Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Barriga Mendinha

Barriga Mendinha

SER MÃE: Tânia Ribas de Oliveira



Para além de ser apresentadora do "Portugal do Coração" da RTP e uma das "namoradinhas de Portugal", a Tânia é minha amiga desde há muitos anos. E temos tantas coincidências giras nas nossas vidas:

Nascemos ambas nos dias 18 (ela de Junho e eu de Outubro) do mesmo ano: 1976. E numa clínica que já não existe, a "Clínica de S. Gabriel", em Arroios, Lisboa. Quase, quase nos cruzámos nos berçários nos gugús dadás da vida...

Mas mais tarde, fomos colegas de Faculdade no curso de Sociologia do Trabalho, ambas trabalhamos em televisão e ambas estivemos grávidas na mesma altura.

Ela ainda está de barriguinha, e o seu Tomás irá nascer em Dezembro, dois meses depois da minha Matilde.

Enfim, coincidências e caminhos paralelos à parte, a verdade é que a considero muito como profissional e pessoa e tenho muito orgulho em  tê-la, na pele de uma grávida activa, resplandescente e feliz, nesta minha Flash Interview sobre...


SER MÃE...


1- A vontade de ser Mãe apanhou-te de surpresa ou, como mulher, sempre pensaste nisso?

Sempre pensei nisso... Mas ia adiando sem, no entanto, ter grandes motivos para isso! Quando eu e o João decidimos que tinha chegado o momento, foi muito rápido, felizmente!

2 - A altura de engravidar tem que ser a ideal ou o ideal "cria-se" a partir do momento que se sabe que se espera um filho?

Eu acho que cada casal é um mundo e tudo depende da vida de cada um. Acredito que o mais importante seja desejar muito ter um filho, mas também é importante que haja o mínimo de condições financeiras para isso.

3- Qual a TUA definição de ser Mãe?

É o maior amor que se pode sentir, não é? É incondicional e eterno... Eu ainda não vi o meu bebé, mas já é o coração que mais amo no mundo.


4- Consegues transmitir em palavras as emoções que sentiste e foste sentindo quando soubeste que estavas grávida e no seu evoluir ? 

À medida que a gravidez vai evoluindo, o amor que sentimos vai aumentando. Nos primeiros três meses, em que ainda por cima não devemos contar a toda a gente, é estranho. Sabemos que estamos grávidas, mas não se nota nada, no entanto a roupa deixa de servir como servia e o peito está muito sensível... Eu andei muito enjoada e a fazer um programa em directo todos os dias não foi fácil... A partir daí foi sempre a melhorar! Quando comecei a sentir os primeiros pontapés a emoção foi imensa! Agora já nem sei viver sem esta companhia...

5- Que cuidados tens tido durante a gravidez? Dicas para manter a forma e o bem estar físico e psíquico.

Tenho os cuidados normais com a alimentação! Tento não comer muitos doces nem fritos e redobro a fruta! Bebo muita água!

6 - Que tipo de parto vais/desejas ter? E que cuidados médicos não dispensas?

Desejo um parto natural e já pedi ao meu médico para me por o bebé ao colo mal nasça. Faço mesmo questão disso!

7- Agumas dicas de beleza? Cremes, produtos, exercícios, cuidados, alimentação... ou nada?  A genética ajuda mas não só pois não?

Comecei a por creme anti-estrias com poucas semanas de gravidez. Ponho duas vezes por dia e dois diferentes! Um para o peito e outro para barriga, coxas e pernas.




8 - Como achas que no (teu e noutros) mercado de trabalho se olha para a mulher grávida. Alguma história a partilhar?

Bom, só posso falar por mim... Sinto-me mais acarinhada do que nunca! Como diz o Joao Baião "que não falte nada à mamã"!


9 - Onde e como te vestiste para a gravidez?

No Verão, usei mais vestidos e no Inverno uso maioritariamente leggings e camisolas, camisas e blusas. Sempre o mais confortável possível!

10 - E o enxoval do bebé? Foste muito cuidadosa, antecipada, ansiosa, gastaste muito dinheiro? Ou pelo contrário, esperaste pelas prendas, herdaste coisinhas de amiguinhos e familiares...?

Ui... Essa parte foi a pior! Recebi muitos presentes da Chicco e precipitei-me nos saldos de Setembro...

11- Conselhos e desabafos para as outras futuras mamãs que nos lêem..

É a melhor sensação que se pode ter na vida! Recomendo!