Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Barriga Mendinha

Barriga Mendinha

14.08.12

Sexo oral pode curar enjoo matinal de grávidas, afirma pesquisador.

Barriga Mendinha


É isso mesmo que vocês estão a ler. Um pesquisador americano, da Universidade de Albany, em Nova York, publicou um artigo em que afirma que praticar sexo oral no companheiro que a fecundou pode ser um remédio para o enjoo matinal das grávidas.

E a explicação dele é ainda mais surpreendente: O psicólogo Gordon Gallup afirma que uma das causas do mal-estar é a presença do sémen (um presença não habitual) no corpo da grávida, e que a ingestão de uma quantidade maior do fluído pode fazer o corpo criar resistência a essa situação. No artigo, ele também relaciona o sexo oral à queda da incidência de pré-eclampsia, um problema apresentado que atinge a placenta e pode ser detectado pela presença de proteína na urina e pressão alta.

Outro trabalho publicado por ele em 2002 afirma que o sémen tem qualidades antidepressivas, o que causou polémica, já que o fluído expõe as pessoas ao risco de contrair doenças sexualmente transmissíveis e gerar uma gravidez indesejada.

“Quero deixar claro que nós não estamos advogando para que as pessoas se abstenham de usar preservativos. É óbvio que uma gravidez indesejada ou uma doença sexualmente transmissível seriam um problema muito maior do que qualquer efeito psicológico vantajoso do sémen”, disse ele ao jornal Daily Mail, que publicou a notícia.

Bem-humorada, a publicação britânica brinca que não foi possível conferir se Gordon tem uma grávida em casa.

Encontrei aqui Sui generis notícia. Não resisti em partilhar. Ai grávidas do mundo! Agora eles não nos deixarão “ter desculpas” loll!!!!

http://extra.globo.com/noticias/bizarro/sexo-oral-pode-curar-enjoo-matinal-de-gravidas-afirma-pesquisador-5762986.html
13.08.12

...

Barriga Mendinha

Muitas vezes, quando o amor de duas pessoas é tão grande que já não cabe nem no corpo, nem na alma... aparece uma 3a pessoa. Um filho ;)
Bom dia! Boa semana! Boa gravidez!
09.08.12

A importância da lingerie na gravidez - A beleza exterior começa no interior!

Barriga Mendinha

A emoção de uma nova vida a crescer dentro de nós é um sentimento poderoso, que faz com que algumas mulheres se sintam ainda mais bonitas quando estão grávidas.Não é por qualquer motivo que vulgarmente se fala de um brilho, de uma luz, de uma beleza diferente, que a mulher grávida emana.

Mas é também um período com momentos desconfortáveis. O corpo vai aumentando, a barriga e o peito vão crescendo e isso poderá fazer com que a mulher se sinta pouco atraente, levando a relegar a sua condição de mulher, a sua feminilidade e principalmente a sua sensualidade. 
A lingerie ganha em todo este período uma importância que é, muitas vezes e de forma incorrecta, menosprezada e renegada. Enquanto grávida, a mulher  irá experimentar muitas mudanças de humor e às vezes precisa de um pouco de atenção e incentivo. Optando por uma lingerie bonita, a grávida pode elevar a sua auto-estima e sentir-se, assim, mais bela, atrevida, e auto-confiante. Estar grávida não significa que se deixe de ser sexy ou de se divertir, ou evitar roupas íntimas elegantes. Como a Rita já referiu, “(...) apesar das formas mais arredondadas continuamos a gostar de ser sexys oh yééé!” e a atitude deve ser mesmo essa. “Uma grávida que se sente bem no seu corpo e com a sua imagem é uma grávida ainda mais feliz!” refere Benedita Pais no seu post “Dicas de Styling para grávidas”
Contudo é aconselhado que, a partir do momento em que o peito começa a aumentar, substitua a sua lingerie habitual  adequando o tamanho e a copa. Vestir um sutiã normal durante a gravidez pode colocar pressão sobre a mama, podendo bloquear os dutos de leite ou provocar mastites durante e após a gravidez.

É aqui que a Lingerie para mamãs ganha uma especial importância. O seu desenho específico e adequado garante os cuidados necessários com a saúde da mulher.

Enquanto que, até agora, a oferta era o sutiã branco, cor de pele  ou preto liso e sem encanto, isso muda com algumas marcas, entre elas a Lingerie Benefit, (www.allwomandetails.com) que porporcionam coleções completas para mamãs e pré-mamãs, com resposta para os mais diversos  gostos de padrões, formatos e tecidos, mantendo os cuidados necessários de sustentação, conforto e com especial qualidade nos materiais tendo em vista a diminuição de irritações da pele sensível da mãe e do bebé.
As pesquisas mostram que a forma como uma pessoa se veste pode ter um grande impacto sobre a forma como se sente.  O nosso bem estar é o mais importante, mas não nos devemos esquecer que a gravidez é mais agradável quando o nosso companheiro se envolve em todo o processo. Muitas mulheres queixam-se que os seus companheiros deixam de as desejar. Do ponto de vista de um homem, a realidade é que ver a sua mulher com um sutiã sem graça e uma cueca que nada tem a ver, pode ser pouco interessante. Na Lingerie para Mamãs Benefit, poderá encontrar conjuntos com sutiãs forrados a algodão, que protegem a pele mais sensibilizada, mas com o exterior em renda e com apontamentos românticos como os laços, pérolas, pequenas flores ou fitas que lembram os espartilhos. O conjunto ficará completo com uma cueca ou mesmo um string, e vai sentir-se imediatamente mais bonita e sensual, deixando o seu companheiro ainda mais apaixonado e desejoso de a ter nos braços.  A relação do casal durante a gravidez está comprovada não apenas como desejável, mas altamente benéfica no que diz respeito ao trabalho de parto. 

Portanto queridas amigas, vamos apostar na nossa saude e no nosso bem estar mais intimo, como diz o slogan da All Woman Details – “Cause i’m all woman!”.




Susana Cristino
Directora executiva da empresa Crisutopia Unipessoal Lda, representante  e distribuidora exclusiva da marca de Lingerie Benefit (Poland).

Mais informações em info@allwomandetails.com
Ou visite a página no  www.facebook.com/benefit.portugal.allwomandetails
09.08.12

Filhos com idades próximas! Socorro!

Barriga Mendinha


Quando a Rita me pediu para escrever como é ser mãe de duas crianças com idades tão próximas pensei: “Se calhar, mais valia ter pedido a alguém que tenha tido gémeos, deve ser quase igual!” mas pensando bem… é muito diferente!!! Não sei se melhor, se pior, mas é com certeza igualmente trabalhoso ;)
Sempre quis ter filhos com idades próximas. Queria que fossem os melhores amigos e para isso as brincadeiras e as vontades deveriam ser parecidas e, nada melhor do que terem pouca diferença de idades, pensei eu.
Acho que fiz muito bem! Eles adoram-se e gostam de estar juntos. Se o Kenzo não está, a Mia pergunta muito por ele, e para ele um pulo dela é o motivo de inúmeras gargalhadas.
Quando saí da maternidade, depois de uma cesariana pois o rapaz estava sentadinho no trono, vinha cheia de dores e os mimos que a minha filhota me pedia doíam ao dar e doíam se não desse… dá para compreender certo?? Mil vezes um parto normal! 
Nessa altura foi um pouco complicado, ter de tratar de duas crianças muito pequenas mas com diferentes necessidades torna-se complicado principalmente no pós parto e na altura da guerra hormonal. Estás numa fase em que necessitas de calma e as birras da tua filha, misturadas com os choros do teu filho deixam te de rastos… rastos em dose dupla! E até tive sorte pois os meus nunca foram muito chorosos comparando com estórias que ouvia por aí…
Depois vêm as papas de um à mesma hora dos cócós do outro… Não sabemos se devemos levar a comida para a casa de banho ou trazer o penico para a sala!  E por coincidência calha sempre á mesma hora!!! O adormecer de um e no minuto seguinte, quando pensavas que te ias sentar um pouco no sofá, o acordar do outro… e agora o banho em dose dupla para não ter de andar atrás do mais pequeno que só quer é andar a passear por todo o lado… Tudo vale, é preciso é descontração ;)
Apesar desta correria, é maravilhoso vê-los crescer com tanto carinho um pelo outro e sinto que realmente a minha aposta foi certa. 
O fato de serem muito pequenos faz com que ambos necessitem constantemente de nós para alguma coisa e o nosso tempo não chega para mais nada. Temos de abdicar das nossas vontades, descansos ou desejos mas agora que ele fez um ano e começa a interagir mais é tudo muito mais calmo e as rotinas já estão tão mecanizadas que às vezes chego ao fim do dia e penso… eu fiz isto tudo hoje???
E quando um vai para casa dos avós? Aí é que tudo parece diferente, tomar conta de um é TÃO FÁCIL! Mas a casa fica vazia...
Amo demais os meus filhos, não abdicaria de um minuto sequer do stress passado pois eles dão-me muitos mais minutos de felicidade. Não consigo descrever como me sinto quando à noite os coloco na minha cama e eles se enroscam um no outro pra dormir agarradinhos antes de os colocar nas suas respetivas camas. É tão bom ver esse carinho! 
Quero dizer às futuras mamãs que esperam o segundo filho e estão em pânico a pensar como vão gerir a sua vida, que somos guerreiras e temos mais força do que pensamos, vamos buscar forças não sei onde nos momentos mais complicados e conseguimos tudo a que nos propomos, e para que isso aconteça basta amarmos. E o amor de um filho é a coisa mais maravilhosa do mundo!
E se ajudar, pensem o mesmo que eu pensei… Ao fim de um ano tudo vai fica diferente e mais calmo! E não é que é verdade!!! Será que está na hora de ir ao TERCEIRO???  ;) 




Por Mónica Sofia - Empresária, modelo, música e... MÃE ;)

07.08.12

Hoje o nosso blog esteve no "VOCÊ NA TV"

Barriga Mendinha



Hoje a manhã foi nossa! O nosso Blogue e as nossas dúvidas como mamãs estiveram no "Você na TV" da Tvi. Eu e a Dra. Céu Santo estivemos na alegre cavaqueira sobre a temática e correu muito bem.  

Ah... Já agora (em tom de cusquice), não sei se sabiam mas a Joaninha Araújo, a assistente do programa, é tia do meu Afonso (irmã do Roger) e foi muito giro revermo-nos.
07.08.12

Dj Mummy

Barriga Mendinha


Assumo que tenho 20 minutos para escrever esta crónica. São 15:49 e combinei entregar o bebé às 4 na minha mãe (já me vou esticar no atraso que pode comprometer o resto do dia, tipo comboio de dominó em que uma peça leva todas as outras a cair. Sim é assim tão grave!!!). 

De seguida, vou rapidamente para casa escolher o kit da noite e fazer a mini mala de fim de semana, dar uma “limpeza” às músicas das pens, confirmar se os phones estão ou não OK e ainda tenho que ir buscar uns novos à Pionner - que têm andado meio perros, talvez já da kilometragem feita em parceria comigo aí pelas estradas de Portugal -, fazer um rápido download de 2 temas novos que comprei no Beatport, ligar ao pessoal do evento – para combinar umas boleias, as horas e os locais do encontro quando chegar o hotel de hoje, rezar para que o meu carro se aguente sem soluços de maior durante 270 km – que tem estado com os problemas eléctricos típicos dos seus já quase 200.000 km de rodagem. E que rodagem!!! 

Chegar, ligar à vovó Clara, saber como está o pirralho, dar a indicação tim tim por tim tim dos truques para o Afonso papar a sopa de cenoura que fiz antes de sair de Lisboa que o puto anda agora armado em caprichoso, tomar um duche maravilha (estes momentos nos hotéis têm, neste momento da minha vida um sabor muito especial, porque podem demorar um pouco mais do que 5 minutos), pintar as unhas de vermelho nos entretantos e enquanto secam as ditas e os meus caracóis “enremoinhados”, dar uns beijinhos ao meu namorado que felizmente me tem acompanhado por estar de férias, voltar a ligar para saber do sono e do banho, organizar o line up e dar uma última vista de olhos no computador, fazer o eyeliner, ligar para todos os quartos para confirmar que todos estão no lobby do hotel às 9 e meia (sim este evento também “é meu” organizo-o e faço a assessoria), descer perfumada e airosa, já com a certeza de que o anti-cerne cobre bem as olheiras de vários meses de noites com menos horas de sono do que me apeteciam realmente… e de me sinto pelo menos 1 ou 2 noites por semana giraça e catita. As noites em que a Mãe vira DJ, RP, figura pública ou afim. Eu gosto. Mas também gosto dos dias sem sono, em que refilo pela falta de tempo, em que o Afonso Luz se torna prioridade entre os meus trabalhos no estúdio, os meus textos e músicas no computador, em que as calças largas e as t-shirts tiram o lugar ao salto agulha e ao top glamouroso e em que a sopa de cenoura cuspida em cima de mim  sabe bem melhor que o meu Jameson - Ginger Alle de sábado à noite.

Bem, eu falei em 20 minutos. São agora 16:12. Hora de seguir para a Vida Airada. Hora de começar a azáfama profissional do fim de semana, despir um capa, vestir a outra e curtir a outra parte da vida. No fundo, não há bem outra parte, percebo eu agora. Ser mãe é isso mesmo. Sejas Dj, empresária, actriz, contabilista, agricultora ou até dona de casa. Ser Mãe está te no coração. E estejas onde e como estiveres, eles – os teus filhos, o Afonso e agora a Matilde que já está na minha barriga – estão contigo, no teu coração e na tua cabeça que, no fundo continua a ser a  mesma de sempre. A diferença é que a palavra “Multitasking” passa agora mesmo a fazer sentido. Se antes eu me sentia tantas pessoas e versões de mim mesma… agora acrescento a versão mais importante: a de ter um filho. 

Como me disse há tempos uma amiga: Agora és Mãe. Passaste a ser eterna! E assim, lhe dedico a vida e assim lhe dedico os meus sets, e assim lhe dedico a minha força, paciência, inspiração e  dinamismo !

Agora vou me pisgar. Estou mesmo super atrasada. 
02.08.12

Como manter o busto firme

Barriga Mendinha
O tamanho e o peso são as alterações que implicam cuidados redobrados durante a gravidez e o pós-parto. Por esse motivo, use o sutiã adequado e faça exercício na zona do peito. Tudo para impedir que as mamas se tornem flácidas e sejam invadidas pelas estrias.
O sonho de ter um peito robusto é comum a todas as mulheres, mas uma preocupação complementar na gravidez. Tudo por causa do aspecto, do tamanho e do peso da mama nesta fase da vida, bem como no pós-parto, ou seja, durante o período da amamentação.



Antes de mais, é fundamental optar por um sutiã adequado, uma vez que “o peso da mama, deve ser sustentado por alças largas e resistentes”, declara Célia Martins, enfermeira e responsável pelo Centro Kuantos Meses Care, em Lisboa. Além disso, é de salientar “a qualidade dos tecidos”, optando pelos “naturais e resistentes às lavagens”. As recomendações estendem-se ao período de amamentação, altura em que é inevitável adquirir sutiãs com um ou dois tamanhos acima dos usados nos últimos dois meses de gravidez.
Mas há mais no que toca aos cuidados a ter com o peito, de modo a mantê-lo firme! Graças à indústria da cosmética, saiba que “já existem linhas destinadas a grávidas que podem ser usados para esse efeito”, revela a nossa entrevistada. Mesmo assim, antes de adquirir qualquer produto, tem de consultar primeiro o especialista que a acompanha, “porque alguns contêm químicos que entram em circulação e chegam ao bebé, podendo ser nocivos ao desenvolvimento saudável do feto”, informa Célia Martins.


Dicas importantes:
- Aplique um creme gordo todos os dias 
Uma vez que o aumento do tamanho deixa, na generalidade dos casos, as futuras mamãs assustadas, o melhor é preparar-se para essa alteração o quanto antes. A finalidade é, portanto, não deixar marcas, ou seja, evitar a flacidez e o aparecimento das inestéticas estrias. “Sendo assim, é muito importante que a grávida realize cuidados de higiene diários”, após os quais deve aplicar um creme gordo em toda a mama, “para que a pele mantenha a elasticidade”, recomenda Célia Martins. No entanto, convém certificar-se que o produto usado é próprio para grávidas.
“Com o aproximar do parto – às 28, 30 semanas –, deverá preparar também a pele do mamilo para a amamentação”, a qual “consiste em massajar, a seco, o mamilo entre dois dedos”, declara a responsável do Centro Kuantos Meses Care. Após a massagem, que deve ser feita apenas uma vez por dia – porque se o fizer com regularidade, pode desencadear contracções –, hidrate o mamilo “com um creme próprio para o efeito”. Por volta das 37 semanas, Célia Martins dá luz verde “para intensificar estes exercícios”.
- Exercícios para pôr em prática
Mesmo as futuras mamãs mais preguiçosas podem efectuar os exercícios abaixo descritos, os quais, além de simples, “são muito eficazes na manutenção da mama, que podem ser praticados por todas as grávidas mesmo as que não podem deslocarem-se ao ginásio”, garante Célia Martins. Siga os exemplos:


1º exercício:
Com os  cotovelos alinhados, junte as mãos e faça força – de uma contra a outra. Conte até dez segundos e descontraia. Repita o exercício 20 vezes.
2º exercício:
Sentada, com as costas direitas, coloque os braços ao longo dos ombros e aponte as mãos para cima e depois para baixo. Repita o exercício 20 vezes.


Com a colaboração de Célia Martins
Enfermeira e responsável pelo Centro Kuantos Meses 

Pág. 2/2