Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Barriga Mendinha

Barriga Mendinha

Os manos na mesma escola e o meu coração a transbordar de felicidade

Começaram as aulas. E os meus meninos, voltaram a estar na mesma escola.

21557587_1400835433319483_6385739130392419819_n.jp

 Pode parecer estranho para quem, isso, sempre foi o óbvio, com os seus filhos, fazerem um caminho curricular lado a lado, mas para mim, que por variadas razões ( monetárias, familiares, de localização) tem sido uma luta esta decisão e concretização... estes primeiros dia em que "a coisa" está efetivamente a acontecer, estão a ser de uma alegria que me enche de tal forma, que se torna difícil explicar. Mais ainda, por serem filhos de pais diferentes e por isso, muitas vezes a nossa família nuclear se "desmembrar" com um cá e outro "lá"....

 

Chegar à escola e dar de caras com os manos, a brincar no recreio, ele a ajudá-la a subir a uma estrutura de trepar que existe na areia, cúmplices, orgulhosos por mostrar aos outros meninos a força e confiança que ter um irmão por perto, lhes dá... Oh God! Que doces! Que feliz e completa me sinto...

21432938_1400816686654691_3343462557221116925_n.jp

Apesar de eu ter uma irmã, ela só chegou à minha vida, aos meus quase 15 anos... o que sempre fez de mim uma "filha única com uma irmã" se é que me percebem. Toda a minha infância, vivi sem crianças ( nem primos tinha), sem irmãos.. e sonhando sempre com essa cumplicidade única que se consegue com um irmão com idade próxima à nossa. Mesmo que por vezes, também com muita embirrice à mistura, mas que tabém faz parte... Talvez por isso, por este meu desejo de companhia e companheirismo que sempre acompanhou a minha meninice, tenha insistido tanto no fato de os desejar juntos, a caminhar lado a lado, a criar o mesmo circuito de amigos ( os miúdos nesta escola são relativamente poucos e todas as idades interagem no recreio, além disso há muitos irmãos em turmas diferentes, o que ainda torna este espaço académico mais único e familiar, algo que tanto procurei para eles).

 IMG_20170912_225557.jpg

A Matita apesar de falar ainda muitas vezes na escolinha antiga ( a creche que tanto gostámos e a fez feliz durante 2 anos), parece estar a adaptar-se muito bem à sua sala dos "crescidos" de 5 anos. O Afonso, senhor do alto da sua 2a classe, a adorar reencontrar amigos e professores. A Mãe feliz com este reeínicio de rotinas, apesar de agora... ter mais uma lancheira para organizar e cozinhar de véspera ( todos os dias preparo as refeições e os dois lanches do dia), mais birras de manhã ( Como vamos para mais longe, temos que acordar um pouco mais cedo e tenho que ser sempre eu a levar os dois), mais ginástica no orçamento familiar ( opções e prioridades bem definidas onde muitas vezes nos deixamos de lado, pela decisão de manter os dois filhos no ensino particular) e... um caminho cheio de gritinhos, conversas, birras, risadas, histórias, palermices... agora.. com os dois!! Mais um dos momentos que nos vamos para sempre lembrar, estes caminhos matinais que têm de tudo um pouca, mas especialmente tempo bem "gasto" entre família. Há lá melhor que isso, minha gente? Não há, pois não? ( mesmo que com esta opção, o meu carro continue esmurrado e não me veja a fazer viagens em lazer nos próximos anos loolll... não... o dinheiro não estica e sim.. " não dá para tudo", mas se eu decidir que o meu "quase tudo " são eles e é aí que prefiro aplicar o que vou tendo... quem me pode apontar o dedo?...)

 

Beijinho a todos... aproveitando para desejar um bom ano lectivo para todos desse lado! Sejam felizes nesse vosso percurso, façam as escolhas que puderem e que vos forem no coração e aproveitem para reviver os vossos tempos de escola ( eu faço-o muito) com os vossos miúdos. O tempo não volta atrás... e o tempo.. é agora!

 

 

 

1 comentário

Comentar post