Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Barriga Mendinha

Barriga Mendinha

"Carta de Amor" de uma Avó acabada de nascer



Digam-me se existe melhor do receber uma  carta de Amor? 

Já não é uma coisa habitual e no fundo, hoje em dia já existem muitas outras formas de mostrar dedicação, atenção, carinho, saudade. Mas uma carta... é uma carta. E quando é recebida de forma tão sincera e surpreendente ainda mais bonito se torna.

Quando comecei o meu namoro com o Hugo, o pai da Matita, o meu Mundo mudou totalmente. Ou antes, começou a mudar. As coisas foram graduais, as alterações vireram... gostava de dizer que devagar... mas no fundo foram em catadupa essa é que é essa.

Mas no fundo,o que é o tempo? Um registo para medir as emoções? A verdade é que a chegada dele foi um furação, ah isso foi. A “nossa” gravidez uma surpresa e o acrescentar/misturar a vida de cada um de nós na do outro um grande desfio e novidade.

As famílias “chegaram” entretanto. Conheci a dele com timidez, ele entrusou-se com a minha. E às vezes, as coisas não correm bem, não são tão imediatas. Uma relação pode rolar sem essa empatia, mas a verdade, é que é diferente, tão diferente quando as famílias se tornam unidas e há um verdadeiro sentimento de união, aceitação e Amor.

Comigo aconteceu. Supreendente e naturalmente. Gosto muito dos meus “sogrinhos”, da mana Filipa, da avó Irene, dos avós Caetanos... São um verdadeiro clã por que me apaixonei. E o Afonso, então, nem imaginam.

E que sorte tivémos. Não nos esqueçamos que a sociedade actual “fabrica” muitas frases e depoimentos bonitos mas também muita hipocrisia e palavras ocas. A verdade é que sou mais velha que o Hugo e mais “vivida”, a verdade é que surgi na sua vida com um filhote pequeno vindo de uma anterior relação, a verdade é que carrego uma exposição pública que nem sempre é agradável a uma vida tranquila e estável. E a verdade é que  sem demagogias, eles, mesmo assim, nos Amam!

Eu e o Afonso, aproveitamos estas linhas para vos agradecer e dizer que retribuímos. Obrigada por se estarem a tornar também vocês, em conjunto com o “nosso lado” a nossa família. E obrigada Avó Cinda pela simples “carta de Amor” e dedicação que acabámos e receber.

Aqui fica e a transcrevo toda babada :


Vou ser Avó

Hoje acordei com muita vontade de escrever esta nova experiência, ser Avó.
Só posso resumir numa única palavra palavra, "AMOR". 


Esta nova fase apanhou-me de surpresa. Foi tudo demasiado rápido, mas eu não sou ninguém para criticar, pois na minha vida também tudo aconteceu da mesma forma.

Vou ser Avó aos 47 anos e parece-me realmente muito cedo, mas a culpa disso é só minha. Quem me manda ser Mãe aos 20 anos!

Lembro-me perfeitamente de como a minha mãe reagiu, sim também ela foi Mãe aos 20 e ia ser Avó aos 40, foi um choque mas lá foi correndo... Com o decorrer dos meses habituou-se à ideia e foi uma verdadeira loucura quando o meu filho Hugo nasceu. Agora vai ser Bisavó imaginem e aguarda com muita alegria o nascimento da Matilde.

Também eu, no ínicio fiquei um pouco confusa, foi tudo muito rápido. Fui assolada por um turbilhão de sentimentos, "Vou ser Avó meu Deus”!  não me sentia com idade para isso, mas ao mesmo tempo adorava a ideia,estava entusiasmada.

 Houve entretanto um ser muito especial, que fez “o favor” de me começar a chamar Avó e me despertou para tudo isto. Sim Afonso Luz, eu sinto-me realmente tua Avó e simplesmente adoro. És muito especial e teres aparecido assim na nossa vida foi uma dádiva.

Agora resta-me esperar o nascimento da minha neta Matilde, que emoção... Já só faltam 2 meses e a ansiedade aumenta. Quero vê-la, olhar o seu rostinho, pegar-lhe e dizer-lhe, "És a minha neta e eu amo-te", este Amor nunca o senti, vai ser diferente e intenso com toda a certeza. 

Depois resta-me esperar que cresça, acompanhar de perto o processo com todo o amor quando esse dia chegar, não sei como vou reagir na realidade, não sei se vou rir ou chorar... só sei que será de emoção e qualquer das reacções repletas de Felicidade.

Obrigado Hugo pelo filho que sempre tens sido.

Obrigado Rita por teres entrado na nossa vida e pelo fato de a tornares muito mais completa e feliz.

Obrigado Afonso por teres feito nascer em mim este novo e lindo sentimento.”

3 comentários

Comentar post