Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Barriga Mendinha

Barriga Mendinha

O circo tradicional

Bem, então é assim... opinião nua  e crua...

 

Fui ao circo com o Afonso. O Avô Caetano arranjou-nos bilhetes e.... lá fui eu a mais um programa com o Afonso Luz e ... à vigésima tentativa de gostar de circo... tradicional.

 

Ele gostou. Acho (apesar de querer ver leões e terem aparecido tigres..). Eu não... Não do programa, que é sempre bom fazê-los com os nossos babies, mas do espetáculo. O meu olho clínico de quem faz eventos, de quem tem uma estética muito própria, de quem cada vez menos gosta de magotes de gente excitada, de quem gosta do circo no conceito lato, mas na prática só uma ou duas vezes o apreciou mesmo.

 

Pois, thats  the question...  

 

Não sou fundamentalista. Aliás, não o sou em nada, por isso aqui não seria a exceção. No entanto não gosto muito, pronto. Ainda para mais nas condições do de hoje. Um circo Chen cheio a abarratar até ás costuras da tenda e... com 50 graus lá dentro.

 

A filosofia é consumista até à última ( vender pipocas, fotos, bandeletes e espadas luminosas e os miúdos, claro... a pedir, a pedir, a pedir)...

 

Depois, last but not the least (mesmo, porque acho que é o que me incomoda maioritariamente...)... a "velha" questão dos animais. Podem dizer-me que são muito bem tratados e tal... mas mesmo se assim o fossem, nada disso me convencia, na mesma. Ver focas num ambiente quentíssimo, os felinos completamente "grogues", os dormedários armados em "citadinos", epá.. mete-me efetivamente muita confusão...

 

 

 

 

 

Por isso é que vos disse que o circo TRADICIONAL não é mesmo a minha onda. O circo contemporâneo sim, já me é mais querido ( aí não se usam animais e as artes performativas a que estamos habituados nos espetáculos clássicos são mais aperfeiçoados, elevando os números circences a momentos muito mais teatrais e com uma estética muito própria ). Até porque para quem não sabe, fui durante 2 anos relações públicas do Chapitô, a escola de circo de circo mais próxima do que estou a falar, que existe em Portugal... e um projeto global, que me é especialmente querido... e onde "aprendi" sensorialmente o que devia ser o circo de que gosto.

 

Enfim... apeteceu-me o desabafo, porque venho ainda zonza de tanta confusão, cheiro a pipopa e "Feira Popular" (ui.... sobre esta "nova" feira popular ainda nem vou falar porque vai dar pano para mangas noutro post que vou preparar), mas nada disso invalida que tenha gostado muito. Da tarde. De estar num programa "a dois" com o meu filho e de... por exemplo ter apreciado também algo, que costumo achar muito mauzinho... O Palhaço. O Palhaço de hoje tinha um toque diferente, uma fisicalidade ótima, uma frescura muito... contemporânea, lá está...

 

E pronto tenho dito.

 

Mas também como acho que sou a única da família com esta postura e como os Chens e Cardinalis da vida, fazem parte da magia e tradição do Natal há anos e anos... e porque os meus filhos têm 3 e 1 ano... bem, acho que ainda tenho muitos anos pela frente para apanhar estas "charopadas"... Também não me "furam a tripa" não é?  Só me enjoam um bocadinho Lol...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

GOSTO :

 

 

Das Cores

 

Das inspirações estéticas, principalmente de Moda  que se tirou do circo

 

Da tenda (quando não estão 50º lá dentro...)

 

Das pipocas e do algodão doce

 

Dos ginastas, trapezistas e afins quando os números não são "aquele chapa 5"

 

 

 

 

NÃO GOSTO:

 

Do fato de existirem animais no Show. Acho-os muito queridos mas para vê-los na National Geografic e não fora do seu habitat natural à mercê das regras humanas.

 

Do consumismo associado

 

De roçar muito o ambiente e os artistas de espetáculos pimba

 

O som extremamente alto a furar-nos os tímpanos

 

O pouco "jeitinho" para a representação da maioria dos artistas, mesmo sendo muito bons no resto...