Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Barriga Mendinha

Barriga Mendinha

Vegetais sem birra? Aposto que assim... sim!

Lillian_hor_C.jpg

 

A vida é feita destas coisas. De encontros com pessoas, que por uma ou outra razão teriam, que entrar na nossa vida. E o meu encontro com a pioneira da "moda" dos sumos detox em Portugal, tinha que ter acontecido. Não só porque, porque sendo eu própria adepta destes sumos verdes ( e vocês, que me seguem nas redes sociais, bem sabem dessa  minha quase obsessão) adorei ter este contato priveligiado com "A profissional", como, por outro lado, adorei conhecer "A pessoa", com quem criei empatia imediata. Olhem me só para esta foto divertida dela, é mesmo o tipo de pessoa com que me identifico ;)

 

Quem ficou, também a ganhar, quem foi? Vocês, minhas e meus leitoras/es lindos e saudáveis... porque a Lillian Barros, (que podem seguir no seu saboroso e fresquinho blog SANTA MELÂNCIA) com todo o agrado me/nos irá ceder, alguns conteúdos saudáveis, saborosos e úteis. 

p.188, infantil_silvestres_banana_pera.jpg

Hoje, para começar em grande... com dicas, para algo que a mim me preocupa imenso... a alimentação saudável das crianças. Como os fazer comer alimentos  saudáveis e de qualidade?  Como meu Deus?! Se na vossa casa, for como na minha.. mesmo com truques para os "enganar", às vezes não é fácil. Parece que quanto pior sabemos que faz... mais os miúdos querem e adoram. Que luta...

 



Aqui ficam 2 receitas muito fáceis de executar, do  livro SUMOS E ÁGUAS DETOX, Lillian Barros.  Nesse livro, a nutricionista, reservou um capitulo exclusivo a receitas para os mais novos e hoje partilhamos aqui dois deles, que acho que vão adorar! Vale a pena tentar, não acham?

Sumos e Águas Detox.jpg

 

 

Ficam as sugestões e as dicas de como oferecer, através destes sumos, uma nova vida aos nossos filhotes :

 

"Muitos pais perdem a paciência ao fim de algumas tentativas e desistem de introduzir vegetais na

alimentação dos mais pequenos.


 

A nossa vida que cada vez nos deixa menos tempo para estarmos em família, por vezes não nos dá espaço para a educação alimentar e persistência que os mais novos precisam! 
É normal torcerem o nariz aos verdes, às saladas, às sopas aos legumes cozido quando apresentados na sua forma tradicional (por vezes mesmo antes de sequer experimentarem).



 

Então e se inovássemos e conseguíssemos que estes vegetais, tão importantes na fase de desenvolvimento e crescimento das nossas crianças, tivessem um sabor muito mais agradável e os despertassem para o consumo sem castigo, nem birras, de mais vegetais na sua alimentação??

 

Nestes sumos tento escolher frutas um pouco mais doces e energéticas, para evitar a necessidade de adição de açúcar e treinar o paladar da criança para sabores mais naturais. É fundamental não começar desde cedo a dar doces ou a adicionar açúcar aos alimentos como leite ou iogurte. Se habituarmos a criança a estes sabores, será muito mais dificil desvinculá-la mais tarde. É como conosco adultos... tudo uma questão de hábito. O problema é que estamos a contruir esse hábitos na fase da diversificação e da introdução de novos sabores. Deixe sempre que possivel os doces para dias pontuais, dias de festa ou de aniversários.

 

Se o seu filho não come vegetais, recusa a sopa à hora do jantar ou faz cara feia sempre que a salada vem para a mesa, estes sumos podem ser uma excelente alternativa de mascarar sabores e, de uma forma divertida, adicionar estes alimentos fundamentais nas diferentes fases do desenvolvimento.

 

A partir do momento em que a criança faz a sua diversificação alimentar e introduziu todos os alimentos na sua alimentação sólida (com a introdução de papas, purés e sopas), poderá incluir os sumos, tendo sempre em conta toas as especificidades do seu filho. Se for intolerante ou alergico a algum dos ingredientes da receita deverá eliminá-lo ou substitui-lo por outro do mesmo grupo, ao qual não apresente reacção.

9d3c0fb9250b9f59acbb4c8ef64c947c.jpg

Estes sumos dever servir sempre como complemento da refeição, ao pequeno almoço ou ao almoço, por exemplo, e nunca substituir uma refeição completa. A ideia será a introdução de alimentos benéficos ao desenvolvimento da criança e não um regime alimentar de restrição. Se o seu filho tiver excesso de peso deverá procurar um acompanhamento especializado e adequar um plano alimentar à sua condição, idade e objectivos.

 

Normalmente as crianças apreciam o sabor especifico e suave de determinados alimentos como  a banana, morango, pera, maça, laranja ou até mesmo da canela. Estes e outros ingredientes podem ser utilizados para camuflar o sabor, a textura e a propria existencia dos restantes ingredientes que, regra geral, não fazem as delicias da maioria das crianças.

 

Lembre-se que as crianças muitas vezes recusam sabores novos, e por isso é importante ir inovando pouco a pouco. Não comece logo com uma grande quantidade de verdes, vá aumentanto pouco a pouco para não haver nenhuma detecção precoce. As crianças são extermamente perspicazes e sensíveis a pequenas alterações na textura ou no sabor. Aconselho sempre que possível a triturar muito bem todos os ingredientes para obter uma textura o mais homogenea possivel e sem grumos.

 

Inicialmente aposte na sua fruta preferida, assim como na conjugação des sabores tenues ou pouco intensos.

 

Estes sumos não devem adoçados com açúcar, pois a fruta utilizada já possui todo o doce de que a criança necessita.

 

A forma de servir e apresentar os alimentos às crianças também influencia bastante a forma como a refeição é apreendida.

 

 

Não se esqueça que as crianças gostam de brincar, de se divertir e acima de tudo de imaginar. Aproveite e utilize palhinhas coloridas com cores fortes, apresente o sumo em camadas de diferentes cores, utilize recipientes originais, copos diferentes ou aproveite para criar uma história associada ao sumo:

 

“O sumo verde dá-te super poderes!”, ou nos dias de futebol “este é sumo que o ronaldo bebia quando era mais novo”.

 

Agora basta inovar e experimentar ai em casa! Ora vamos lá:

 

#1

INGREDIENTES

 

1 pêra

1 mão cheia de frutos silvestres

1 banana pequena

2 floretes de couve flor

2 folhas de couve branca ou alface iceberg

Canela em pó a gosto

 

Receita 099 do Capitulo 11 - Sumo para Crianças do Livro SUMOS E ÁGUAS DETOX (Esfera dos

Livros)

 

 

#2

INGREDIENTES

1 maçã

1-2 rodelas de abacaxi

¼ courgete pequena

1 mãpo de espinafres ou acelgas

100ml de água de coco

 

MODO DE PREPARAÇÃO EM AMBOS:

 

Lave bem os alimentos a utilizar. Junte todos os ingredientes no liquidificador e bata até obter

uma mistura homogénea e uma textura cremosa.

Normalmente as crianças não gostam de texturas irregulares ou grumos (tenha a certeza que ficou

tudo bem triturado)

Sirva fresco num copo com palhinhas coloridas!

 

Fonte:

Receita 091 do Capitulo 11 - Sumo para Crianças do Livro SUMOS E ÁGUAS DETOX (Esfera dos

Livros)

Porque tenho afinal eu a barriga inchada?

Então é assim:

Tenho uma hérnia umbical e já sei há umas semanas. Estou a flipar um pouco mas a verdade é que acho que é muito comum e relativamente facil de tratar, por isso (e até porque a minha não dói), acho que não há razão para alarmes.

 

Falei com o médico e  pelos vistos, é algo que veio "crescendo" desde a gravidez da Matilde Estrela, chama-se Diástase ao rompimento muscular que me aconteceu( já vão mais de dois anos). A parede dos músculos do abdómen dividiram-se ao meio, na vertical, partindo do umbigo e depois não se voltaram a unir como deve ser. Muitas das vezes, fica por aí  e aconselha-se o exercício físico, outras... o maroto do organismo decide dedsorganizar-se e os intestinos "espreitar" por esta "porta" que ficou aberta. Foi o meu caso.

diastase1.jpg

 Como já se arrasta desde aí e sem grandes stresses até ao momento, também não é com "aquela" urgência que tenho que intervir ou preocupar-me por aí além. Tenho, por isso, a possibilidade de poder esperar até ao "fim das festividades de Verão" (assim defini eu ao médico o período de tempo até finais de Setembro, não por causa das férias, não senhor, que isso por cá "vai-se fazendo" não "se tem".. mas por causa da época forte do meu trabalho como dj e das viagens que tenho que fazer, devido ao mesmo.). Aí sim, lá para o final do Verão, inicio do Outono, faremos uma operação para tratar desta feiosa que me pode mesmo vir a trazer chatices.

 

As hérnias podem aparecer devido a varios fatores, mas muitas vezes a principal foi um esforço feito em que a gravidez e o próprio parto costumam ser um dos fatores que leva a que a dita se desenvolva. Por isso mesmo, e para não me sentir tão sozinha nisto, decidi explicar-vos o que é e sim... já agora... alertar-vos para tal, pois até pode ser, que tal como eu ela exista e vocês nem se tenham apercebido. 

 

Há casos bem mais extremos e procurando na net... meu Deus, uma pessoa até se assusta, mas aqui, deixo-vos a imagem de uma paciente, como uma hernia umbilical "normal" , de forma a que vejam como o corpo/barriga mudou com a sua remoção. É incrivel, como eu nem fazia ideia que isto pudesse acontecer... teve mesmo que me bater à porta...

abdominoplastia-antes-e-depois.gif

 E sim... no meu caso, foi mesmo numa consulta por questões estéticas, imaginem. A tentar perceber porque raio, depois de um esforço grande da minha parte, com alimentação saudável, exercício e outros cuidados de beleza... o meu peso estava estável, mas.. a minha barriga não desinchava. Aliás, aqui entre nós, a sensação que tinha (e tenho ainda, então agora que sei até parece que mais ) é que cada vez a minha barriga estava mais disforme e saliente... e eu muito chateada e desmotivada por isso.

 

Não foi preciso mais de um minuto, para o Dr. Emílio Valls me dizer, no seu português meio espanholado : "Claro que estás inchada.. tienes una hérnia muito grande por baixo do teu umbigo... e os teus instestinos estão todos fora do sítio o que faz com que os outros orgãos tambien tenham encontrado lugar para se acomodar dentro da tua barriga..." Ahhhh!!! OMG!! Eu, meia parvinha, que não sabia bem o que era isso, quis então saber tudo. Tudo, o que partilho agora com vocês. vejam porque é que me sinto inchada... está aparentemente tudo desorganizado cá dentro:

12687W.jpg

 Basicamente foi isto que me aconteceu. Os músculos abdominais que na gravidez, se afastam para dar lugar ao crescimento lindo do barrigão de grávida... não voltaram ao sítio.. e eu não senti nada durante uns tempos, fiz até muito exercicio e abdominais e tal e tal que neste caso são até contraprodutivos, tendo em conta que os músculos não estão no lugar certo e fazer esforços aí pode até piorar e "atirar" a hérnia ainda mais para fora.

umbilical_hernia_growth.jpg

E o que é efetivamente?

 

Uma hérnia umbilical surge quando parte do intestino se projecta através de uma abertura nos músculos abdominais. felizmente geralmente inofensiva mas que pode ser muito complicada, principalmente se rebentar, devido algum esforço maior.  Raramente acontece mas há que tomar precauções.

 

As hérnias umbilicais são muito comuns em crianças mas também podem afectar adultos. Numa criança, a hérnia umbilical pode ser particularmente evidente quando a criança chora, provocando a projecção do umbigo e normalmente até aos 3 anos de idade desaparecem. Quando não.. também terá que haver cirurgia.

UmbilicalHernia.jpg.jpg

Nos adultos, a cirurgia é normalmente recomendada para evitar complicações – especialmente se a hérnia umbilical ficar maior ou se tornar dolorosa. Durante a cirurgia, é feita uma pequena incisão na base do umbigo. O tecido herniado é reposto na cavidade abdominal e a abertura na parede abdominal é suturada. Nos adultos, os cirurgiões usam frequentemente uma malha para ajudar a fortalecer a parede abdominal.

 

E pronto... blagghhhh... é isto. Agora... no meu caso, é não pensar muito na coisa ( mas claro que penso nem imaginam..), não esforçar muito  nem fazer demasiada pressão abdominal ( nem aquele encolher que todas fazemos para ficar melhor no bikini é bom... ai Deus meu, como vai ser este Verão). E depois... lá vos chegarão, para o fim do Verão novidades,quando fizer a tal intervenção cirurgica. Vai correr tudo bem, mas este é o exemplo... de que as "coisas" também nos chegam a nós, não só aos outros. E de que não fazer um bicho de sete cabeças é o melhor que há a fazer. Ainda ha um Verão pela frente para viver. Com  a tentativa de ter mais cuidados que o normal, é certo mas ... sem dramas.

 

E aí desse lado? alguém já passou por isto? Contem lá as vossas histórias para me deixarem mais descansada com a "coisa"...

 

 

 

 

E quem ganhou uma no de iogurtes Danone Um Bongo, quem foi?

winner.jpeg

 

E.... a grande vencedora que vai levar para casa... o lingo de um ano 416 iogurtes (!!!) Um Bongo Danone foi escolhida!

 

Apesar de tantas outras giras...acredito vocês vão perceber como esta frase me cativou e aos representantes da marca ( as melhores foram escolhidas por mim e "desempatadas" por eles).

 

Parabéns SOFIA OLIVEIRA!!!

 

E aqui fica a frase vencedora:

 

(D)esde que Danone Um Bongo surgiu no mercado
(A) pequenada cá de casa com ele se tem deliciado
(N)ão vivem um único dia sem agitar, furar e beber
(O)nde quer que estejam não abdicam desse prazer
(N)o pátio da escola ou na comodidade do nosso lar
(E)les sem este miminho já não conseguem passar
(U)m e outro adoram os sabores desta nova bebida
(M)eigos e irrequietos, dizem que é a sua preferida
(B)rincalhões, bebem este iogurte a qualquer hora
(O) Diogo sei que os ama, a Helena diz que os adora
(N)utritivos, frescos, alegres, saborosos e funcionais
(G)arantem uma alimentação saudável e muito mais
(O)brigada Danone por fazerem tão felizes os meus petizes!

 

(Aguardo os seus dados via mail- barrigamendinha@gmail.com ou Facebook)

 

 

Incrível o que se pode fazer com uma garrafa...

Cada vez mais a reciclagem me chama a atenção.

 

Pela preocupação pelo meio ambiente, por me sentir completamente esmagada e quase impotente ao questionar-me o que será feito de tanta embalagem que usamos em casa, a maioria não biodegradável, pela constante quantidade e lixo que produzimos.

 

Mas não só. É que, tenho percebido que muita coisa gira e principalmente, prática e original se pode fazer através de projetos de "DIY" (Do it yourself) ou seja: "deitas mãos à obra e transformar algo usado e feio, em algo aproveitável e que todos vão adorar"... Basicamente é isso.

 

Hoje, decidi procurar soluções para garrafas de plástico. Desde as de água, às dos detergentes, passando pelas dos shampoos. Com estas ideias base que aqui se mostram, só terão que adaptar às que tiverem em casa e fazer as vossa adaptações. Dicas para os filhos, a família e para nós, mulheres organizadas e vaidosas... Umas mais divertidas outras que chegam mesmo a parecer design à séria...

 

A condição do que vos apresento aqui era que a execução fosse fácil. Há coisas maravilhosas mas que dão um trabalhão e a minha ideia não é que se assustem e não se achem capazes. Antes pelo contrário. Porque como eue tudo... se começarmos pelo simples, eventualmente poderemos chegar ao elaborado.

 

Vejam se gostam.  Eu acho que há ideias maravilhosas ;) E arrisquem. O máximo que pode ter que acontecer.. é fazer outra, se não correr bem.

4097400ca1d6a6dc75f1d1b38fa041b2.jpg

 082d2bfefbe3dd762b3ff0ab268108f5.jpg

1eed51f83395c626ac893dae590e6264.jpg

be88d67c011e251da6fb3adcb8b0b529.jpg

 

d249dda9af469c5f0f262ab0a79ab08f.jpg

5977a824c9725ced9ec323c27d68a5bb.jpg0655c80623caaa27aa2db3aa92aecdd4.jpg

 ac56061ebe5a79a6114ca5d4e736400b.jpg

 df5ffb8263d12f0f97dc3ede877c0f64.jpg

 

534e979667a1d95071e6cfa5d0d42270.jpg

ae1a747e9d638278bdaaf921eaa89388.jpg

053c5067fb6711697002cb1ae87a3e6d.jpg

aadc86919a35753cdc7b9f2f60870e9f.jpg

d8af0c6ca5b8362fdf070b727dd18867.jpg

1f7e7bcc8e4c53131c17bd7e1228e650.jpg

87669d46a513efc7da9b09ca9d32800b.jpg

8ce9ebd3d98d9ac64edc420896dd1e50.jpg

 

39090f4c324e3bd4d6079c13b15f4ad3.jpg

6388b563a4e51d4e0abdb49524b6562a.jpg 

435d504b0d207f2aad908da69efbee0c.jpg

 

28647b70879e3f37b07dc42f414e9c8a.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

Divertida Mente. Um filme de chorar, rir, ter repulsa, medo e raiva.. por mais!!

  divertidamente.png

Normalmente não sou do género de descrever por aqui as peças ou fimes que vejo com os miúdos... São tantos os temas, normalmente faço uma ou outra alusão nas redes sociais, mas não no blog. É que eu tenho uma espécie de relação com ele quase "religiosa"... no Face e instagram posto quase todos os momentos, aqui, neste meu cantinho previlegiado só o que, por uma ou outra razão é mesmo importante, incontornável, me toca muito, tem a ver com a minha forma de ver o mundo. No fundo, é o meu "Best Of". E este filme... foi sim, um "best off". Adorei. Acho que tanto ou mais que os miúdos.

 

Chama-se Divertida Mente ( Inside Out, em inglês) e é produzido pela Pixar ( Monstros e Companhia, Up, Toy Story, Os Incríveis, etc...).

Divertida.jpg

 O filme fala de emoções. Mas mais do que isso, que só assim explicado é pouco. O filme é uma excelente ajuda para que os pais possam explicar aos filhos... as emoções. E daí o me ter apaixonado pelo seu conteúdo.

 

O Afonso colou ao ecrãn, de tal forma, que nem reparou que mesmo ao lado dele, a priminha de 3 anos, porque estava a fazer barulho, teve que sair da sala e ficou u bom tempo de castigo lá fora... Ele não tirava, literalmente os olhos do ecrã. E o mais engraçado, é que depois desta ante-estreia, que foi há coisa de 5, 6 dias, pontualmente me fala num dos personagens (que eram as emoções caricaturadas no seu extremo) e em como geri-las em si mesmo. Fabulástico, não é?

 

Eu, que acredito que um dos graves problemas da sociedade atual é não falar abertamente dos sentimentos (sejam eles quais forem, porque ninguém é só bom ou só mau, todos temos um poquinho de casa em nós), aplaudo de pé, quem consegue assim de forma tão simples e humana (sim... lá tivémos pelo meio a parte em que todos deitaram a lagriminha do olho..), trazer esse tema ao centro de uma conversa familiar.  

 

Ter raiva, ficar triste, ser arrogante e ter nojo, sentir medo.. ou claro... ser pateta de tão feliz!! Tudo faz parte do crescimento de uma criança. Que, claro está acabará por virar adulto. Uma pessoa que se não se aceitar como é e não souber lidar com o que sente... pode vir a ter graves problemas, e não queremos nada disso pois não?  No fundo, este filme, pode ser a "desculpa" para falar sobre isso quer seja de uma forma mais pedagógica ou mais leve.

Inside-Out-Riley.jpg

E é na cabeça desta menina, da Riley, que aqui tem 10 anos, mas que vamos acompanhar desde bebé, é na sua cabeça que tudo se passa. É aí que "eles vivem" e vai ser aí que a maior aventura, a de "recuperar" os sentimentos e sensações perdidas (e mais não posso contar) acontece.

 

Já me perguntaram para que idade é o filme? Eu acho que para todas, mesmo sem crianças teria ficado feliz por o ver. Ah... e acreditem ou não, mesmo a minha Matilde Estrela ( 2 anos e 7 meses) ficou atenta e mandava umas "larachas" tão giras sobre o que ia acontecendo, que me fez pensar que apesar de, obviamente não apanhar a história e a mensagem como um menino mais velho, já se encantou com muitas das coisas, gostou e entendeu personagens e pronto... acredito que são estas as experiências que lhes vão enchendo, a ainda curta mas intensa vida que têm.

 

Se puderem ver, não hesitem. E principalmente se algum dos vossos pirralhos tiver algum traço de personalidade chatinho mais vincado... podem crer que este filme e os seus personagens falantes podem mesmo ajudar-vos a vocês, pais e percebê-lo melhor e a ele.. quem sabe... a dar um bocadinho o braço a torcer.

 

Muito Fixe mesmo este "Divertida Mente". E estreia hoje em todo o país ;)

 

Beijinhos... e muita... Alegria! Sempre!! Nunca a deixem fugir... (aiiiii....)

Captura de Tela 2015-06-18 às 15.04.52.png

 

 

Preparem-se! Estes são os micróbios que os nossos filhos trazem nas mãos depois de um dia na escola...

Todos nos lembramos doas rezinguices das nossas mãe quando nos dizia para lavar bem as mãos depois de brincar porque... estavamos cheio de micróbios, não é verdade? E hoje em dia, com os nossos miúdos, não fazemos o mesmo? Claro!!

 

Pois é, já não tínhamos muitas dúvidas sobre a "porcaria" que vem agarrada às mãos depois de um dia a tocar em tudo e em todos, mas agora uma microbiologista resolveu mostrar o resultado que um dia de brincadeiras pode produzir bem na palma da mão de uma criança com uma vida social normal.

 

Para isso, Tasha Sturm, microbiologista e professora no Cabrillo College, nos Estados Unidos, fez um teste com as mãos de seu filho de apenas 8 anos. Tasha fez uma marca com as mãos do menino depois  dele algum tempo a brincar na rua.

micro1

 

micro2

micro3

Depois disso, deixou o material em incubação por 48 horas e esperou mais alguns dias pelo resultado final –  exatamente o que podemos avaliar nas  fotografias aqui apresentadas.

 

Diversas bactérias e fungos foram encontrados no material estudado, e sinceramente, se foram tão "nojentinhas" como eu, esta visão só faz com que sublinhe a vontade de lavar as mãos imediatamente. Tipo... Agora!!

micro4

micro5

 

No entanto, apesar de parecer nojento, a maioria dos organismos que se vêem nas imagens são inofensivos e, em alguns casos, até mesmo benéficos para nossa imunidade. Mesmo assim.. pode ser uma boa ideia mostrá-las aos nossos filhos. pode ser que se convençam mais facilmente na altura de fazer birra para as pôr debaixo da torneira. Que vos parece?

 

micro6

micro7

Todas as imagens © Tasha Sturm

Baby Gil OUT, "um dois em um" que vai valer a pena

Baby Gil OUT – 20 de Junho – Jardins da Casa do Gil

Porque o seu bebé é mesmo importante!

unnamed (2).jpg

 O Baby Gil OUT está de volta! Um dia inteiro de actividades para bebés dos 0 aos 36 meses e também para pequeninos com 3 e 4 anos! E uma oportunidade fantástica para todas as famílias passarem um dia diferente.. enquanto ajudam. Não há melhor conjugação, pois não? Pelo menos para mim, é a situação "mais que perfeita".

 

Um dia especial com experiências únicas para os vossos bebés, que vai ajudar a Fundação a cuidar de muitos outros bebés que vivem numa situação mais frágil! E por isso, decidi divulgar. Os nossos bebés têm tanta sorte... e pensar que outros existem, mas sem a mesma... deixa-me de coração nas mãos. 

 

O Baby Gil é  o primeiro negócio social da Fundação do Gil e um projecto que reforça laços entre a Fundação do Gil e a sociedade civil, uma vez que “abre as portas” da Casa do Gil a famílias que não beneficiam do trabalho levado a cabo pela Fundação.

 

O Baby Gil é um projecto para os nossos bebés, porque eles vão usufruir de tantas coisas giras e ao mesmo tempo, estaremos a ajudar esta Fundação a angariar fundos.. para ajudar outros bebés que vivem situações complicadas e críticas. No fundo, ajudar à sustentabilidade da Fundação, visto a receita gerada pelo projeto reverter na íntegra para as ações sociais da Fundação, tais como Unidades Móveis de Apoio ao Domicílio e a manutenção da Casa do Gil.

 

O projeto Baby Gil OUT é apoiado pela Nunex, D’Aveia, Nutriben e Boiron, e recomendado pelo Barrigas de Amor e Pumpkin. E agora, claro, pela minha/nossa Barriga Mendinha.

unnamed (3).jpg

 

 

Se puderem passem lá. Vão ver que é um "2 em 1" fantástico. Fazer bem aos nossos e aos "dos outros" é uma sensação duplamente compensadora. 

 

A participação em cada sessão Baby Gil OUT tem um valor de 10€  e cada sessão tem a duração de 45 minutos. A inscrição deve ser realizada através do e-mail: geral@fundacaodogil.pt.

Como te apresentarei o Mundo

Hoje dei de caras com o ínicio de um texto que comecei a escrever para o meu primeiro filho, a minha Luz, o meu Afonso... Acabei por ficar "pelo caminho" deste projeto de "livro" que acabou por não nascer com ele (com o filho) um pouco por influências estúpidas de alguém que me desencentivou, dizendo que talvez não fosse "suficientemente bom" para ser publicado, ele era um "artista". Eu acreditei nele. Mas cada vez que pego nestas páginas (e tenho mais, bastantes mais), me arrependo, porque a intensidade, verdade e amor, transpõem estas letras que aqui vemos. E acho que qualquer mãe saberá do que falo. Hoje dei de caras com este texto. Partilho-o, de lágrimas nostálgicas nos olhos e com o coração cheio de sentimentos bons. Se gostarem e quiserem mais... bora lá, é só eu pesquisar nos arquivos e reviver convosco estes sentires tão especiais de uma grávida de primeira viagem, cheia de esperanças, medos, sonhos e intenções. Acredito que muitas se identificarão.

----------------------------------------------------

299774_200781699991535_1891654478_n.jpg

Vou tentar apresentar-te os seres humanos. Até porque tu vais ser um também. Já te se formam não só a cabeça, o tronco e os membros, mas também o coração - não só o que bombeia sangue mas o que sente, e também a cabeça – não só a que pensa mas a que discorre. Pelo menos assim o espero. Pelo menos esses serão o essencial dos essenciais a transmitir-te.  E o resto virá por acréscimo. Sim, porque se essas premissas estiverem ambas presentes, acredito que tudo o resto fluirá como o leito de um rio em fundo macio.

 

 

Tens já forma dentro do meu corpo. Sinto te a mover há coisa de 2 semanas e cada dia é uma descoberta para mim e provavelmente também para ti. Sei que já tens tacto, que sentes já alegria gulosa ou repulsa por qualquer alimentos que eu coma e tu gostes mais ou menos. Já tens pêlos – poucos, espero eu e provavelmente as tuas futuras namoradas…- e de vez em quando bocejas e soluças. Já sentes a minha voz e incomodas-te com sons demasiado agressivos. Para mim, que entre outras coisas, sou Dj, é algo que me aflige bastante. Que tipo de música e vibração te desagrada e que sons te embalam e te consolam. Agora, de phones cor de rosa nos ouvidos deixo a música electrónica de lado e oiço Lisa Ekcdal, Jane Monhein, Norah Jones, Stacy Kent, Katie Noonan um  jazz de meninas mas  muito bem colado a uma noite de sábado à noite com toda a nostalgia do sabor agridoce de me apetecer ficar em casa.

299535_200783799991325_1870398510_n.jpg 

Hoje estou nostálgica sim. Cheia de dúvidas, tristezas que perto da felicidade de te ter no meu útero deviam ser puros pormenores. Mas que não o são. E até por isso me sinto um pouco culpada e assim no circuito fechado de me parecer , então, até um bocadinho pior ainda…

 

 

Há dias assim. Em que a fortaleza dos mil sorrisos se desmorona como um castelo de areia e aí muitas lágrimas são derramadas e o aperto no peito parece não passar. Talvez por isso e por me sentir desasada, deslocada e amargurada me tenha visto impelida a escrever-te. A falar-te baixinho tão baixinho, quase como em segredo, sendo o único som o teclado do computador e a forma das letras  que vão nascendo nesta conversa que agora inicio contigo. Quero-te perceber ainda sem sequer teres nascido. Quero que me percebas tu a mim agora de forma instintiva, mais tarde, com a ajuda da rotina e ligação que entre nós vai crescer, mas porque não também através destas palavras que agora vou fazendo aparecer e que um dia mais tarde te podem vir a aproximar de mim e a perceber quem sou? E quem fui, enquanto te formavas Ser, menino, homem dentro de mim.

 

 

Mostrar-te-ei que não há razão para temer os sentimentos. Os sorrisos ou as lágrimas. Os considerados bons e os apontados como maus e vergonhosos. São eles, todos eles, que nos ensinam quem somos e são eles que nos hão de ir direccionando para o nosso caminho. Esses, os que vivem assim, são os  que tem coragem de ser quem são e isso, para  mim é o mais maravilhoso acto e coragem nos dias que correm. Ser sempre o que esperam de nós, não só se torna a longo prazo muito enfadonho, como nos faz sentir uma estagnação no próprio pulsar da vida.

 

 

As lágrimas são o supremo sorriso. Quem não as entende é porque esconde a alma atrás dos olhos. E hoje eu já me fartei de chorar…

 

 

Talvez as hormonas de grávida de 5 meses me estejam também a (des)ajudar neste pranto semi apoiado por razões que de tão óbvias por vezes me parecem tão descabidas. Se eu as sentia  aproximar-se.. porquê ser assim surpreendida quando os receios passam a concretizações? Enfim, mais uma das incongruências dos seres humanos com que também tu muito provavelmente terás que aprender a lidar um dia. Nem que seja pelo poder da repetição ou pelo vencer pelo cansaço. Aiiiii, e como eu gostaria de te poder poupar destas dores… Sem cura imediata, sem antídoto ainda conhecido, os desgostos e desilusões só se curam mesmo com o tempo, não há volta a dar.

 

 

Ensino te desde já, uma das mais duras descobertas. Não vale lutar contra ela, nunca a um nível imediato nem espernear para que se evapore assim. A dor, nomeadamente a da perda ( que é a que sinto hoje…) não diminui com a razão nem se dissipa com a lucidez. Ela tem vida própria e só a generosidade da existência e o tempo a podem ir apagando. Solução? Esperar e mesmo quando se sofre, condição também ”sene quoi non” do Ser Humano com o coração no sítio e a Alma no lugar, o melhor de tudo é, no entanto, saber que um destes dias havemos de acordar apaziguados e mais leves dessa dor, com a respiração mais pura e a visão menos turva, sorrindo e saboreando outra vez os presentes da vida e questionando nos” porque raio me senti tanto tempo eu assim?”.

  

 

Mas hoje… é assim mesmo que me sinto.  Enfim, tudo passa e a verdade é que ter- te, agora no real panorama da minha vida me oferece mais força para superar um… desgosto dos grandes, uma desilusão, um passo a mais de menos acreditar no Amor… Que é o que menos precisava nesta vida agora. Mas se te resolvo contar tudo para que saibas quem sou, tens que primeiramente saber, que sou ainal e definitivamente uma mulher de Amor, de afecto e e bem querer. Que não equaciono a vida sem ele e tanto me encanto pelas suas ofertas quase improváveis e maravilhosas como me deixo cair no desprazimento e desgosto de um Amor não correspondido, de um Amor que afinal não o era ou de um Amor que nunca existiu, de um desengano forçado ou desesperado. Amar, mesmo quando nos entristece é o que nos mostra que estamos vivos e temos a capacidade da oferta, da utopia, da Verdade. Porque só o Amor é verdade. Mesmo quando se torna a antítese dela.

 

 

Refugio me hoje, no inicio desta carta para ti, filho que vens a caminho de mim e do mundo. Tu que vais ser Homem como os homens que na vida, ao passarem por mim, me têm feito sofrer. Depois de me terem feito sorrir. E isso , por si só é já uma dádiva, uma razão para ter valido a pena. Não é? Hoje refugio-me numa ideia que é a de te deixar um roteiro não linear, de como ser feliz neste estranho mas tão admirável mundo em que vais nascer. Sem normas, sem regras algumas a não ser as regras do contentamento e da felicidade.  Ou da busca delas. E por isso mesmo… a regra do risco.

 

 

A perspectiva de ser mãe… é deliciosa e assustadora ao mesmo tempo. E olha que em voz alta , não parece bem admiti lo. Se desde sempre me lembro de desejar um catrefada de filhos, agora é  altura certa para pensar de mim para comigo se seria mesmo um desejo autêntico ou um projecção de um ideal de vida que tanto quis. A Família. O homem-príncipe ao meu lado, os lanches ao domingo, os passeios na praia lado a lado com os miúdos, o cão e o love of my life… A vida encantada. De uma menina encantada também à nascença com as hipóteses infinitas que o mundo nos apresenta. Tanta coisa e tão pouco tempo.  E tanto engano. Tanto desejo e tão pouca concretização ( ou desilusão), tanto sonho e tão pouca realização… ou talvez, tanta insatisfação para quem acreditou, durante grande parte da vida, que tudo podia acontecer… E olha, aqui estou eu, “ mãe solteira” e ainda com tantos planos por concretizar. Muito longe do ideal de família mas apesar de tudo, talvez até mais perto de quem sou na realidade. Só custa assumir e olhar para dentro, mas uma vez feito… é seguir as pedras da calçada e ver o que nos espera ao cimo da rua.

419178_293162004086837_605469211_n.jpg

Bem, se te quero apresentar os seres humanos, nada melhor do que, numa assentada, nos centrarmos no parágrafo  anterior. Curto, pouco conciso mas efectivamente  demonstrativo de uma das características mais comuns a quase todos os seres humanos: A Insatisfação, o descontentamento. E eu, por mais que me queira distanciar da carneirada, não consegui ainda fugir a essa praga.

 

Querer mais, melhor, sonhar o que devia ficar só mesmo por aí e deixar de sofrer por quimeras. Ou não. E acredites ou não, esta, é ainda a minha grande dúvida.  Será melhor evitar a dor não nos vergando aos sonhos, tornando me uma conformada, fugindo caminho que me vai atirar contar o muro ou seguir a fundo e curtir entretanto as curvas e o vento na cara? Aos 33 anos de idade e depois de já muitos percalços, tropeções, desilusões e desenganos, lá tento  eu obrigar a minha razão a deixar me de pé atrás com tamanho idealismo fantasioso que faz de mim a personalidade genuína e sonhadora que sou  para que não me volte a magoar.   Mais uma e outra e outra vez. Não aprendo. Ou pareço não querer aprender. A insatisfação tanto nos pode entristecer como oferecer a força da loucura e da procura pelos nossos objectivos. E não é que há vezes em que as coisas até podem correr bem ??

 

Ser humano é errar , mas é principalmente agir sem pensar à partida nisso. E depois logo se vê. A Vida é isso, um grande teste, por vezes de filosofia, outra de matemática, que vamos ter que ir resolvendo, umas vezes passando com distinção. Outras correndo até sérios riscos de ter que ir à Oral e ser inclusivamente humilhado por colegas e professores.

 

O esboço da vida vai começar agora a ser traçado. O teu. E o meu também, que nunca é tarde para mudanças. Se bem que o Ser humano é casmurro e de poucas metamorfoses profundas. Cada vez mais acredito nisso, uma coisa é o aperfeiçoamento. Viável e até obrigatório para quem pretende fazer da vida “ aquela” viagem. Outra é a mudança… Somos pior que jumentos, digo te eu. Por isso é que “ de pequenino se torce o pepino” sim senhora. É aí que a educação e visão primeira do mundo nos condiciona para o resto da nossa vida. E aí que os princípios nos são incutidos, que os receios originais se instalam para o resto das idades e os grandes sonhos se começam a desenhar. Por isso, a grande responsabilidade de ser pai ou mãe. Somos nós que vos apresentamos o Mundo e que levamos ao Mundo o mais essencial de vocês. É através dos nossos olhos, atitudes, verdades, desassossegos e sensibilidades que vocês, crianças deste mundo, que dentro em pouco deixarão de ser crianças irão cavalgar por aí fora criando empatias com os outros ou subjugando outros iguais , formando( ou destruindo) famílias, fundando partidos e princípios ou apostando em anarquias, participando em lutas pela equidade ou  ao seu invés, criando conjunturas injustas, sendo atraídos pela sintonia ou aliciados pela ambiguidade ou intranquilidade.

 

Por que caminho escolherás seguir tu? Dependerá também de mim? Acredito que vais ser Especial. Porque sim. Porque penso muito nisso e só por aí o caminho começa já a ser traçado. Porque serás um prolongamento de mim e porque se vais nascer será para fazer a diferença. Nem que seja na tua rua. Às vezes as viagens mais incríveis fazem se sem sair do mesmo lugar… A minha irá durar 9 meses. Até te ver e sentir finalmente que o meu rumo mudou ao nascer o teu…

Ervas e especiarias que ajudarão a melhorar a vossa saúde

 Hoje, vou "usar e abusar" da minha parceria com o meu Holmes Place... e falar-vos, no nome de uma das suas nutricionistas, de algo que adoro e utilizo bastante (até nos meus suminhos detox, acreditam?).... Ervas aromáticas. Que acham?

 

O uso de ervas aromáticas e especiarias conta com uma grande história na tradição e cultura alimentar de vários povos. A forma como confecionamos e temperamos as nossas refeições acaba por identificar as nossas origens, o nosso povo e reflete um bocadinho da nossa história. A associação destes alimentos na melhoria da saúde tem vindo cada vez mais a marcar o seu espaço dentro do mundo científico, dando credibilidade a muitas crenças e hábitos que advém dos nossos antepassados.

 

Destacamos algumas ervas e especiarias que poderão melhorar a sua saúde:

 

Canela - é uma boa fonte de fibra, cálcio e ferro. Tem efeitos no aumento do metabolismo, ajudando até na perda de peso. Vários estudos demonstram os seus benefícios na regulação dos níveis do açúcar no sangue, permitindo uma melhoria do perfil glicémico em pessoas com diabetes e pré diabetes. O seu consumo também ajuda a reduzir os níveis de triglicerídeos e do colesterol LDL (mau colesterol) em pessoas com diabetes tipo 2.

 

Açafrão - tem um grande poder anti-inflamatório promovido essencialmente por um dos seuscomponentes, a curcumina. Esta inibe o processo inflamatório, tendo uma influência benéfica ao nível de doenças artríticas, reumáticas e metabólicas. Pode adicionar-se a cozinhados como por exemplo estufados e assados.

 

Coentros – têm na sua composição teores consideráveis de caroteno, vitamina C, vitaminas do complexo B e ferro. Estes são antioxidantes, ajudam na melhoria de digestão e vómitos e têm um efeito calmante. São também vantajosos no tratamento de cólicas, flatulência e problemas de fígado.

 

Hortelã - tem função analgésica e expetorante, auxilia na melhoria da digestão e alivia as cólicas. Pode ser utilizada desidratada ou fresca e confere um aroma fresco aos alimentos, sendo por isso muitas vezes adicionada em bebidas.

 

Salsa - contém teores consideráveis de vitamina A, vitamina C, cálcio, zinco e ferro. Tem um grande poder antioxidante e anti-inflamatório. Na confeção pode ser utilizada em cru ou cozinhada. Duas colheres de sopa de salsa contêm cerca de 16% da dose diária recomendada de vitamina C.´

 

Gengibre - entre os seus nutrientes destacam-se a vitamina B3, vitamina B6 e vitamina C. Ajuda na prevenção do cancro, imunização contra gripes e constipações, na redução do colesterol, cicatrização de feridas e alivia a tensão pré menstrual. O gengibre também tem caraterísticas anti bactericidas e protege o estômago. Pode ser consumido em cru ou cozinhado com outros alimentos.

 

Alho - é rico em vitamina C e B6, cálcio, cobre, selénio e alicina. Este último composto é o que nos confere o hálito tão caraterístico do alho e é o mesmo que potencia os efeitos benéficos do alho na prevenção de doenças como as doenças cardiovasculares. O alho ajuda a baixar os níveis colesterol total e de triglicerídeos, aumenta os níveis de colesterol HDL (bom colesterol) e é um anti agregante plaquetário. Este também tem um efeito anti hipertensor, uma vez que permite a dilatação dos vasos, melhorando a circulação sanguínea. Alguns estudos também demonstram que o alho tem um poder bacteriostático (impede a proliferação de bactérias) e antifúngico.

 

Para além dos benefícios referidos, a utilização, na nossa dieta alimentar, destes alimentos permite-nos reduzir o consumo de sal e açúcar que adicionamos, permitindo-nos assim obter benefícios não apenas ao nível do tratamento mas essencialmente ao nível da prevenção de doenças tais como as doenças metabólicas.

 

Catarina Monteiro

Nutricionista Holmes Place Constituição

holmes-place-logo-.jpg

 

Uma piquinha de vitamina... e não sabe o bem que lhe fazia !!

De volta a casa e com um dia de "folga", tenho tempo para vos falar de algo que muitas leitoras me pediram quando postei uma foto meio secreta no face e instagram. Era uma espécie de bula que descrevia 12 vitaminas e que dizia ser um "produto de mesoterapia anti-envelhecimento indicado para bio-revitalização e hidratação intensa de peles fatigadas ou desvitalizadas, tratamento de rugas e redensificação de peles maduras e com falta de firmeza". Perguntaram-me o que era e eu, como queria falar do assunto com clareza e calma... fi-las esperar mais uns dias... queria explicar tudo como deve ser..

 

Ora bem, vai daí que agora com alguma disponibilidade, consigo postar estas fotos que  tirei para exemplificar O "antes" e O "depois" (sendo que o antes foi no consultório do Dr. Emilio Valls, imediatamente depois de ter dado as "piquinhas" com as vitaminas" e por isso se notam até uns altinhos e um bocadinho de sangue. E o depois.. hoje, 3 dias depois e com poucas horas de sono no pêlo e muito e intenso trabalho, o que, naturalmente me deixaria mais vulnerável, com mais olheiras e a pele mais cansada).

 

IMG_201506159_031238.jpg

 

 

E aqui vamos nós, então explicar o que é isto e como se aplica ??

 

Chama-se Mesolift  e obtém optimos resultados em termos de eficácia, durabilidade e naturalidade. É uma técnica que se baseia na aplicação de um "cocktail" de substâncias absolutamente naturais, tais como oligoelementos, ácido Hialurónico, agentes antioxidantes, minerais e vitaminas A, C, D e E, que são infiltradas com micro-injecções, que activam as fibras de colagénio e elastina, a substância responsável elasticidade da pele e juventude.


Os elementos que infiltram a derme preenchem os sulcos e áreas desvitalizados da pele, melhorando o apeto e suavizando rugas e depressões faciais.

IMG_20150605_142100.jpg

Em casos de rugas profundas o Mesolift deverá complementar a infiltração gel de ácido hialurônico, um hidratante potente que restaura a firmeza da pele e suaviza os vincos mais persistentes.

Obtêm-se a revitalização geral do rosto, pescoço, decote e mesmo das mãos. As linhas e rugas mais finas desaparecem, enquanto a pele se torna mais elástica e saudável.

 

E como se deve usar? Numa primeira fase, uma vez por mês e depois, de 3 em 3, como manutenção.

 

Quem faz isto? Ahhh essa é outra... quase todas as meninas que fazem tv ou têm alguma visibilidade pública. E cada vez mais mulheres que se querem sentir bem consigo mesmas e envelhecer com uma pele o mais saudável possível. A idade não congela, mas podemos fazer com que os anos não nos pesem tanto, se tratarmos de nós como deve ser. Assumir? Pois, isso é que muita gente não faz. E que parvoíce, a meu ver. Tratar de nós é algo do qual não deviamos ter vergonha. A genética pode ajudar (e eu, sempre tive alguma sorte com isso), mas o envelhimento da pele é, para todos uma realidade. E querer melhorar é sinal de auto-estima e nada que se possa condenar, concordam?

IMG_201506159_035718.jpeg

Se doeu? Ora bem, meus amores, são picas certo? Claro que doi um bocadinho (olhem a minha carinha aí em cima autchhh!!), mas também milagres não existem. Uma agulha é uma agulha, mas sinceramente para quem teve 2 filhos e no parto de um deles nem um pequeno analgésico tomou ... isto foi "peanuts". Além de que saber que estava a "injetar saúde" na minha pele ainda me fez aguentar com prazer a coisa. 

 

Estas fotos que tirei, estão sem qualquer tipo de filtro e a última então sem um pinguinho de makeup, tirei-a há uma meia hora, num dia que estou de "ronha " em casa, a recuperar dos dias intensos que tive nos últimos tempos. A ideia é, neste post deixar as "produções" de parte para ver os efeitos reais. Senti nas olheiras atenuadas, na luminusidade ( bem, então aí.. antes parecia muito mais baça) e em algumas ruguinhas que começam a aparecer-me na zona dos olhos. Acho que pelas fotos se consegue perceber ao que me refiro.

 

Já sabem que não gosto de subterfúgios e ainda por cima num post como este, em que a ideia é mesmo perceber se os resultados são visíveis. E eu acho que são mesmo. Ainda por cima para mim, que sou toda "vitamin-adict", não se esqueçam que tomo imensos suplementos alimentares naturais, esta técnica faz todo o sentido. E é saudável, claro! Nada de botoxs da vida, nem nada disso. Aqui, o que estou a fazer é a "atestar" a pele com elementos que só a fazem mais fresca, alimentada, entendem?)

 

Vejam mais de perto, e tirem as vossas conclusões. Eu?? Epá... acho que vou mesmo seguir a estratégia de ir 3 meses seguintes. Não acham?

IMG_20150608_150002.jpg

IMG_20150608_145743.jpg

 E agora, vamos ao que interessa. Onde me vitaminei eu?

 

Com o meu fantástico Dr. Emilio Valls (conheci-o no dia, mas a empatia foi tão grande que parece meu amigo de anos ;)) da Clínica Luso Espanhola. A Clínica tem sede no Porto, mas o Dr. dá consultas às sextas feiras no consultório do Dr. Tallon em Lisboa, no Campo Grande. É só procurarem em ambas, quer seja de um ou do outro lado.

 

Beijinhos... da "miúda" Mendinha que agora, depois deste Mesolift  ainda se sente mais miúda. Tão bom, não é!??? 

Pág. 1/2