Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Barriga Mendinha

Barriga Mendinha

Antes era assim...

Filhos meus:  Sei, que tantos anos depois pode ser difícil ter a noção do peso que a palavra Liberdade carrega e o que ela significa na realidade. E o que foi o tal de "25 de Abril" afinal...

 

E explicar-vos que  a Liberdade não é um dado adquirido é mesmo complicado ( e olhem que não é só estar fora da prisão, porque há muitas prisões... que não têm grades)... Até para nós, crescidos, às vezes o é, quanto mais para vocês. Mas cá vai...

 

Foi há 40 anos atrás que os portugueses alcançaram a liberdade deles. Sim, os portugueses.. aqueles do Cristiano Ronaldo (lol)...

 

 

E antes disso, as coisas eram assim:

 

Falar demais e em grupo podia ser perigoso, rir alto e com gosto podia gerar castigo (porque as piadas têm sempre conotações e interpretações), ter ideias, ser criativo era pólvora prestes a explodir.

 

Antes, não se podia escrever nem desenhar tudo o que apetecia às pessoa.

 

Antes, o "Amor" era escolhido pelos interesses e por isso, no fundo não era Amor.

 

Antes, o carinho não podia ser manifestado nas ruas com beijinhos e abraços.

 

Antes, sonhar alto podia ser a "morte do artista", que tinha que podar as suas ideias para poder sobreviver da sua arte.

 

Antes, querer viver fora do país era impossível para quase todos.

 

Antes, estar na rua até muito tarde era proibido (sair à noite, como hoje em dia, entao era impensável senão eras visto como marginal).

 

Antes, a palavra Proibido era uma das palavras mais usadas do dicionário , mais do que palavras tão importantes como Amar, Aprender, Saber, Respeitar, Sonhar ou Inovar. Aquelas que, a meu ver, fazem um povo andar para a frente com consistência.

 

Antes, as pessoas viviam com medo dos "polícias" que muitas vezes não sabiam bem o que faziam.. mas faziam na mesma, porque os mandavam fazer. E "mandar" e "obedecer" eram lei para a sobrevivência da maioria.

 

Passaram muitos anos, é verdade. E agora já não é assim. Podemos escolher o queremos ser, fazer e como fazê-lo. Mas a Liberdade também é difícil, acreditem, não são só alegrias.

 

É dificil ser livre, porque para isso, precisamos ser responsáveis. Não ter quem mande em nós, exige mais das próprias pessoas mas também lhes oferece a hipótese de ser alegre e realizado por mérito próprio. E quando isso acontece, não temos ninguém a "culpar". E o contrário também (quando as coisas não nos correm bem)...

 

Foi isso, que faz hoje 40 anos... um grupo de pessoas conseguiu conquistar. Essa hipótese de ser quem queremos ser. E a esses senhores, temos que estar agradecidos. Por causa deste dia, o tal 25 de Abril... hoje podemos brincar, escolher, gritar e até ser um pouco loucos.

 

Agora filhos, também vos digo... que estes 40 anos, fizeram dessa liberdade conquistada algo que está menos bonito a cada dia que passa e isso entristesse muitos.. acho que as pessoas se esqueceram disto tudo que eu vos contei aqui. E fazem muitas asneiras, porque sabem que "podem"... 

 

Ser Livre é mesmo muito especial e há muitos meninos e crescidos noutros países que ainda vivem com medo de ser quem são e de ser castigados... E por isso deviamos todos agradecer cada dia bonito que vivemos e em que nos é permitido escolher o nosso caminho. Algo que devia ser feito em consciência e não à "balda"como tantas  o vezes é...

 

Meus filhos, espero, durante esta vossa fase de infância e adolescência conseguir passar-vos os valores como os que vos falo aqui e fazer-vos perceber que devemos muitos beijinhos e agradecimentos a pessoas como a Avó Clara, o Avô João, o Avô Mário, o Tio Luís e tantos outros... que quando eram novinhos (mais novinhos que a Mãe...)  lutaram por um mundo melhor para os filhos e netos, que somos nós.

 

Obrigada. Antes era assim como vos contei.

 

 

E depois? Como será daqui a uns anos ?

 

O depois vai depender de nós. E de vocês. Principalmente de vocês. Mas para continuarmos a lutar por um mundo e país melhor ( e tanto que precisamos de um novo brilho!).. Vocês têm mesmo que, nos vossos corações ainda puros de criança, conseguir entender um bocadinho e respeitar este nosso passado, abrindo os olhos para um mundo que é assim, inesperado... tudo o que temos hoje, podemos não ter amanhã, porque o que era ontem... também já não o é hoje..

 

É por isso, meu amores, meus filhos, meus herdeiros de corpo, alma e princípios... que gostava de vos pedir que podessem dar valor a esta História que é a nossa. A do nosso país.

 

A política não é para aqui chamada, os valores sim. Não me apetece falar das coisas más, nem de regimes, nem de gente que aproveitou mal a democracia, a tal Liberdade de que falei. Apetece-me que percebam... que somos, apesar de tudo,  uns sortudos. Porquê? Por duas coisas muito simples e muito importantes. Mas algo que não existia antes: o acabar do Medo e a  existência da nossa Liberdade de Escolha ...

 

E eu, mesmo no meio de tantas dificuldades escolho sempre... ter Esperança!

 

 

1 comentário

Comentar post