhã no infantário porque  tens que trabalhar e ganhar dinheiro para que a tua família tenha uma vida confortável... é porque não lhes dás atenção, mas por outro lado... se estás em casa 100% dedicada aos miúdoss, é porque és uma beta, uma dondoca, uma ricalhaça sem interesses, preocupações realistas ou neurónios. Se és mãe solteira é porque és uma triste e acabada, se tens filhos de vários pais porque tiveste tomates para terminar relações disfuncionais é porque és "doidivanas" e promíscua, se falas abertamente das precipécias da Maternidade (e graças a Deus há tantas! ;)), é porque não gostas da tua condição de Mãe, se mostras roupas e afins tuas e das criancinhas é porque só pensas em trapos, se tens Ama é porque não te interessas pelos filhos, se não tens e só ligas aos mesmos, és uma mulhar desleixada que deixa de pensar que é Mulher, para além de mãe... e por aí fora. Triste ver esta estirpe crítica e que ainda por cima não sabe fundamentar. Porque no fundo, não tem como.

 

  • Comentário no post Transe-mommy

    A Rita sabe mesmo encarnar na personagem, só que não.... a sua vida não e assim.

    catia (IP: 92.250.122.220) a 21 de Abril 2016, 11:32
  • <input ... >

    Comentário no post Transe-mommy

    A serio querida? Parece q nao gosta da sua condicao de mae, sim, da trabalho, mas pelo vistos e tao egoista que so quer pensar em si e nos seus cremes... Se nao quer trabalho entregue os seus filhos a uma ama e va busca-los quando eles forem adultos. ...

    Boneca (IP: 84.91.57.115) a 21 de Abril 2016, 21:53
  • <input ... >

    Comentário no post Transe-mommy

    Nao tens nada na cabeca....

    Boneca (IP: 84.91.57.115) a 21 de Abril 2016, 21:54

 

E pronto, queridas caras Cátia e Boneca, (talvez até a mesma pessoa camuflada em nomes fictícios), sabem que mais? Este postal é para vocês. E encarrega-vos de decifar a "complicada mensagem" : "Não faça nada, não diga nada, não seja nada".. e assim... nada de críticas. Boa? Nop... thats not me...

 

O "trabalho" que aqui faço no blog é mesmo esse, o que vocês apontam de forma super desagradável e infundada: sim, é Fazer, Falar e Ser. Temos pena ... é falar de coisas sentimentalistas e fortes, é queixar-me ( e Ser) de coração cheio, é escrever sobre Amor e sobre cansaço ( só uma pateta achará que isso é incompatível), é sentir-me próxima dos problemas, questões, acontecimentos das mães que me lêem,  é dizer e abordar os meus erros ( e assumir que os tenho graças a Deus, por isso me tornar completamente... tipo...humana) e também , claro, os meus orgulhos (quando consigo fazer das tripas coração para conciliar com coerência todas as pontas da minha vida), é ter os meus filhos como centro de tudo isto... ahh... e sim... também como mulher vaidosa, cheirosa e (felizmente) até com uns dias felizes de futilidade... falar de cremes, roupas, tendências, eventos (e aqui entre nós.. devo ser das bloggers que menos o faz pá... deviam mesmo informar-se antes de falar do que não sabem). 

 

Et Voilá! Era só isso, queridas invejosas. Ser feliz, não é necessáriamente estar sempre a fazer vénias à vida.. é dar-lhe a volta da maneira mais educada possível, para que ela nos continue a brindar com momentos maravilhosos e gratos. Alguns. Porque os chatos, também existem e é tão libertador poder falar deles minhas senhoras!

 

Beijinho no ombro meninas! Ah... os próximos posts vão abordar provavelmente ( porque como faço isto ao sabor do tempo que vou tendo, das minhas emoções e obviamente dos meus compromisso nunca sei bem qual é o tema do dia seguinte) cremes, roupas e passatempos! Não vejam, credo! Que mãe horrorosa que gosta dessa coisas... Blhacckkk de mulherzinha....

f08a6d6d5eb82f7a425298434c91034a.jpg

 

 

 

 

 

Sobre esta semana completamente louca:

 

Sobre coisas estranhas e intensas. E sobre a forma de tentar tirar o melhor partido disto tudo....

 

1- Ora bem.... vou Trabalhar para a Guarda. Vou de carro com amigos, volto de comboio como tantas vezes faço.

 

Venho no Intercidades que antecede o comboio que descarrilou perto da zona de Mangualde, uns minutos. Só me aprecebo disso uns 45 minutos depois de termos parado....Vejo ambulâncias, bombeiros, aparato. Depois de falar com pai, mãe e marido, começo a receber algumas mensagens e sms de amigos, que sabiam que aquela hora deveria estar de viagem, a perguntar se está tudo ok comigo... nunca se sabe, as informações nas notícias eram poucas. 

 

Faço um post no facebook a descansar o meu pessoal, a contar por alto os acontecimento e a dizer do tipo : Que sorte que tenho, grata por não estar eu naquele que saiu da linha e pronto... agora, no entanto vou apanhar a "bela da seca". E assim foi. Demorei 10 horas e meia a chegar a Lisboa, numa viagem que normalmente se faz em 4. 

 

Tudo isto normal, não fosse , uma conhecida publicação, ter feito em horas ( baseado no que eu disse no FB) um título com a minha foto, a que publiquei junto das malas e da linha do comboio a dizer: "Rita Mendes- Terrível Acidente". What??

 

Que dizer disto, senhoras e senhores? Ahhh e que dizer mais ainda dos comentários de "transeuntes cibernáuticos", com frases estranhas e até malcriadas direcionadas à minha pessoa ( como se eu quisesse ter feito notícia com isto...) dizendo que "os famosos fazem tudo para aparecer"... que EU era uma mentirosa ( não a publicação hammm, eu!!), que devia ter vergonha...

 

Enfim, pronto é isto. E que se tirem as conclusões que que quiser. Aiiaiai... sobre como vai o jornalismo português (imaginem amigos e pessoas próximas a ler este título...) e sobre a maldade de pessoas que não fazem puto de ideia quem sou....

 

Captura de Tela 2016-01-15 às 16.56.36.png

 

2- Sobre a minha "dieta"que não é "dieta" mas sim "tratamento" (porque tem exames, acompanhamento médico, é feito à medida de cada um e tem mais do que provas médicas e ciêntificas dadas) e sobre as pessoas que me critcam como se tratar de mim... ao invés de ser bom, fosse para ser gozado, criticado ou desacreditado..

 

Se estou orgulhosa do que tenho feito, se acredito no método, se cada passo conquistado é digno de reparo e partilha, se as pessoas têm gostado das minhas ideias de receitas, se me "apaixonei" pela Pronokal e pela forma como me está a ajudar a reeducar a nível de alimentação, porque não mostrá-lo ao mundo?

 

Odeio as  critica sobre o que não sabe efetivamente do que fala:

 

. Não "isto" não é uma dieta rápida.

 

. Não eu não sou fútil por estar a fazê-la (uma seguidora e supostamente "amiga" até mandou um comment em tom de gozo a dizer: "Olha fiz 4 implantes dentários emagreci numa semana e meia 3 Kilos hahahhahah")... Ahahhah , what? Por estar a tratar da minha saúde e imagem, sem plásticas, intervenções cirúrgicas, sem químicos, comprimidos marados, exercício esgotante, sem passar fome? Acho que cada vez mais, as mullheres, que deviam era apoiar-se umas às outras, se autocriticam como forma de punição.. va-se lá saber porquê...

 

. Não não é um "milagre". a "comer coisinhas".... Existem 8 fases. Estou na primeira ( que é efetivamente onde se perde peso mais rapido mas que de nada me servirá se não continuar depois a seguir as"regras"). Existem Personal Trainers associados ao projeto ( só não posso é "bombar" feita louca nesta primeira fase porque estou a ingerir poucas calorias e zero hidratos e açucares, por isso estou mais fracota) que me acompanham e isso, faz também parte do programa que estou a fazer. Porque opinão acerca do que não sabem pessoas!?....

 

. Epa... e para finalizar.... qual é o vosso problema mesmo? Se estou mais gorda, desleixei... se me ponho  mais magra, não sei o que faço, não preciso e sou fútil... Haja Santa paciência....

 

Se quiserem saber exatamente do que se trata, como funciona e que alterações provoca no nosso organisto liguem para: 707 78 20 12 ( saberão tim tim por tim tim, sem qualquer tipo de obrigação)

 

Captura de Tela 2016-01-15 às 17.12.55.png

 

3. Sobre ter ficado sem bateria no carro... e claro... ter sido um "filme pessoal" que desabei no FB... e também ter ido parar ao jornal como notícia.... Sim... muito importante para o país, não acham?? lol

Captura de Tela 2016-01-15 às 17.24.53.png

 

 

 

4. Sobre o meu vestido lindo ( e menos 4 cm na cintura eheheh) que usei na inauguração do novo cabeleireiro da Angels and Dreams, um espaço que para além disso, tem ainda estética e uma panóplia de práticas, consultas, profissionais direcionados para o equilibrio pessoal, da alma e da mente. O evento foi tipo... de arromba e senti-me muito vaidosa com a produção (o vestido é da marca Imperial e da loja Karla Pronto a Vestir, Nas Colinas do Cruzeiro, o mesmo bairro onde fica o Angels and Dreams e ... a minha casa ;)) e também por fazer parte deste projeto tão diferente e ambicioso.

Captura de Tela 2016-01-15 às 17.19.44.png

Captura de Tela 2016-01-15 às 17.20.31.png

487540_930950913649045_7676198980422043378_n.png

 

 

 

5. Ainda sobre a festa de ontem.... a forma "fabulástica" e extremamente irritante que as crianças têm (as vossas também?? ) de quando queremos algo delas ....fazerem uma birra tremenda daquelas que nos envergonha imenso, para ser do contra e não vergar ao que pedimos... mas quando não queremos, impingem-se como ninguém e choram baba e ranho como se nós não lhes ligássemos nada... aAaiia... 

 

Aqui, teve a ver com fotos  que iamos tirar ambos, a que o Afonso se escondeu, fez caretas, quase me fez sentir uma Mãe que o "obriga a fazer o que não quer"... mas 5 minutos depois, quando eu e a minha sócia quisémos tirar uma sozinhas para ficar com o registo... arrastava-se a agarrar-me, chorava com ar de pobrezinho a dizer " a minha mãe, a minha mãe..." e eu parecia a má da fita a não lhe dar atenção....

 

Esta foi só mesmo em onda de desabafo e ao mesmo tempo piadola... todos os males fossem este. Mas lá que o piolhito me irritou.... sim , irritou! ;)

 

12549072_931078856969584_832716362344848294_n.jpg12469448_931078880302915_6478297441666180250_o.jpg

IMG_20160114_193751.jpg

 Bem, vamos entrar agora no fim de semana, espero não ficar, desta vez ,ficar tanto tempo sem vir até vocês. Boa? Beijinhos e abraços. Mantenham-se por aí, please. Mesmo quando "vos falho", estão sempre no meu pensamento... ansiosa por ter um tempinho para vos vir contar novidades, fazer desabafos, teorizar sobre as minhas ideias ou trazer-vos ideias que vou absorvendo do mundo...

 

 

 

 

Polémica da semana!! Ai que me pisaram os calos!!! Grrrrr.....

 

E lá estalou a polémica. Uouuu!!

 

E lá estou eu de nervos em franja. Yéee!!

 

Então é assim: este blog existe para partilhar momentos e um dos feed backs que eu tenho do "vosso" lado é que em muitos dos meus posts vocês se identificam. Por isso falo de tudo. Get it?

 

Desde as frivolidades de que todas as Mamãs acabam por gostar ( porque adoramos as roupinhas, conhecer as tendências, saber quais os novos produtos e não há mal nenhum nisso) até aos sentimentos que passam pela cabeça de quase todas  nós (as dúvidas por mais parvas que sejam, os medos, o cansaço, o amor tremendo que lhes temos versus aqueles momentos em que só queremos voltar a ter um décimo do que tinhamos na vida de solteira)..

 

Ora bem, a verdade é que não, não sou uma "mãe Mártir" como parece que se insinuou, nem o  quero passar. Longe disso. E sim, existem milhares por aí com menos ajudas, sem família por perto, separadas, com ordenados miseráveis ou até desempregadas.A elas lhes tiro o chapéu e têm o meu respeito total.

 

Mas também existem aquelas ( como uma rapariga "betinha" e feliz que conheci no fim de semana que estava grávida do 4º filho com 3 ainda pequenos) que têm maridos ricos, empregada doméstica todos os dias, creches e escolas de elite, baby sitters que acompanham o casal nas férias e nas noites de saídas a dois do casal... Por isso sorria sempre e tinha um outfit de grávida giro de morrer e uma pele fantástica ... ( tratamentos de spa.. clarooooo, lol)

 

O meu caso não é nenhum dos dois.

 

É simplesmente o meu. O meio termo. Com as histórias que conhecem e as outras que não posso ou não quero contar... E aquilo que "vocês" conhecem e seguem,  talvez o tenham feito em primeira instância, porque por contingências da vida e pelo trabalho que fui desenvolvendo ao longo da minha vida, acabei por me tornar uma figura com alguma visibilidade mediática. Daí a curiosidade maior. 

 

E sim, porque além disso (pode ter sido essa a razão primeira de virem ter até "mim" e ao Barriga Mendinha), acredito que depois, as que ficaram, deixando de ser meramente curiosas, gostaram e entenderam que "isto" dá trabalho e é feito com paixão. Sinto-me por isso, uma referência para vocês e isso acarreta responsabilidades.

 

Não escrevo nada, sem pensar muitas vezes. Mas muitas vezes também, levanto a polémica e as vozes críticas. Porquê? Não quero ou não consigo entender. Parece-me uma dor de cotovelo demasido maldosa para conseguir encaixar... se é que me percebem vocês.

 

Vai daí.. que um simples e irónico comentário publico, publicado no blog que reza assim:  "Bolas Rita, com duas avós onde colocar os miudos ainda te queixas de estares sozinha e de cansaço ? Imagina se não tivesses avós como muitas pessoas que emigram e gerem a vida do trabalho (mas trabalho a sério das 9 às 18) e vida familiar sem apoios! Há cada queixinhas!!" me tenha deixado triste e irritada.

 

Estamos a falar da minha vida! E mais ainda, da minha partilha. Não tinha que o fazer, não tinha necessidade. Mas fi-lo porque me gosto de mostrar "humana". Tal como refiro na resposta, eu, como muitas bloggers, podia cingir-me a escrever sobre moda, cremes, programas para bebés, dicas, muitas fotos de famosas grávidas e tal e tal. Tema não falta.

 

Mas se querem que vos diga, ao correr esses blogs e páginas ( e alguns deles muito bons nessas suas vertentes), sinto, como leitora, Mãe, observadora, que falta partilha e sentimento. De verdade. E foi por aí que sempre quis ir.

 

O que mais me motiva é depois de um texto destes, receber uma mensagem que diz: "Obrigada por este post!!! Estou a olhar-me ao espelho! Já nao me sinto tão sozinha nesta luta:) Coragem, não estás sozinha:)"

 

O que mais me irrita é um comentário como que anteriormante transcrevi, ainda para mais insinuando  " Mães.. mas com trabalho à séria".. como se eu não trabalhasse à séria.

 

Ui... minha querida, aí tocaste na ferida... Quero lá saber da vida de outras "figuras públicas"... da minha sei eu. Sabem que mais? (farto-me de dizer isto aos meus mais próximos, que às vezes nem esses comprendem), trabalho provavelmente mais do que  muitas amigas e amigos que entram no escritório no seu horário certinho e que têm tantos momentos de "pausa laboral" que passam o dia no facebook.

 

Eu?? Sim eu também passo. Mas eu TRABALHO nele... e eu Não tenho um ordenado fixo!! Ou seja, se não trabalhar MUITO ( quantas vezes até às 3 ou 4 da manhã, agarrada a um computador, a telefones, a falar com agentes, a criar sets  de música, a contactar rádios, a escrever crónicas, a falar com patrocinadores, a criar projetos...)...- sim se não o fizer... não tenho um ordenado ao fim do mês seja ele de 400 ou 4000. Entendem? Mais ainda... trabalho muito mais agora do que quando fazia exclusivamente televisão. Aí sim , existia um fixo mensal (e dependendo do projeto- para quem não conhece o meu curriculo fiz tv sem pausas durante 10 anos- era melhor ou pior remunerada). E sabem que mais, como sou mais velha e madura, talvez até o faça com mais gosto e consciência..

 

Por isso " Bolas", digo eu minha senhora! É "muita" feio vir aqui tentar "acabar" com a partilha boa onda que este blog pretende ser. Tentar lançar o veneno.

 

Ontem sim, estava exausta. Amanha, por exemplo, irei tocar como dj a uma discoteca ( porque esse é também o meu trabalho) e quem sabe até me consiga libertar e divertir um pouco. Dançar, beber um copo. E nesse dia, essa irá ser a minha partilha, a minha história, o meu conselho para, as que têm a possibilidade, pensarem um pouco em si e darem um pézinho de dança com as amigas... porque faz também tão bem à alma..

 

Talvez nesse dia também, apareçam mais críticas, porque nem todas as Mamãs o conseguem fazer não é minha gente? Porque nem todas têm avós, porque nem todas estão separadas e têm o fim de semana do pai (só eu sei a ambiguidade de sentimentos que isso é), porque nem todas conseguem sair de vez em quando à noite e nem todas conseguem sorrir, porque este país nos está cada vez mais a levar as pessoas à depressão global..

 

 Mas olha, "What the hell", o que querem que faça??... Se estou num dia "down" e o partilho, estou a "gozar" com quem não tem apoios ( Nunca o faria!!! respeito essas mães de uma forma muito séria), se estou num dia mais "up" e partilho as minhas risadas e momentos divertidos e sem filhos por perto... serei qui çá uma mãe pouco atenta...

 

"Haters go home"... por Amor da Santa!!!

 

Enfim, a verdade é que quem aqui vem com boa onda, me acompanha como "História", quase como "novela real" e que serve de aprendizagem e partilha é hiper bem vindo. Vocês sim, são a minha energia;) E os meus relatos servem tanto para os desabafos, como para os sonhos de um dia melhor...

 

Gostas. Fica. Não gostas. Baza... há tantos outros blogs por ai (até demais lol)

 

Beijinho a todas/os e obrigada SEMPRE por estarem aí ;)

 

Vejam AQUI, os comentários e texto sobre o qual falei....