Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Barriga Mendinha

Barriga Mendinha

Que dia de M&%*+*$@....




Há dias assim catastróficamente cansativos e irritantes.

Nem escrever me apetece e olhem que isso é raro...

Mas cá vai. Ao menos posso-me queixar, que às vezes sabe bem, só porque sabe bem. Ameniza as coisas por si só chatas, um bocadinho, acho.

Bem... Coisas que me aconteceram hoje...(e o dia começou as 8 da manhã):

1- o esterilizador dos biberons da Matita, que se coloca no micro-ondas, caiu em cima de mim ainda de pijama e com água a ferver. A cozinha, eu, a cadeira dela e uma almofada encharcadas.

2- ao descer as escadas, a pega do coquinho da Matilde desprendeu-se com um estalo...

3- o cinto da cadeirinha do Afonso, quando os levei para a escola, encravou e não o conseguia apertar.

4- Fiquei, durante o dia sem bateria no I-Phone e, claro, exatamente, quando precisava tirar umas fotografias aqui para o nosso blog.

5- Quando a meio do dia vim a casa, tinha a cozinha cheia de água vinda de uma fuga no lava loiças e, ao limpar a poça... escorreguei e caí. Ainda estou dorida mas amanhã... estarei mais de certeza ;(.

6- Um parafuso da bateria do meu MINI, que eu já sabia que estara lasso, mas esperava sempre que não soltasse... soltou... e eu tive que, com uma chave de bocas, abrir o capot e fazer de mecanica, no meio de uma bomba de gasolina da 2a circular. Ficou fixe... tenho futuro na área, ao menos isso.

7- Fui buscar os babbies, depois de um dia de reuniões e ainda fui ao parque, para voltar é que foram elas. O Afonso não queria sair do "Tambablalão". Birra e birra e eu com a Matilde ao colo e sem saber como fazer qté que tive de arrastar os dois ao colo para casa.

8- Chegámos e fui a casa dos vizinhos pedir um cabo do computador emprestado. O Afonso que ficou na nossa, exatamente ao lado, ia fechando a porta de casa e quase ficava lá dentro fechado em casa. Eu, num pânico momentâneo, dei dois passos a correr e empurrei a porta para dentro para que ele não a fechasse. Dei-lhe com a porta na cara.. e ele mordeu-se e ficou cheinho de sangue na boca tadinho ;(

9- Jantar dos dois: A Matilde cheia de fome, cheia de fome mesmooo, chorava como nunca a ouvi, enquanto eu fazia a sopa a correr. Chorou tanto, que lhe tive que dar biberon e borrifar na sopa. Ufff.
A sopa do Afonso... quando foi a aquecer... estava Azeda!!! Nãooo!!! Só faltava essa. Enfim.. dei-lhe Ceralac.

10- Pronto, o 10, acho que é o cansaço e a irritação. O Hugo só chegou agora todo cansado também por ter trabalhado quase 24 horas seguidas e... acabei de dar agora banho à Matilde e deitar o Afonso.

Mereço um breack hoje... ou não? E desculpem lá qualquer coisinhaaaa... grrrrrr...

Amanhã.... começamos de novo e espero que com mais calmaaaaaa...

Beijos e bom descanso 


Porque é que o Afonso é "Aponto Wuz"?..



Vinhamos os dois a pé, há pouco para casa.


Digo eu ao Afonso, no meio de uma conversa em que, como muitas vezes explico porque é que a mana é Estrela e ele é Luz, de 2º nome:



- A Matilde é Matilde Estrela, porque tem muita :

(e ele completa)... "Wuz"..!



- O Afonso é Afonso Luz, porque tem muita :

(e ele completa, ao que eu julgava que ele dizer Brilho, assim eu o ensinei) 

... "FOMIII"!!!



Pronto.. afinal o meu filho, que agora acha que é o Ursinho Poo (é a personagem da semana LOL), acredita  que é Luz.. porque tem fome de "Melo" (o que nós conhecemos como mel...) e que é muito clarinho.


Por isso, chegámos a casa.. e fomos ao pote do dito cujo, para pôr o meu bichinho ainda mais iluminado e eu receber um grande beijinho lambuzado, como agradecimento depois das colheradas que ofereci ao meu ursinho! Ehehhee ! 




A minha ligação com a minha irmã ...





Rita e Mariana: Irmãs de sangue e de coração ;)



A Minha irmã fez ontem 22 anos!! Vinte e dois! ...


Nada de mais, acho, se a nossa diferença de idades não fosse grandinha (14 anos) e eu tivesse tido ontem, assim de repente... a estranha sensação que sempre ouvi dizer que se tem com os filhos do " ainda ontem nasceu...".


Eu tinha 14 anos e tinha sido filha única toda a minhya infância e todo o início da minha adolescência. Depois ela apareceu. Não foi um descuido não. Os meus pais, que sempre quiseram ter mais filhos, andaram 14 anos a decidir quando a altura ideal para tal. E como nunca era...(nunca o é aliás, por isso é que sou apologista de que se quer muito ter filhos nos dias que correm, não se pode mesmo pensar muito, senão, o mais normal são as desistências atrás de desistências e quando damos por nós temos 40 e tal anos...)... e siga: aos 36 anos, já devia a minha mãe sentir a pressão do "Agora ou nunca",.. decidiu mandar vir a Mariana!


A minha vida mudou totalmente! O aparecimento daquele pequeno Ser revolucionou a minha vida. Os mimos e atenções dividiram-se mas também fui arrebatada pela bonequinha que ela era e sentia, exatamente por me sentir já muito senhorinha no "alto" dos meus 14 anos, uma responsabilidade entre o faternal e o maternal. Aprendi muito sobre bebés nessa época...


Fomos crescendo e eu ao 20 anos saí de casa dos meus pais para arriscar a minha vida de recém adulta na minha nova casinha em Alfama, e assim nos anos que se seguiram fomos passando de irmãs inseparáveis, a irmãs-amigas porque eu deixei de partilhar do seu dia a dia. Aprecebi-me mais tarde, que houve aqui um corte familiar, não consciente mas inevitável. Aqui a diferença de idades assim o ditou, sem dúvida.


Eu trabalhava muito (os meus primeiros anos de apresentadora e repórter), viajava muito (fazia o programa de desportos radicais "Portugal Radical" e andava de praia em praia, de campeonato em campeonato...). Namorava muito, saía muito à noite, tinha muitos amigos e conhecidos... Prioridades de miúda certo??

Fui morar para o Porto por questões profissionais e ela, nessa altura, com uns 7, 8 anos ia passar temporadas comigo e aí sim.. tirávamos a barriga de misérias. Ela adorava. Era tudo diferente da rotina de Lisboa e sentia-se promovida por estar comigo, ir comigo para a rádio, deitar-se mais tarde, estar longe de casa, fazer muitas passeatas.. Umas grandes férias, de tempos a tempos, com a mana mais velha ... e noutra cidade! :)


Fomos crescendo, no entanto, assim, cada uma para o seu lado. Os nossos pais separaram-se tinha ela 13 anos e aí voltamos a falar mais, por isso e também porque eu voltei "à base"... Falavamos sobre os sentimentos, sobre as tristezas, sobre os nostalgias, sobre as razões e algumas emoções mais fortes. Mas cada uma com a sua opinião. Somos "tortas" as duas.. LOL...E ela era adolescente nessa época, tinha uma visão diferente da minha, que já era crescida e conhecia histórias pelas quais ela não tinha passado... Andámos um bocado "às avesas" por causa disso, apesar de não o identificarmos totalmente na altura.


O tempo passou, ela foi crescendo e eu fui amadurecendo. Atualmente, ela parece um pouco mais velha  do que e eu pareço um pouco mais nova do que. Tanto fisicamente, como de cabeça... Estamos muitíssimos mais próximas.  O meu meio profissional  também a isso me obriga e por isso sinto-me agora, muito próxima da geração dela o que nos leva a ter uma relação "tu cá tu lá" que eu, quando ela nasceu nunca pensei que poderia ir ter. Isso sim, faz-me ter a verdadeira precepção do que o Tempo se torna, do que o tempo muda. Mesmo!

Usamos a mesma roupa, temos amigos comuns e ... querem-se rir? Até o nossos namorados têm a mesma idade!! eheheh


Tantas vezes fazia contas.. "quando ela 14 eu terei 28, quando ela tiver 20 eu terei 34... quando ela tiver  35 terei eu quase 50!!".... E..? pergunto-me eu agora... Qual a grande questão? Quando somos mais novos, a idade efectivamente parece um fosso altamente impenetrável, mas conforme vamos ganhando um e mais um ano e vamos tomando consciencia de que nos mantemos jovens de espírito... tudo muda. Afinal... a partir da altura em que nos sentimos " adultos" o que raio é a diferenças de uma geração?...


Acreditem ou não, já foram 2 ou 3 vezes... que nos confundiram com... Gémeas!! Acham normal!?? 


A verdade é que temos parecenças... mas é irónico... com 14 anos de diferença, seria um pouco difícil!! LOL


Amo-a. Amo-a de coração e ela já não é bebé Meu Deus! É tia!!! A tia Mariana! Já trabalha! Já passou por muita maluqueira habitual do crescimento e também por muitos momentos refletivos que a vão fazendo criar o seu próprio caminho. Tanta coisa que eu tenho acompanhado. Umas vezes mais de perto outras mais de longe. Mas sempre "lá"...

Está agora, já a sair da parva idade da adolescência.. a virar uma adulta que gosto. Gosto dos principios, do espírito dela. Já está a deixar de lado o fundamentalismo quase anárquico dos miúdos antes dos 20s e  a entrar na vida adulta com uma frescura mais madura. Tenho um simpático orgulho nela, é verdade.


Agora, ao olhar de longe e ouvindo tantas vezes as palavras da minha mãe que muitas vezes me disse que entre outras razões, que a minha mana era também " uma prenda" que me tinha oferecido a mim. 


"Nunca estarás sozinha" dizia ela. E é verdade. Os irmãos são isso. Um antítodo para a solidão. Um "seguro de vida". Eles estarão sempre lá. 


Muitas vezes, olho também para os meus pequenos pimpolhos e sinto isso também, olhando agora pela minha prespectiva de mãe. O Afonso e a Matilde são a prenda mais importante que alguma vez  poderei oferecer-lhes na vida ! Uma prenda para um e para o outro. A prenda da consanguinidade e da união por um fio invisível e sem limite quilométrico...


A vida com irmãos é, sem dúvida, mais rica e confortável. Teremos sempre aquele "colo". Normais são as desavenças, normais são os momentos de maiores afastamento, mas os de união, normalmente são emotivos, fortes e valem por tudo. E importantíssimos para sabermos quem somos (existe uma ligação às raízes que nunca desaparece quando olhamos o nosso irmão, é quase uma magia)  e para que nos sentamos sempre acompanhados.


Há Amores que duram uma vida. E os Amor de irmãos, normalmente é assim, eterno!


Parabéns Mariana! Pelo teu aniversário! Pela tia que és para os nossos brilhos. Pelas tuas pequenas grandes conquistas. Pela pessoas que és.. e... por teres uma irmã como eu LOL


Aqui ficam alguns registos fotográficos da pimpolha e da família:



 Entre amigas : Meg, recém Mamã Rita e Matita, Mariana e Filipa




 Nós e a mamã Clara




 A Mariana a apoiar-me nas minha actuações como dj




 O Clã do Mulherio ( Mamã, tia e avó com o maroto Afonso Luz)




E aqui?? Mana banana Mariana com... 2 aninhos!




 O nosso pai Mário, o nosso labrador Chilli e o nosso Piripirio Afonso Luz.. com a Marianocas




Sou de novo tia !! Weeee!




A passear em Londres ;) Sempre unidas as 3. 



A Mustela apresentou hoje a "revolução" do futuro da pele dos nossos bebés. E nós estivémos na 1ª fila ;)


Hoje foi um dia especial e muito giro.

A Mustela apresentou a nova linha de cuidados de pele para os nossos bebés.

Com a mesma textura e o mesmo cheirinho de sempre... as pesquisas médicas feitas pela marca.... conseguiram agora capitalizar o precioso "seguro" de vida da pele dos nossos filhotes, reinventando os seu cuidados. 

Como? Com uma descoberta dermatológica sem precedentes que protege, com um ativo registado pela Mustela chamado Perséose de Abacate, o capital celular face às agressões diárias.

Eu e uma série de outras convidadas, fomos recebidas num brunch magnífico e num sítio muito bonito e especialmente bem decorado e fomos convidadas a esperimentar e perceber que novidades tão importantes são estas.

Convivemos, algumas levaram os filhotes a passar um manhã diferente e mais importante que tudo: fomos apoiar a marca que nos apoia a nós, tornando os nossos bebés mais saudáveis e cheirosinhos ;)

Ah... e eu orgulhosamente, como mentora do Nosso "Barriga Mendinha" e parceira vaidosa ;) da marca.. falei para todas aquelas mamãs dos benefícios e da real experiência que  temos cá em casa  com a marca. Foi muito giro  ;)

Valeu mesmo a pena. Acho que as imagens falam por si...


O desenho que o Afonso Luz fez para mim...




A beleza do Hotel Tivoli Jardim




Na melhor das companhias, os meus filhotes (e o ursinho Musti, claro!!!!)




Nas escadarias do Hotel ainda temos tempo para brincar...




Mamãs e Pré-Mamãs deliciadas com os miúdaços. Vanessa Oliveira com a minha Matilde Estrela, Andreia Dinis com o Lourenço, filho da Márcia Leal que está ao lado e Patrícia Bull com o Meu Luz (a desenhar para mim ehehe)




As "cabeças de cartaz" : Cristina Simões e Rita Serejo, a diretora de Marketing e a gestora de produto do grupo Expancience, da qual a Mustela faz parte




A Carlinha Pereira d'Ascenção, grávida de 35 semanas e encantada com a Matita




E a nossa Isabelinha Figueira? Com um barrigão lindo de 36 semanas...




A minha amiga e blogger da " Mulher é que manda" Mónica Santana Lopes, Vanessa Palma e a sua Matilde agarrada a um ursinho Musti, Alexandra Fernandes e a pequena Carolina e a bonita grávida Isabel Figueira.




A Relações Públicas Sofia Jardim e a Blogger Ana Garcia Martins ou antes a" Pipoca mais doce"...




Que gira grupeta : Patrícia Bull, Sofia Jardim, Isabel Medina, eu e os anjinhos rebeldes, Xenica Jardime Mácia Leal com o pequeno Lourenço




Mãe há um mês e em excelente forma: a apresentadora Joana Teles... a fazer das suas eheheh




 Alexandra Fernandes e a sua miniatura... a filhota Carolina




As mesas do brunch bem recheadas de produtos Mustela e de alimentos saudáveis...




"A Mustela" e a família Barriga Mendinha. Uma grande parceria ;)




E... a Márcia Leal e o seu caçula e Andreia Dinis (que não parava de falara da sua Flor...) juntaram-se  a nós ;)




O "meu" pai Gú veio connosco e fartou-se de brincar com os pequenotes na mesinha das brincadeiras




A colorida Rita Serejo no ambiente renascentista do Hotel




Tivoli Jardim




A fazer " Cara de Pirata Mau" com a pequena Carolina... ahahaha...




Cú-cú...




Carla Matadinho que foi Mamã de Letícia há 9 mesinhos




Joana Seixas e a sua princesa ;)

Levar os dois à escola é um pandam...






Levar os dois para a escola sozinha é uma luta acreditem!

Estou estafada e ainda agora começou o dia.

O Afonso insiste em vir ao colo porque me vê com a mana. Sacos e mais sacos e escadas para descer enquanto o mais velho faz birra e a Matilde o olha incrédula...

Tanta coisa a trazer.. que até cai e torci um pulso imaginem. E o puto?? riu-se.. até me ver a mim quase a chorar....

E sabem quem teve que o trazer para baixo?? O Senhor Mendonça, o senhor do correio.. porque ele chorava e dizia que tinha medo de descer... umas escadas que já tinha descido 1000 vezes..

É bom “ter-vos aí” para desabafar... Uffff!!

Já fui depois disto tudo ao dentista e cabei de me sentar num café, abri o computador e estou a tomar um capuchino. E o dia ainda tem muito que correr..

Que início de semana..

Às vezes , por mais que a boa onda seja invocada... somos tomadas por um desespero que parece dar cabo de nós.

Mas pronto.. bora lá reprogramar-nos de novo : “ Um sorriso deles e tudo passa!! “ ok? OKKKK?

Yep.... let´s go ;) Grrrrrr....

As minhas comprinhas do fim de semana...


Que fim de semana cheio este..

Futebol ( Sporting claro!! <3), passeatas à beira rio e a ida à "Lisbon Kids Market, onde me deliciei com as novas coleções, usufrui de um tarde em familia, num dos primeiros dias de Primavera, dignos desse nome e... me fartei de comprar coisinhas.

E sabem que mais? Tudo para a praia!... Deve mesmo ser o meu subconsciente a chamar pelo calor e a desejar esta "gentalha"  cá de casa toda cobertinha de areia e sal... e... muito estilinho também.

Vejam lá se gostam...



Cesta de verga pela qual me apaixonei de imediato. Da Fantasy Land Store.




Babete e porta toalhetes plastificados da Born to be a Mommy




Uma delicia a que não resisti. Imaginem-me os meus dois miúdos na praia com estes fatos de banho  da Maria Concha  





E agora para mim... uma almofada também plastificada e um porta moedas de praia a condizer  (põe-se no pulso) da Bagoxa








E aqui.. sou eu e o Afonso Luz.. a fazer cara de " Pirata Mau" à vez.. Sim.. agora é a sua nova brincadeira perdileta ;) e nós fazemos competição de "Pirata perna de pau.. olho de vidro e cara de mau" LOL  




Como escolher se todos merecem?





A Solidariedade.. Ai a Solidariedade... 

Dá-me cabo da cabeça, porque tantas são as causas, as pessoas, as situações que precisam de ajuda e a possibilidade e disponibidade de cada um de nós acaba por ser relativa...

E para mim que tenho um blog e uma página de Facebook direcionadas para um público de mamãs e papás ( à partida gente com alguma sensibilidade extra a estes temas, principalmente quando mete crianças) , sinto diáriamente um espécie de pressão e uma núvem de obrigatoriedade para divulgar algumas situações. Mas são tantas... Infelizmente. e cada vez mais vêm à asta pública. 

O problema não é ajudar um, dois, três. é conseguir fazê-lo em consciência e... " escolher"... Porquê ajudar o Rodrigo e  não o Gustavo, o Martim, a Márcia, o Mateus?... E todos os dias me chegam apelos ;(

Estes foram apenas alguns dos nomes que me apareceram na net quando, no Google pesquisei " Vamos ajudar...". E lá vem o rol...

As páginas de facebook são muitas, e infelizmente os meninos em questão estão doentes, alguns esperam dadores, outros têm pais com poucas posses e precisam de ajuda monetária para os tratamentos complicados.. e a verdade.. é que todas estas situações me partem o coração.

E como ajudar, quando não se é milionário e não se pode distribuir dinheiro por todos eles que  o merecem ( sim.. o dinheiro é o " veneno" da sociedade e sem ele efectivamente muito dificil procurar novas curas, médicos, instituições de saúde...)? Sim, porque para mim... que sentido faz fazer para um e não para outros? A hipótese mais obvia seria divulgar, claro...Mas minha página ficaria inundada deste apelos e só deles, sem espaço para mais nada... Isto se eu me permitisse a entrar com o coração em cada uma destas tristes mas esperançosas histórias de força. Dos meninos e dos seus pais.

Não que as suas causas não me toquem, muito antes pelo contrário... o problema está mesmo em " escolher" o que não tem que ser escolhido. Ah... e muita atenção, que depois também existem os burlões... os que pedem dinheiro inventando uma triste e tocante história. Deplorável, desses nem falo, que não são o meu foco.

As minhas palavras e espaço vão para quem precisa mesmo e por isso, decidi escrever este post. Para pedir a quem desse lado tem um coração solidário e que depois de dar uma volta por estas páginas, se tenha sentido mais tocado por esta ou por aquela história, por este ou por aquele sorriso, por este ou por aquele apelo.. que tente dar o seu contributo da melhor forma.

E já agora, deixo aqui também o espaço para que enviem mais páginas de apelo ( relativas a crianças- não que também não me custe ver adultros em apuros, mas se vamos por aí a angústia da incapacidade seria ainda maior) de que tenham conhecimento ou que vos sejam próximas.

Eu não quero sequer imaginar o que os pais destes meninos e meninas e de tantos outros que adoecem gravemente sentem, o que será a provação deles... mas sinto-me, também por ser Mãe, totalmente solidária e acreditem que não são raras as vezes que os meus pensamentos estão com eles.

Muitas das vezes em que estou zangada com algo, em que o " mundo" me fez alguma, em que o cansaço quase me derruba, em que os meus filhos não param de chorar ou embirrar... muitas dessas vezes, respiro fundo, páro um segundo e agradeço a Deus pelo facto de ter dois filhos saudáveis.. sim, porque isso é O Importante. Tudo o resto vira detalhes perto dessa hipótese acontecer.

Por isso, aqui vai o meu pequeno mas sentido contributo. Para que desse lado conheçam as Histórias, os medos, os sonhos e os rostos destes meninos e destes pais que lutam, tendo a esperança como melhor amiga e as páginas sociais da internet como aliadas, de forma a chegarem ao máximo de pessoas possíveis, num grito virtual que muito importante pode ser para a recuperação dos seus filhotes.

Uma palavra de força, coragem  muito amor para todos eles. E uma " chamada à realidade" a todos nós... que muitas vezes nos queixamos por tudo e por nada.

Cá vão (atenção que há vários meninos com o mesmo nomes, mas as situações são diferentes)  :

Vamos ajudar o Rodrigo

Vamos ajudar o Gustavo

Vamos ajudar a Cecília

Vamos ajudar o Mateus

Vamos ajudar o Rodrigo

Vamos ajudar o Lucas

Vamos ajudar o Martim

Vamos ajudar a Beatriz

Vamos ajudar o Simão

Vamos ajudar a Lara

Vamos ajudar a Leonor

Vamos ajudar o Gonçalo

Vamos ajudar o Tiago

Vamos ajudar o Tomás


E... muitas mais se encontram na net...

Tivesse eu poderes sobrenaturais... e ajudá-los-ia a todos ;(




Bora malhar!?



Escrevo este post para dar alento às " salta-pocinhas" como eu. E para que não se sintam sozinhas no vosso " entrar e sai" do ginásio e da própria pica para o exercício físico. Para tudo há um dia em que  nos temos que programar e começar a cumprir.

Desde que fui Mãe que digo aos 7 ventos que " é esta semana", " este mês" que vou começar a malhar a sério e a verdade verdadinha (aqui entre nós que ninguém nos ouve...) hoje, foi, basicamente a primeira vez que fiz um treino à séria.

Digo " à séria" porque já me "pavoneei" pelo ginásio várias vezes, já fui ao banho turco, já fiz uma aulita de body balance e fingi que corri uns minutos na eliptíca... mas treinar treinar.. "tá quieto ó mau"... LOL




Apesar de ser uma adepta da vida saudável e saber, indiscutivelmente que o exercício nos faz bem ao corpo e à alma.. a verdade é que, com filhos e uma adaptação tão "hard core" a essa maravilhosa mas trabalhosa realidade, tem feito com que eu... ande com os "bofes" de fora e, apesar de me convencer que tenho que voltar à acção, acabam sempre por existir desculpas.

Desculpas que, atenção, não deixam de ser viáveis : O cansaço das noites mal dormidas, o ter que tomar opções a nível de gestão de tempo e não querer retirar "tempo útil" aos meus filhos e ao meu trabalho. O facto de achar que uma boa dieta, uns bons cremes e uma ida à clinica estética fazem milagres...

Mas não fazem. Ajudam... O exercício sim, meus amores. Mesmo!!

Posso dizer-vos que dormi pouco, já trabalhei hoje bastante, estive e vou estar com os miúdos e ainda vou tocar hoje à noite...e claro que ter recomeçado hoje o Gym, me deixa dorida e cansada... mas ao mesmo tempo, com uma pica maior e um gosto pela vida redobrado.. Deve também pela famosa beta endorfina (uma hormona segregada pelo sistema nervoso central) que ajuda a evitar ansiedades, depressões e... chatisses ;) No fundo, uma espécie de droga natural que nos ajuda a ficar menos preocupados com as coisas mundadas e a focarmo-nos no que interessa. Bravo!! ( O corpo Humano sábe-a toda..)

E Viva a endorfina!!

Agora... minhas caras amigas... fala a experiência do mau exemplo... Há que " endorfinar-nos" várias vezes por semana e com alguma regularidade, não uma vez de vez em quando.. senão lá voltamos ao mesmo... Preguiça, sensação de incumprimento, remorso...

Quem se acusa ( Eu!!) de pagar a mensalidade do ginásio, ir lá umas quantas vezes e depois... é só ver o dinheiro a sair da conta mensalmente e a mente completamente a definhar de remorsos e culpa a dizer : " Pronto, este mês é que é, este mês é que volto"?...

Bem.. Hoje voltei!! E quero ganhar incentivo para ficar. E vocês que estão aí desse lado, podem ser cúmplices nesta decisão. Sei que me faz bem, feliz, gostosona, mais confiante, mais fortalhaça.... por isso.... persistência nisso dona Mendinha!!




Mas acreditem que não é facil, no meio do já tanto afazer... onde raio vou encontrar tempo e vontade para isso? Epá.... depois de pensar e repensar.. hum... tempo logo pela manhãzinha. Depois de deixar Afonso e Matilde na escolinha..  Vontade.. nos resultados que vou obter. Mas preciso de o fazer sem remorsos... e aaaiiiiii.!!!! Como vou conseguir fazer isso? Como !??

Bem, acho que a resposta que encontro serve para mim e para todas que passam pela minha "pele", " coisas de mãe" portanto, que sinceramente são muito difícis de transmitir aos homens e fazê-los entender... Basicamente temos que assumir que temos que pensar também em nós. Não "desaparecer" como Mulheres, só porque somos mãe, esposa, dona de casa ou até profissional ( porque quando tudo se acumula é ainda pior..). É essa a " poção mágica", não acham? E sublinhar e voltar a sublinhar isso, até termos a certeza da sua importância. Todos serão mais felizes com essa permissa. Nós, os maridos, os filhos. Seremos mais risonhas, giras e confiantes. E não é bom?


Há que assumir que se nos sentirmos melhor connosco mesmas, mais " endorfinadas" com o exercício, com a aparência melhor ou até só mesmo pela horinha de relax do banho e cuidados de beleza que podemos ter nos balneários, pela sauna ou banho turco... epá... acreditem que nos sentiremos melhor com o mundo e com os outros.

O Click não é fácil de fazer meninas, ah pois não.. E eu que o diga. Ou antes, o Click até se faz, porque o entendimento disto tudo quase que nos é inato... o que não é facil, decididamamente, é passar da intenção... à acção!..

Mas não é impossível.

Eu comecei Hoje. Voltei ao meu Holmes Place e vou recomeçar a trabalhar o corpo na sala de musculação e a reencontrar-me com as modalidades de grupo que já não me lembro bem como são e até com outras que ainda não conheço, que isto até no exercício físico há modinhas... E eu quero saber quais são as de agora para depois escolher o que é definitivamente a minha onda.


Sim, vai-me custar a acordar mais cedo, sim, vou sentir muitas vezes perguiça, sim.. e remorsos por deixá-los na escola.. e sim, até quem sabe, o meu gajo "pendurado" algumas vezes com o jantar atrasado... mas olhem paciência... vai ser a minha hora do ginásio! E também, pode ser giro e até um afrodisiaco bem interessante para a relação treinar com ele por lá, numa actividade conjunta e muito compensadora, believe me... ou antes " Believe in  youself", como dizia a t-shirt do meu homem hoje... e vê lo assim de trás... ai ai, não sabem a pica extra que me deu. Ehehe...




Bem, e vocês? Força aí também meninas! Façam como eu.Ou pelo menos comecem a pensar nisso com carinho. Convençam-se como eu e escolham uma vida e uma rotina melhor. Acreditem que vale a pena.

E... bora malhar!???

Onde?

AQUI, claro ( Holmes Place, my place ;) )






Neto nãooo! Tio...





A história passa-se com a minha mãe, a avó Clara.

Estava ela com o Afonso e enquanto este almoçava (mal..), inventou uma forma de o entreter para que fosse comendo, o que estava mesmo difícil nesse dia..

Estavam  a fazer uma lista (As crianças adoraaaammmm listas, sabiam?) numa espécie de  aula de apelidos familiares:

- A Mamã chama-se...  ( e diziam juntos )... Rita Mendes

- O Papá ... João Branco

-O Gú... Hugo Caetano

-A Mana... " Matita Estêla" 

-O Afonso.. " Aponto" Luz Mendes Branco

- A tia ... "Mauiana" Mendes

- o Tio... Bernardo... Neto ... ( diz a minha mãe..)

Diz ele muito rápido e com um semblante intrigado de investigador em fase de Eureka!!! :

- " Bênado" Neto nãoooo!!! " Bênado" Tio...

Pois claro... Neto do Afonso é que não é de certeza eheheheh



Um ano... a criar sorrisos sinceros !



É aqui que ando a tratar de "pôr" uma dentuça que já era :) 

Um Pivôt portanto...

A 499 euros!! Nada mau.... normalmente os valores rondam os 1000 e muitos e para além do valor, a qualidade do espaço, dos médicos e o sorriso dos profissionais que já viraram amigos... acho que diz tudo!

Por isso, é que ontem, mesmo no meio de um dia super atarefado ainda fiz um esforço para não deixar de passar pela CLÍNICA ONE do Saldanha para lhes oferecer um beijo de Parabéns, porque existem em Portugal há um ano! Mereceu celebração. 

Já fazem parte da família! E estão a fazer maravilhas pelo " buraquinho" que há anos me incomodava na minha boca.