Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Barriga Mendinha

Barriga Mendinha

A amamentação em vários passos



A mulher deve ter em consideração algumas recomendações, com vista à facilitação do processo de amamentação:
- Deve repousar quando o bebé dorme – o repouso facilita a recuperação e estimula a produção de leite;
- Limitar ao mínimo as actividades domésticas – peça e aceite ajuda; 
- Realizar uma dieta equilibrada e beber muita água;
- Praticar caminhadas ou exercício físico;
- Cuidar e mimar-se – para se sentir melhor consigo própria e reduzir os níveis de stress.

Quais as vantagens do leite materno para a mãe?
- Proporciona uma perda de peso mais rápida;
- Assegura que o útero volte à sua forma pré-gravídica, mais rapidamente, reduzindo as hemorragias no pós-parto;
- Funciona como método contraceptivo;
- Diminui incidência do cancro da mama, útero e ovário.
- É um método económico.

Durante a gravidez a mulher de ter alguns cuidados com o peito:
- Lavar suavemente com água corrente;
- Não usar sabonete no mamilo;
- Secar muito bem;
- Usar um soutien com bom suporte.

Como ocorre a produção do leite materno?
As células produtoras de leite são estimuladas por uma hormona, a prolactina. Embora a mama possa produzir colostro durante a gravidez, o leite só é produzido após o parto. 
O colostro pode ter um aspecto esbranquiçado ou ser espesso e amarelo. O início da produção de leite (descida de leite), acontece após o parto e varia de mulher para mulher entre as 24 horas e os 5/6 dias. Durante este período, o bebé pode ficar perfeitamente alimentado só com o colostro. O estômago do bebé é do tamanho de um berlinde pequeno nas primeiras 24 horas de vida, nos três dias seguintes aumenta de tamanho até ao de um berlinde grande, no fim da primeira semana de vida parece-se com uma bola de pingue-pongue. Este tamanho faz-nos perceber que com pouca quantidade o bebé fica saciado. 
Quando o bebé mama, o seu reflexo de sucção estimula a zona da auréola, o que conduz à produção de oxitocina (hormona responsável pelo esvaziamento mamário e pelas contracções do útero). A presença de oxitocina faz com que o leite saía da mama e também promove o retorno do útero à posição pré-gravidica. Esta simultaneidade faz com que muitas mulheres sintam contracções uterinas quando estão a amamentar, nos primeiros dias após o parto.
Conselhos para a grávida: 
Amamentar é um acto natural, mas pode requerer algum tempo de aprendizagem e adaptação da mãe e do bebé. A calma e o bom senso são preciosos aliados.
Quanto mais precocemente o bebé começar a mamar melhor para:
- A sua adaptação e aprendizagem;
- O início da subida/descida de leite.

O ideal é que o bebé seja colocado à mama na primeira hora de vida, período em que está muito desperto e facilmente aprende o “caminho” para a mama. Após este período pode adormecer e ser difícil acordá-lo e fazer com que ele mame.

Posição para amamentar:
Da mãe: 
- Sentada com as costas bem apoiadas e os pés assentes num banquinho (ou outro objecto) de forma a que os joelhos fiquem mais elevados que a bacia;
- Deitada de lado.

Do bebé: 
- Virado para a mãe – barriga com barriga;
- Cara virada para a mama e boca junto do mamilo;
- Costas do bebé bem apoiadas.

Como amamentar:
- Aproximar a boca do bebé do mamilo, deixá-lo cheirar e dar “lambedelas”. O bebé acaba por abrir bem a boca e com a língua ligeiramente de fora “agarrar” todo o mamilo e quase a totalidade da auréola;
- A boca do bebé deve estar bem aberta;
- O queixo deve tocar na mama;
- A auréola deve ficar quase toda no interior da boca do bebé. Vê-se mais auréola acima que em baixo;
- O lábio inferior do bebé fica virado para fora;
- Não se preocupe com o nariz, embora pareça tapado o bebé consegue respirar perfeitamente;
- Não pressione ou aperte o mamilo;
- Não deixe o bebé mamar na “ponta” do mamilo – não o alimenta e só provoca gretas;
- Quando for necessário interromper a mamada, não puxe o bebé porque magoa o mamilo – coloque o seu dedo mindinho no canto da boca do bebé e quando este não estiver a sugar retire o mamilo;
- Nas primeiras mamadas pode ser necessário reiniciar todo este processo várias vezes porque o bebé cansa-se e ao descansar larga a mama. Com o passar dos dias vai aprender a descansar sem perder a mama, ou quando a larga consegue pegá-la rápida e eficazmente.

Sinais de uma boa pega:
- Queixo do bebé toca a mama da mãe;
- A boca do bebé está bem aberta;
- O lábio inferior está virado para fora;
- Vê-se mais auréola acima que abaixo da boca do bebé. 


Duração/Intervalo das Mamadas:
Cada bebé é um ser único com necessidades e ritmos próprios, desde que não haja qualquer complicação prévia detectada devemos usar o bom senso e seguir algumas dicas para facilitar a amamentação:
- Deve ser o bebé a determinar a hora em que quer mamar (horário livre);
- Deve mamar até estar satisfeito, só de uma mama, em cada mamada;
- Se necessário oferecer a outra mama, e na próxima mamada começa por esta mama (a última que ofereceu);
- Embora a duração da mamada varie de bebé para bebé, e vá diminuindo com o passar das semanas, em média nas primeiras semanas, 30 minutos é tempo suficiente para o bebé ficar satisfeito. A maior parte dos bebés ingere a quantidade que precisa nos primeiros 5 a 10 minutos de cada mamada;
- Durante a mamada o bebé faz pequenos intervalos para descansar;
- No fim da mamada, regra geral, se o bebé está satisfeito, fica sossegado e adormece;
- Pode repetir-se a mamada na outra mama, logo que o bebé volte a acordar, mas devemos ter em atenção que o intervalo deve ter no mínimo 1 hora 30 minutos, pois se for inferior podemos estar perante duas situações: 
•         O bebé está a fazer da mama chucha;
•         O bebé está com fome.


Cuidados com a Mama/Mamilos:
Mama:
- Se estiver confortável, não mexa.
- Se estiver muito cheia ou com caroços:  
•         Passe água quente com o chuveiro ou coloque panos quentes húmidos;
•         Tente esvaziar manualmente ou com bomba até ficar com o peito confortável;
•         Coloque gelo nas zonas mais doridas.
- Se antes da mamada o peito estiver muito cheio pode ser necessário esvaziá-lo um pouco para o bebé conseguir agarrar melhor o mamilo;
- Quanto menos manipular a mama melhor;
- Quanto mais estimulada for a mama mais leite produz, pelo que devemos ir reduzindo progressivamente as intervenções;
- Estas intervenções, quando necessárias, devem ser realizadas após a mamada.
- Para melhorar uma mama muito cheia e desconfortável, pode colocar a toda a volta da mama folhas de couve verdes, (cortam-se pedaços e colocam-se directamente sobre a mama por baixo do soutien) substituem-se quando estiverem secas.

Mamilos:
- Após cada mamada limpar muito bem com uma fralda de pano macia;
- Espremer um pouco de leite e espalhar no mamilo, deixar secar;
- Vestir um bom soutien de suporte;
- Só lavar o peito uma vez por dia, sem sabonete;
- Se estiver a usar creme protector no mamilo, deve limpar o excesso antes da mamada, espremer umas gotas do seu leite espalhando-o no mamilo e dar de mamar de seguida. 

Em conclusão, esperar um filho, em especial o primeiro ou não, é um dos acontecimentos mais importantes da vida da mulher e representa um desafio à estrutura da sua personalidade. É também uma oportunidade para o desenvolvimento de novas responsabilidades, pois acima de de tudo tem que haver da parte da mulher “O Desejo de ser Mãe.”.

Por: Enf.ª Ana Nobre