Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Barriga Mendinha

Barriga Mendinha

Finalmente a divertida sessão fotográfica de Natal...

Finalmente posso mostrar vos a sessão de fotografias de Natal, que aqui os Mendinhos fizeram com a fotógrafa Joana Luís Fotografia.

 

Um fim de tarde, depois da escola, com todos muito cansados mas cheios de vontade de fazer esta sessão. Entre birras e miminhos ( e não são basicamente assim todos os fim de tarde com miúdos, enquanto tentamos tratar da casa e dos afazeres e ainda lhes dar atençao e ter a cabeça no sítio?..), lá conseguimos uns quantos momentos registos de captar em memória. Ora bem, partilho agora esta sessão cujo resultado tanto gostei e que representam a união familiar e o amor que nos une..._MG_6997.jpg

_MG_6976.jpg

_MG_7002.jpg

_MG_7005.jpg

_MG_7009.jpg

_MG_7013.jpg_MG_7041.jpg

_MG_7019.jpg

_MG_7026.jpg

 

_MG_7070.jpg

 

 

 

Aos recomeços! E comecemos... por aqui!

thumb_GB6A5274_1024.jpg

 

Recomeços. Gosto muito. E acredito piamente neles... nem que já saiba, que estes ciclos dependem totalmente de nós...

 

Principalmente quando me sinto, assim dotada de todas as forças do mundo.... até aquelas que me impelem a ter tempo,vontade, brio e amor... para resgatar o meu/nosso Barriga Mendinha. Ah yé!!!...

 

Um recomeço calmo mas intenso como o que transmite esta foto em que a fotógrafa Paula Bollinger, tão bem captou uma parte de mim... serena, clean, esperançosa, sonhadoras mas forte. Como mostra o meu olhar desafiante e maroto. Uma Rita que é ainda, em tantas situações uma ingénua e limpa tela em branco e que se entusiasma ao imaginar ao pormenor as primeiras pindeladas... ( neste caso o retorno do som das teclas do computador ineterrupto e entusiasta...).

 

Ainda ontem, estive a responder a uma entrevista para a revista Zen Energy, da qual, orgulhosamente serei capa, no próximo mês e respondi, assim, quando se referenciou o blog:

 

E... "Como está a correr o seu blogue, Barriga Mendinha?" - perguntavam eles...

 

E respondia eu:

 

"É outro bebé que tenho. “Nasceu” na gravidez da Matita e tem acompanhando a minha vida, desde então. Como sou eu que faço a sua gestão, totalmente sozinha, também tenho momentos em que escrevo mais ativamente, por estar mais disponível... E outros em que me culpo a mim mesma, por não lhe estar a conseguir dar a atenção que queria. E as seguidoras não me deixam fazê-lo, abandoná-lo... Começam a mandar-me mensagens, pedem opiniões, textos, ajudas... E isso faz com que me foque, de novo, com todo o amor e dedicação. O Blogue foi a plataforma que mostrou uma faceta de mim, que poucos (e às vezes até eu...) conheciam de mim mesma e é onde posso ser eu mesma, tendo um público que me respeita e que eu respeito muito também. E aqui entre nós... Mesmo com os altos e baixos que tem sofrido... Acredito que a marca “Barriga Mendinha” ainda dará muitas cartas e trará muitas surpresas..."

 

Por isso... vamos lá!  Tanta coisa a acontecer no meu mundo... no dos meus Mendinhos... tanta coisa a acontecer no "grande mundo lá de fora" que me apetece voltar a comentar, teorizar, opinar sobre... tanta partilha sobre mim mesma, sobre os meus hábitos,  as minhas atividades, passeatas, modas, tendências de lifestyle, músicas, gentes e afins..." que vão voltar aí em grande. Sim... porque a minha Barriga Mendinha é e continuará a ser, já não só parte do meu corpo e da minha alma... mas também uma Barriga "do povo", ou antes do meu público que tanto amo!

 

Bora lá, atacar este rentrée com toda a garra... e preparem-se para novas rúbricas, passatempos, novidades e parceiros! Vamos lá conseguir, de novo gerir as carreiras diferentes e sui generis que tenho, os horários malucos, o cansaço, a maternidade, os cozinhados, a música, as reuniões, a família, os desgostos e as felicidades.... Ufff.... com vocês, desse lado... tudo é possivel e enriquecedor, sabiam?

 

O blog também está com um look mais simples. Ao querer descomplicar, estou no caminho certo, no do foco. Aplica-se ao layout do nosso Barriga Mendinha... mas também à vida real. Repararam nas diferenças do template, estética, tipo de letra e cores do blog?...

 

Por aqui...estou feliz. Espero que vocês também. Por isso aproveitem e deêm-me o vosso feed back sobre o blog, façam-se subscritoras(es), comentem no blog e no facebook, mostrem-se ativas(os)... como eu estou a fazer convosco. Falem-me sobre temas e ideias aqui para o nosso espaço e como é que este cantinho vos toca, ajuda e entretem. Só me darão toda a força para continuar, no meio de uma vida, que por vezes... me sai a mim mesma de controlo e onde vou precisando de algumas "palmadinhas nas costas" e mimos para me sentir necessária e importante na vida de alguém <3

 

Aos recomeços. E comecemos, então, por aqui!

 

"Setembremo-nos"! Neste mês 10... vai começar uma (ou muitas) nova etapa!

Meninos viciados em tabaco...

Tudo isto é para nós, ocidentais, surreal, eu, pelo menos, fiquei estupefacta ao ver estas imagens...

O sinal de que as diferenças culturais quando são fortes e muitas, fazem mesmo com que os principios com que vivamos  sejam mesmo outros. Quero acreditar que os pais que amam estes filhos, acham que o tabaco lhes faz tanto mal... como por exemplo, nós, achamos que fazem os doces. E continuamos a dá-los. Será uma comparação viável?

MarlboroBoys_Ex.jpg

 

IIllham Muhamad tem 8 anos. Todos os dias,a  sua avó precisa lhe dar dinheiro para que ele vá até uma lojinha perto de casa. Se ela nega, ele esperneia, faz um escândalo. Mas não é chocolate, revistas, chupas. São.. cigarros, de verdade. Para eles próprio, não para os pais ou amigos mais velhos... Fumador desde os 5 anos, ele faz parte da fatia de clientes da indústria do tabaco que mais cresce na Indonésia: as crianças, que chegam a fumar dois maços diários. Meu Deus!

criancas-fumantes.jpg

 

 

Nos últimos 20 anos, o número de crianças indonésias entre 10 e 14 anos que fumam dobrou. Já os fumadores na faixa dos 5 a 9 anos triplicaram. Apesar de parecer completamente impensável, para nós ocidentais, que temos consciência de todos os malefícios dos cigarros, ver crianças a fumar é perfeitamente normal por lá. Existem regras que proíbem a venda de cigarro para menores, mas que não são respeitadas, claro. Comprar um maço de cigarros é mais fácil e barato que comprar um refrigerante, imaginem...

criancas-fumantes3.jpg

 

A Indonésia é o quinto maior consumidor de tabaco no mundo e por lá a indústria do cigarro tem fortes conexões com o governo, tornando a luta contra o fumo difícil – para não dizer impossível. Chocada com essa realidade, a fotógrafa canadense Michele Siu registrou a vida desses garotos na série de fotos “Marlboro Boys”.

Chocante. Imagens fortes e perturbadoras. ( E principalmente para uma pessoa que como eu, nunca fumou, ainda mais...)

criancas-fumantes4.jpg

 

criancas-fumantes5.jpg

 

criancas-fumantes6.jpg

 

criancas-fumantes7.jpg

criancas-fumantes8.jpg

criancas-fumantes9.jpg

criancas-fumantes10.jpg

criancas-fumantes11.jpg

 

 

 

 

 

 

As minhas / nossas férias vão ser para todos os gostos ;)

  20150812_184054.jpg

 20150812_184413 (1).jpg

Partimos no início da semana e vamos andar os quatro por aí, um pouco sem destino, mesmo tendo o destino traçado.... Desde a casa de família, passando pelo hostal do amigo, a uns dias na autocaravana vintage e acabando num resort 5 estrelas. Muita praia, algum campo, muita comezaina, muita atividade, família e amigos... e ainda....alguns pores do sol e noites "longas" ( à meia noite já estou KO) a comer gelados ou a passear ao luar no areal... Bem e a tentar namorar uns minutinhos que consigamos fugir à sucapa, para ver o mar ou apanhar uma brisa nas dunas...

20150814_173742.jpg 20150814_172809.jpg

Querem férias mais diversificadas e loucas (por ser em família, claro...) que estas? Mesmo à Mendinha. Agora imaginem fazer as malas para isto tudo. 3 semanas ... do pé de chinelo ao chique chiquinho... Bem.. dor de cabeça... mas tudo se faz, acreditem...

 

Pelo caminho ainda tocarei mais duas vezes (em Aveiro e no Algarve) e juro que tentarei ir fazendo uns posts giros ;) Até porque tenho muita roupa nova para vos mostrar (como estes fatos de banho matchy machy da MARIA CONCHA e lacinho de cabelo da LEMON HAIR LOVERS) e... claro... muitas historietas para vos ir contando.

20150814_181053.jpg20150814_172455.jpg20150814_172352.jpg

20150814_172322.jpg

Por estes dias temos estado entre Peniche e o Baleal e tem sido maravilhoso. Acho que cansativo quase até à exaustão não conta, pronto.. é que com dois miúdos, um marido, uma irmã , um pai e um cão.. todos esgroviados da cabeça, não é uma opção, é uma constatação:) Olhem a nossa cara, depois de um dia inteiro de praia com a família toda... muito cansados, muito felizes... lol...

20150814_192934.jpg

Não tenho tido muita oportunidade para escrever. Nenhuma das "criaturas" me deixa em paz um minuto e ainda por cima, com a excitação das férias adormecem quase tão tarde como eu... e por isso, escrever... nicles batatóides. Por isso, desculpem-me se não for muito regular. ok?

 

Beijinhos solidários e a todas  as mamãs e papás que andam por aí de "férias" ( eu acho que é mais um período de ATL entre pais e filhos.. onde não paramos um minuto mas criamos memórias maravilhosas e nos divertimos imenso....).

 

"Vemo-nos" por aí, em alguma esquina deste nosso país encantador! ;)

A rotina caótica das famílias com criançada!

Famílias perfeitas? Blahhh! Não queremos nada disso! Se a Alegria habitar na casa, então a Felicidade também reside aí.

 

Muitas vezes o que vemos na net, em blogs e páginas de face todas  pipis são imagens de pais felizes ao lado de crianças "irritantemente" bem comportadas , mas a verdade verdadinha, meus amores éessas fotos estão longe de representar a realidade. E vocês sabem disso, ou não ? ;)

 

 

A fotógrafa Danielle Guenther encontrou uma maneira diferente de retratar as famílias modernas. Mãe de uma criança de 5 anos, ela conhece bem as aventuras pelas quais os pais passam no di-a -dia e decidiu registrá-las numa série fotográfica giríssima  que representa essa fase da infância no seio familiar, repleta de muito humor. E claro.. Amor...

 

Depois de postar algumas destas imagens na própria página do Facebook, Danielle passou a receber pedidos de outros pais, interessados em registrar sua rotina caótica, o que deu início à divertida série de fotografias que você vê a seguir.

 

Eu, que vivo um pouco disto todos os dias, adorei!! E vocês?

foto1

foto2

foto3

foto4

foto5

foto6

foto7

foto8

foto9

foto10

foto11

Todas as fotos © Danielle Guenther Veja mais sobre o trabalho da fotógrafa aqui.

Meninas Guerreiras, um conceito que quebra com esteriotipos...

Normalmente, as meninas são mais apontadas pela sua beleza, feminilidade e delicadeza do que.... pela força.

 

 

São vestidas der cor de rosa e laços nos cabelos – como se fossem “princesinhas”, ou numa versão mais "trendy" alinhadas com as tendências da moda que as mães acompanham.

 

A fotógrafa americana Kate Parker, é mãe de duas meninas e.. tem uma perspetiva muito diferente ( e brutal!) da coisa e por isso mesmo, criou a série “Strong Is The New Pretty” (“Força é a Nova Beleza“, em português) para quebrar com esse paradigma, de que meninas devam ser notadas simplesmente pela sua aparência física, especialmente se ela for frágil.

 

A fotógrafa, afirma orgulhar-se de suas filhas  e do seu aspeto u pouco fora desse esteriotipo. A Ella te 9 anos e a Alice, 6  e mãe decidiu fotografá-las da forma como efetivamente as vê: como sendo umas belas guerreiras.

 

Parker criou este trabalho para mostrar a coragem, a força e a beleza natural das meninas e da mulher em geral. “As minhas meninas sabem que elas são perfeitas exatamente da maneira que são: aventureiras, felizes, atléticas e engraçadas. Elas não precisam ter o cabelo penteadinho,as roupas a combinar ou estarem limpas o tempo todo. Serem fortes é o suficiente. “ ( Ai como isto assenta bem na mimha pequena Matilde Estrela... chamo-lhe Princesa Rebelde por isso mesmo, sabiam?)

 

Parker também criou uma série de fotos fascinantes de um grupo de miúdinhas do ensino básicono estado de Georgia, EUA, que desafia questões de géneros pelo fato de meninas praticarem um desporto considerado masculino. No seu site, a fotógrafa explica: “Eu prefiro o casual, os erros, o imperfeito, os sorrisos sem dentes, os joelhos esfolados e o cabelo despenteado”.

 

Olé!!! Bora ver? Eu adorei! E vocês?

filha 15

filha 16

filha 17

filha 19

filha 01

filha 09

filha 10

filha 11

filha 12

filha 13

filha 14

filha 02

filha 03

filha 04

filha 05

filha 06

filha 07

filha 20

filha 21

filha 22

filha 23

filha 24

futebol

Todas as fotos © Kate Parker

 

Como as crianças maquilhariam a sua mãe

Sabe, quem quer parecer mais perfeita.. que fazer uma make up sem parecer apalhaçada não é mesmo tarefa facil.. Não exagerar aqui, colocar os tons certos ali... e parecer o mais natural possível não é? Mas há tarefas ainda mais difíceis...Passar um delineador com destreza, aplicar a base uniformemente e acertar na cor das sombras é dose:).

 

A experi~encia que se segue, não se baseia, no entanto, no que nós, adultos, achamos que é bonito... mas sim as crianças. Para elas o bonito não está na subtileza ou perefeião, mas sim na explosão de cores. Querem provas?

 

A fotógrafa canadiana Heise decidiu debruçar-se sobre o tema "beleza" e tentou resgatar o conceito que tinha sobre isso na infância ao convidar um grupo de mães e suas filhas, todas com idade de 4 a 5 anos, para uma sessão de maquihagem e fotos. O detalhe é que a maquilhadora não seria a mãe, mas sim a menina.

 

Munidas de um poderoso kit de maquiagem, as crianças tiveram total liberdade para deixar as suas mães mais bonitas – e o bonito, no caso, saiu completamente diferente do conceito padrão.

 

Esse projeto foi inspirado nas minhas tentativas de enxergar a beleza da forma como eu a via quando criança”, explicou a fotógrafa sobre a série, intitulada #Daughterdoesmymakeup. Olheiras e marquinhas não foram escondidas pela maquilhagem, esqueçam lá isso... mas com certeza elas ficaram lindas... aos olhos das filhas <3

 

Vejam as fotos, que máximo, acho que um dia vou deixar a Matita exercitar assim a sua "arte" em mim:

Heise1

Heise2

Heise3

Heise4

Heise5

Heise6

Heise7

Heise8

Heise9

Heise0

all rights reserved www.heisephoto.com Elly Heise Photography

maquiagem-criancas4

 

all rights reserved www.heisephoto.com Elly Heise Photography

maquiagem-criancas7

all rights reserved www.heisephoto.com Elly Heise Photography

Todas as fotos © Heise Photo

 

Os animais merecem o melhor que as nossas famílias têm...

Domingo passado foi um dia diferente para muita gente. Gente que normalmente tem a semana cheia de afazeres e para quem o fim de semana costuma ser sagrado.. e decidiu passá-lo assim. A fotografar com animais que vivem numa instituição, esperando ser adotados. Porque o assunto nos sensibiliza mesmo..

 

A associação beneficiada, quem são e o que fazem?

A Associação Movimento Movido a 4 Patas é um Movimento que ajuda outras associações e familias carenciadas pelo país fora, famílias que não conseguem tratar dos seus animais, devido a situações de pobreza ou doença. As maiores preocupações baseiam-se na alimentação, principalmente dos cães, e nos cuidados veterinários, essencialmente nos tratamentos dos animais com doenças crónicas e nas suas esterilizações e castrações.

 

No fundo esta campanha foi a tentativa de acabar com os animais "fantasma" das associações. Dar-lhes caras. Ou antes... focinhos ;) e nomes, e personalidades. Cada animal é um animal, com a sua própria história e caminho (os seis que apareceçam no domingo vieram da Azambuja.. da Associação Abrigo que alberga 140 animais imaginem...)

 

As fotos feitas pela fantástica Tânia Neves são estas.

Os animais, escolhidos para representar tantos outros nas mesmas condições são estes. Uns já foram adotados. Outros ainda procuram um dono.

 

 

A minha família (Hugo, Matilde Estrela, Afonso Luz, a mana Mariana e o cunhado Bernardo) com a Kika e as duas Ninas 

 

A Kika, a cadela que me apaixonou (Ai meu Deus, não fosse a vida de viagens constantes que faço.. e tinha-a trazido connosco...)

 

 O ator Ricardo Carriço com a linda cadela Flor

 

 A atriz Sofia Ribeiro adorou o galgo Nico

 

O Chefe de cozinha Victor Hugo com a Mina e a Nina

 

A Laya, o Guigui e o ator e empresário Pedro Martin

 

 O manequim Pedro Guedes, a filhota Gabriela e a layla, que entretanto já encontrou uma casa nova!

 

O Xuxú fou adotado depois desta foto com o Ricardo Guedes

 

 

Beijinhos.... e bem haja quem ajuda estes e outros animais.

Grata por fazer parte deta campanha <3 è nestas alturas que é bom ser figura pública...

Rosa vs Azul. Que impressionante o que o "mundo nos vende"...

A fotógrafa sul-coreana JeongMee Yoon começou seu projeto “The Pink and Blue Project”depois que percebeu que sua filha, então com 5 anos, queria vestir-se e brincar exclusivamente com roupas e brinquedos da cor rosa.

 

Isso fez com que ela desse conta do poder que o marketing tem na difusão do gênero específico, não abrindo margem a quaisquer novas possibilidades, o que faz com que rosa seja para meninas e o azul para meninos. (a vantagem de ter, como eu um menino e uma menina... é que começa a haver lugar a muitos verdes, amarelos, laranja... cores que não se colam só à sexualidade dos babies)

 

Para mostrar essa disparidade e evidenciar o quanto isso reflete no entendimento de identidade dos pequenos, a fotógrafa começou a registrar os quartos de crianças sul-coreanas e americanas posando com tudo que tinham na cor rosa ou azul. O resultado está nas fotos abaixo e é impressionante:

 

Alexandra and Her Pink Things_m

Dayeun and Her Pink Things_m (1)

Ethan and His Blue Things_m

Hojun and His Blue Things_m

Jake and His Blue Things_m

Kara and Her Pink Things_m

Sehyun and Her Pink Things_m

Seowoo and Her Pink Things_m

Steve and His Blue Things_m

Sunjae_Seungjae and His Blue Things_m

Yeachan and His Blue Things_m

Lola and Her Pink & Purple Things_m

Jimin and His Blue Things_m

Emily and Her Pink Things_m

Jeeyoo and Her Pink Thing_m

 

Pais de primeira viagem... minutos após receber o filho

O minuto em que seu filho chega ao mundo é o minuto em que a sua vida muda de uma vez por todas, para sempre.

 

Quando um bebê nasce, na maioria das vezes estamos mais interessados em saber da mãe e do recém nascido: como estão, novidades, fotos, sentimentos.

 

Mas e os pais de primeira viagem? Qual é a reação de um pai num momento desses? Embora a experiência, para eles, não seja física, com certeza o turbilhão de pensamentos e emoções desses caras não deveria ser ignorado.

 

O fotógrafo Dave Young resolveu retratar em Londres, nos bairros de Chelsea e Westminster, durante 3 noites, as reações dos novos pais, minutos após seus filhos terem nascido.

 

Fotos espontâneas que retratam a emoção, o choque, o medo, a alegria e o que mais se sente quando percebe que finalmente seu filho(a) chegou ao mundo.

 

A série de fotos é uma iniciativa do The Book of Everyone, um site que faz impressão de fotos e álbuns para comemorar o Dia do Pai, que e, Inglaterra se celebra no dia 15 de Junho, sabiam?

 

As imagens abaixo são a expressão de todas as emoções que um homem sente ao saber que colocou uma criança no mundo. Lindo!

 

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image