Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Barriga Mendinha

Barriga Mendinha

Agora é que é à séria: ( Estou a fazer) 40... + 1 !

quicksquare_20171017225816182.jpg

 

Sim... porque ter 41... não é ter 40! Se os "enta" são O marco, o "+1" vem gritar-nos ao ouvido que "já está!! que " já não há volta a dar". Estás agora instalada naquela que é aquela idade estranha, dos "cotas", que sempre olhaste de lado, porque "não tinham onda", porque "não entendiam nada de nada", porque " lá para os 40... quando estiveres acabado para a vida".... era um discurso recorrente quando pensavas em algo muito Lá à frente, muito distante, muito impensável.. sim... porque Tu teres 40 e tal anos... -Ui!!... Nem daria para imaginal tal cena, como se fosse inimaginável e quase escandaloso amadurecer, mudar de estilo, ser mais paciente, querer dormir mais em vez de andar na borga, ter filhos, acordar e deitar cedo, ter responsabilidades sérias laborais.. ter rugas e uns quilitos a mais. -Ui... volto, eu à minha interjeição. Sim, porque a verdade verdadinha... é que já cá cheguei e já tenho até mais um e acaminho dos demais. I.N.C.R.Í.V.E.L, essa é que é essa...

 

Cheguei e sabem que mais? Não doi nada.. ( ainda ehehhe). Sinto me bem, muito bem. Embalada pela estranha ambiguidade do que vos descrevi em cima, mas bem. Aceito- me melhor, relativizo mais... Já não me importo tanto se dizem mal de mim não me conhecendo de lado nenhum ( e mesmo quando me conhecem, cada vez mais acredito que nada acontece por acaso que se os caminhos se afastaram é porque nada mais tinhamos a oferecer um ou uma ao outro/a), se tenho uns quilos a mais e me apontam o dedo por isso na revista... se entro num realitty show e sou ( Graças a Deus! ;)) expulsa na semana seguinte. Bem... não vou fazer demagogia, é claro que continuo com os sentimentos à flor da pele, que isso é do feitio mesmo e não da idade, mas pelo menos já sei viver sem sofrer, ansiosa, algumas situações que por si só não valem a pena "ser sofridas" se é que me entendem.

 

Ter 40... e 1 é aceitar o nosso passado e saber que o presente e o futuro têem que acentar na aprendizagem que temos vindo a fazer com os erros do dito. Rir das asneiradas que fizémos com orgulho, principalmente porque já nos safámos delas e ficámos com altas histórias para contar ( ou relembrar, se forem assim mesmo para o secretas.. e se eu as tenho, as desse capitulo ..).  É saber atenuar os nossos defeitos e exaltar as nossas qualidades. É "perder a vergonha" ( demorei mesmo muito tempo a chegar aqui, nem imaginam...). É saber que as amizades e os amores são muito importantes, mas mais importantes para sermos felizes somos nós mesmas e no meu caso, e acredito que  todas as mulheres com filhos pensem assim, também a vivência com a nossa descendência. ( mas atenção.. que mesmo assim... cada vez mais sei distinguir que não pode ser  só "através " deles que serei mais realizada ( Fazem parte do "bolo" mas no fundo, são só a cobertura, porque se o interior é ou não fofinho e gostoso, já só a nós mesmas o devemos...).

 

Se sinto diferenças para o negativo? Epá... não posso só florear as coisas... umas dores nas costas a mais do que tinha há uns aninhos, outras  no joelho quando me estico em horas de cansaço, um sono tremendo e falta de energia se não durmo bem ( esta coisa de ser DJ "das nights" e alterar rotinas de sono começa a pesar-me mais à séria), a pele um poco mais baça quando não descanso, menos flexibilidade e resistência. Epá... sou fixe, mas não sou a Super Mulher ;) Mas, a verdade é que há duas formas de lidar com isso: ou nos queixamos e deixamos deprimir com as mudanças ou nos tentamos tratar melhor e pensar mais positivamente a cada dia que passa. E é isso que eu tenho escolhido. Como melhor, deito me mais cedo, pratico desporto, cortei o cabelo e mudei de visual para um mais leve.... bem.... será que virei mesmo "cota", esta do "mais leve" é mesmo expressão à "cota" não é?? ahhahah!!! My God!! Olhem,  sabem que mais? Que seja... desde que seja uma "cota" fixe... Bring it on! O tempo não pára pois não? Por isso... mais vale assim... do que assado! 

 

"Tou certo(a) ou estou errado(a)?!... " ( e esta expressão do "sinhozinho Malta" quem se lembra? Só o pessoal dos 40,s certo??... ahahah. Mais uma cena engraçada, esta dos ícones geracionais. Olhem, podia ser pior ..;))