Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Barriga Mendinha

Barriga Mendinha

Comer biológico...





Abracei um novo projeto profissional e tenho andado de reunião em reunião a descobrir o produto, as pessoas, os métodos de venda e a avaliar as expectativas.

Tenho, também, conhecido pessoas novas e travado conhecimentos bem interessantes. Numa destas reuniões, a semana passada, quando falávamos do produto em questão, que é um poderoso anti-oxidante, uma das pessoas que nos estava a " receber" (éramos um grupo de 9 ou 10) começou a contar que uma das razões que a fez avançar para o negócio, foi porque trabalhava numa grande empresa, dona de muitos e conhecidos supermercados e que, uma das suas funções consistia em visitar e encomendar fruta e legumes aos fornecedores. E que há muito tempo se tinha compenetrado que o que comemos nos faz muito mal  e que temos que nos precaver de todas as formas possíveis e com outros suplemententos que não a própria da comidinha tradicional...

Contou-nos que " não imaginamos mesmo o que comemos", não no que diz respeito a qalquer porcaria, sujidade ou falta de condições.. nada disso... até porque é tudo super vigiado e higiénicamente controlado . A grande questão é que o nível de nutrientes dos alimentos é quase nulo, o " cultivo" (se é que assim se pode chamar) é ridícula e exageradamente "regado" a estranhos adubos e muitos dos legumes nem vão à terra, crescem dentro de pequenos recipientes e completamente afogados em químicos.

Disse ainda, que muita da fruta que antes era sazonal, existe agora o ano inteiro, porque agora é apanhada na época em que ainda está verde, e mantem-se meses, se preciso for, em câmaras sem oxigénio (para não envelhecerem, oxigenarem), até que um dos grandes grupos dê a ordem de que vi buscar não sei quantas toneladas ao dito produtor. Aí, as portas que estavam seladas, são abertas e, finalmente, o amadurecimento natural das ditas começa... mas 6 meses depois.... What!?? Incrível. No fundo, estarmos a comer uma pera ou uma maçã tem tantos nutrientes como um copo de água com o     fundo sujo de fruta...e depois ainda acreditamos que andamos "a comer bem", a fazer bem ao nosso organismo, que se vai habituando às lacunas alimentares... até ao dia...



Lá está, não se fez luz nem nada disso, não era nada que eu já não suspeitasse, mas não sabia assim com tanto pormenor e acreditem que fiquei  efetivamente chocada. Abri  mais os olhos para a "coisa". 

Há momentos assim e temos que nos deixar levar por eles, quando a questão é a melhoria  da qualidade de vida... Acho que, mais ainda, pelo facto ter dois bebés em casa e porque agora a minha saúde passa também pela deles. Principalmente pela deles.

Cheguei a conclusão que quero, quase que tenho obcessivamente que  passar a comprar legumes e frutas biológicos, ou seja: produzidos da forma mais tradicional possível. A Matilde vai começar esta semana a comer as primeiras sopas e eu quero que ela se alimente bem. Trim trim: "Mumy protector mode" em acção!! Só queremos o melhor para eles... e as grandes superfícies, anúncios e marcas enganam-nos tanto quanto ao melhor.

Numa altura em que, tanta gente precisa comer e a subnutrição é uma  infeliz realidade.... é quase surreal perceber que agricultores " à antiga" quase não existem. Que são poucas as pessoas que cultivam em sua casa ou nos seus terrenos... e mais surreal ainda, é, para além de nos termos que preocupar com " arranjar" comida para as crias... tê-lo que fazer com  preocupação constante de que os alimentos podem estar (quase) envenenados!!!

Postei há pouco no Facebook da Barriga Mendinha a minha preocupação numa ou duas curtas frases e recebi muitas sugestões de sites, lojas e mercearias onde ir comprar alimentos de maior qualidade . Alguma on-line e que enviam até casa cabazes cheios de bom aspecto e muito fresquinhos.  Opções existe sim... no entanto.. de preço mais elevado  também...

Analisando a questão e percebendo que, basicamente o que eu quero é a hortaliça " da terra", do quintal dos avós, custa-me pensar que a inflação e a subversão da realidade me vá fazer ter que pagar mais por aquilo que devia ser o normal. O mais puro. O mais saudável. O mais usual.. mas que, nos dias de hoje não o é. Enfim...

Mas o que é afinal o biológico? Bem, basicamente é um alimento mais saborosa, livre de agrotóxicos e mais amigável ao meio ambiente.. Só isso? Sim, " só" e total e super isso! E é isso exactamente que quero para as sopinhas da Matilde e já agora... também para o resto da família!! 

Estão comigo?