Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Barriga Mendinha

Barriga Mendinha

Como continuar a vida com "menos um" dos que gostamos...

               10665293_702600369809663_6354929422296858610_n.jpg

 

 A vida é isto mesmo... dói a tua partida... mas a vida continua. Porra...Talvez pareça frio mas é tudo menos gelo. É proteção. A vida continua sempre. Ela é uma estrada inevitável de percorrer. E não há como travá-la...

 

E ela continua com os seus afazeres, os seus horários e as suas rotinas, as suas contas e os seus compromissos, os nossos filhos, sobrinhos e tal e tal, os sorrisos sinceros que vamos tendo (ou a tentativas deles), o trabalho, a família, a luta diária, o tentar encaixar os amigos no meio de tudo para uns minutos de lazer. Segue. E tu que partiste...E o teu filho ficou...( Deus como isso dói..)

 

Para uns a vida acaba assim sem avisar. Para outros, apesar do choque e do "abre olhos" que é... tem que continuar. Na busca incessante da felicidade. Nem que seja em honra de quem já partiu e não teve mais oportunidade de buscar os seus sonhos e desejos terrenos. Percebem?

 

Pronto é isto. Quanto mais vivo mais o sei. E ser realista doi ainda mais. 

 

Se gosto da Vida? Amo... mas acho que ela, podia, de vez em quando dar-nos tempo para chorar e encontrar uma reclusão que, pelo menos a mim ( que vivo literalmente de tudo o que conquisto) não deixa...  

 

Sinto que cada vez mais, se expõem sentimentos nas redes sociais, mas que na vida interna de cada um se esfumam muito mais rápido que os posts... Chorar não e bem visto. Tudo tem que ser explicado, esmiuçado... às vezes não existem razões aparentes e expressivas... é só o coração adormecido pela rotina do dia a dia que desperta. O meu despertou agora e fez-me viajar até a um passado "próximo" mas já com mais de 10 anos.. Eramos todos "tão meninos", tão cheios de sonhos, ideias, certezas... 

 

E agora, que para ti acabou... para nós... 3, 2,1... Tem que ser um "Siga para Bingo"... (esperamos sempre que o "bingo" esteja ali a frente) com um estranho e colado apego na alma aos que, sem razão aparente (podia ser um de nós, esse é o sabor que fica depois de uma morte permatura e próxima) se despediram e partiram para outra realidade (se a houver efetivamente...).

 


Somos todos feitos de Estrelas e as Estrelas são feitas dos que hoje, nos iluminam e vigiam lá de cima. Mas preferia que algumas "estrelas" não brilhassem ainda ;(

 


Beijinho na alma e boa viagem, meu amigo. A nossa, aqui, continua sem parar, mesmo estando fixada e colada ao mesmo sítio e às mesmas certezas que de certas não têm nada. Tudo assim, correndo ao sabor de uma estratégia de um tempo cronológico lixado... tudo, até ao dia... que todos esperamos que demore a chegar, mas que chegará a todos. É esta a minha dificil e quase culpabilizada reflexão de hoje. Volta a dar? Não me parece..

 


O que é afinal a Morte? Como deviamos viver afinal a Vida? Oh Good... tanta coisa na cabeça... e mais as fraldas e os jantares, e as reuniões e os horários e os projetos... e tu e tu e tu e mais tu, pessoas que me marcam ou marcaram... que vão deixando de estar por cá...

 


Com Amor. Era assim que devemos, temos obrigação de viver a vida. E com vontade, mesmo que às vezes pareça tão difícil e estranho.. Viver sem grandes dramas ou ciúmes ou chatices por "coisas poucas" que acreditamos serem "o mundo". Viver sem dores escusadas, sem ânsias ou invejas. Sem dor...

 


A vida é curta mesmo. Vivas 20, 40 ou 90 anos. Se a amarmos será sempre curta... E agora, perto dos 40, ainda mais esse peso cai sobre mim.
Se não a amarmos, acredito que seja um alivio a partida. Mas mesmo assim, tenho em mim que na hora da partida quase todos desejassem uma segunda chance... 

 


A vida de quem cá fica ...continua, é disso que falo. E  como raio conseguimos gerir este sentimento? Uff...

 

 

Honremos a tua e a partida de outros próximos ou que fizeram parte importante da tua vida, tenha sido em que fase tiver sido. Aqui, nestas coisa, o tempo torna-se relativo, só o sentimento... Deixemo-nos de merdas. Sejamos agradecidos e encontremos momentos bons a cada dia que passa.

 

Só isto... Estou toda atabalhoada em sentimentos...

 

Eu.0