Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Barriga Mendinha

Barriga Mendinha

Sabem o que é o hipotiroidismo?

A Semana Internacional da Tiroide  comemorou-se por estes dias (entre 25 e 31 de Maio) e o tema central deste ano é o Hipotiroidismo - o tipo mais frequente de doença de tiroide, que afeta 10 vezes mais mulheres do que homens e que 5% das grávidas acabam por desenvolver, daí fazer sentido marcar presença na blogosfera para um público maioritariamente feminino. Por isso me faz sentido, sendo o target do meu blog maoritáriamente feminino e muita grávida ou "gravida-tobe", falar do tema.

 

Ateé porque não me é estranho. A minha mãe, por exemplo, com a idade de 36 anos, esteve grávida da minha irmã e foi aí mesmo que desenvolveu a doença que tanta dor de cabeça lhe deu... até ter que ser operada e a tiróide lhe ser mesmo retirada. Tudo porque não controlou atempadamente...

tiroide2.jpg

 

 

Uma amiga próxima, por exemplo passou anos a "tratar uma depressão" que afinal... (depois de tristezas sem fim por estar "gorda" mesmo frequentando o ginásio diáriamente e fazendo dietas constantes).... tinha hipotiroidismo... Para ela foi um alívio saber e agora.. sim, há que ser medicada e controlada mas pelo menos não está "às escuras" . E este é o cerne da questão.

 

Esta doença tem parecenças sintomáticas com muitas outras patologias e por isso muitas vezes é confundida.

tiroide.jpg

Esta doença da tiroide resulta da produção insuficiente oumesmo nula de hormonas tiroideias pela tiroide. Esta subprodução de hormonas diminui o metabolismo do corpo, fazendo com que os pacientes se sintam frios, cansados e depressivos. Daí, tantas vezes não serem doentes diagnosticadas como deve ser.

 

Estejam atentas, é isso que pretendemos sensibilizar. A vossa saúde e o vosso bem estar são o mais importante.

 

Os sintomas físicos do hipotiroidismo podem afetar a autoestima, o trabalho e a vida familiar dos pacientes. Quando não tratado o hipotiroidismo não só diminui a qualidade de vida, como pode ter sérias complicações, entre as quais ritmo cardíaco tão baixo que pode levar a coma, tensão arterial e níveis de colesterol que podem resultar em doenças cardíacas, infertilidade e doença de Alzheimer.


Beijinhos, tenham um bom fim de semana... e fiquem atentas ao vosso corpo. Sabem que mais? Eu acredito que ele nos envia todos os sinais. Muitas vezs nós é que não ouvimos....

 

 

O dia da Criança festeja-se com fruta!

 

phpThumb_generated_thumbnailpng-1.png

Bem... o dia da criança aproxima-se e eu começo a receber muitas ideias e programas infantis no meu e-mail para celebrar este dia especial. Gosto de perceber que cada vez mais as marcas ligadas às crianças, se preocupam em festejar este dia não necessariamente com "coisas" mas sim com "acontecimentos". Vivemos numa sociedade tão consumista e muitas vezes distraída em relação ao que é realmente importante, que acho mesmo que este dia deve ser um dia de família, de encontros, de atividades, e algo que lhes fique na memória aliando diversão e aprendizagem.

phpThumb_generated_thumbnailpng.png

Por isso, a Compal e a Fundação Calouste Gulbenkian convidam todas as crianças e as suas famílias, no fim-de-semana de 30 e 31 de maio, a descobrir novas formas de ver a fruta com a iniciativa Pomarte Compal. No Jardim da Fundação Calouste Gulbenkian, entre as 11h e as 18h, poderão divertir-se e aprender através da arte num conjunto de iniciativas totalmente dedicadas a crianças de todas as idades e às suas famílias. E eu vou, claro. E nem vos digo como vai ser o "esforço"... No dia 30 tenho 2 trabalhos no Porto e no dia 31 estarei a pôr música no estádio do Jamor, a partir das 11 da manhã, no âmbito da Taça de Portugal. Mas... e este mas é um mas cheio da certeza das minhas prioridades... achei o programa Pomarte Compal tão giro, que farei das tripas coração para, no início da tarde, estar a apanhar cada um dos meus biscotinhos aos respetivos pais... e seguir para a Gulbenkian. Eles merecem e eu (tal como todos os pais, acredito) estou sempre desejosa de uma boa atividade para ambos.

phpThumb_generated_thumbnailpng-3.png

Apesar de eu só conseguir passar por lá no domingo, este vai ser um fim-de-semana em que o Jardim da Fundação Calouste Gulbenkian (um espaço, que ainda por cima adoro, faz-me lembrar a minha própria infância onde fiz tantos workshops de pintura e expressão dramática para crianças... já nos anos 80, já viram!?) se irá encher-se de cor e de muita animação com várias atividades e oficinas de música, artes performativas e artes plásticas, cujo tema central será a fruta.

 

O programa, aberto à participação de todos, conta com a orientação de uma equipa experiente de curadores da Fundação. Uma ótima forma de festejar o Dia da Criança, um pouco antecipado.

phpThumb_generated_thumbnailpng-2.png

A programação destes dois dias procura fazer um cruzamento entre o universo das frutas e seus benefícios e o das artes nas suas várias manifestações. Dirigindo-se sobretudo ao público familiar todas as propostas assentam em metodologias criativas e participativas que promovem simultaneamente a aprendizagem, a reflexão e o prazer através de um trabalho colaborativo e intergeracional.

 

As frutas aparecem assim no centro de todos os desafios criativos numa perspetiva que abre portas para muitos outros universos culturais e artísticos que vão do hip hop, à culinária, à construção de histórias, à intervenção mural, à construção de livros e à expressão plástica e performativa. Dois dias recheados de desafios estimulantes, de curta duração para permitir a mobilidade dos públicos e a participação em diferentes atividades. Um dia de festa que dará certamente muitos e bons frutos! Pomarte Compal será encerrado com um concerto do grupo português They're Heading West, que decorrerá às 18h, e que terá como convidados especiais Ana Bacalhau e José Pedro Leitão do grupo Deolinda. A entrada para o evento é livre.

phpThumb_generated_thumbnailpng-4.png

 E pronto, mamãs e papás de falta de informação não se podem queixar. Agora... é só não faltar ok, pessoal de Lisboa e arredores? Vão ser dois dias em cheio!!...

 

A entrada para o evento é livre e sujeita a lotação. Requer levantamento de bilhete no

próprio dia. Mais informações em www.descobrir.gulbenkian.pt ou através do telefone

217823800.

 

 

Uma história daquelas à Mendinha e uns Globos de Ouro alucinantes...

Eu acho mesmo, que deve haver gente que acha que eu já faço género com as minhas histórias mirabolantes. Mas não. Aliás, quem me dera que tudo corresse certinho e direito e a tempo e horas e tal e tal como a maioria das pessoas.

 

E pronto, depois do desabafo... cá vem a descrição da minha experiência louca que envolve a gala mais badalada do ano... uma série de acontecimentos atribulados, roupa escolhida na correria e produção feita em 20 minutos. Mesmo, literalmente... 20!! Loll... (até devia ter vergonha de o assumir. Ou não... bem, no fundo é por estas e por outras que eu sou a Mendinha que sou...). Pode não ser o look mais fantástico de todos, epá, mas amigas.. tendo em conta as condições até acho que não correu nada mal, pois não? 

IMG_201505146_014530.jpg

 Ora bem, siga com a história: mudei de casa e nunca mais me lembrei de passar na caixa de correio da antiga. Até que a minha ex- vizinha Rita (que está a receber o meu correio) me disse que estava lá um convite que presumia que fosse para os Globos.

 

Era fim de semana, os dias passam e a meu pedido, na 3a feira,  ela envia-me o número de confirmação para os ditos. A Mendinha, liga só dois dias depois. E as confirmações já tinham "fechado". E porque liguei tão em cima da hora perguntam vocês? Ai sei lá, porquê... porque foi uma semana louca, porque ando com mil coisas de trabalho na cabeça, porque os meus amores pequenos não me têm deixado dormir bem e ando muito esquecida, porque deixei "para amanhã" várias vezes, porque sou uma despassarada, porque precisava de uma assistente maravilha.... E pronto.

 

Supostamente liguei tarde de mais e aqui entre nós, se querem que vos diga, também não ia o "gato às filhoses" se eu não comparecesse à gala este ano. ( aliás, aqui entre nós, nem ao Hugo lhe apetecia, porque no dia seguinte acordava às 6 e pouco da manhã e andava a queixar-se disso, a partir do momento que soube que os Globos eram Domingo..). E pronto, assim ficou decidido. Este ano não estaria presente. 

 

Deixei-me andar na minha vidinha e nunca mais pensei nisso... até que... a minha querida amiga Rose Palhares (criadora luso angolana com quem tinha combinado já há uns tempos, que iria usar um vestido dela)... me pergunta pelo facebook como fariamos com o vestido para a gala? Se mo enviava por correio, se fariamos provas e como iamos organizar as coisas...aiiii!! Caiu-me tudo... faltavam 3 ou 4 dias. Pronto, já não havia tempo para grandes produções. Tive que lhe dizer que não ia. (E aqui entre nós, eu que já estava convencida que ia ver a gala no conforto do sofá... fiquei de novo cá com o bichinho... e a pensar " ó pá que pena, sou mesmo cabeça no ar..."). 

 

 Então, depois disto tudo, como raio cheguei eu à Red Carpet, toda "woman in red" e com ar de quem demorou um dia a arranjar-se para brilhar nesta Feira de Vaidades (de que tanto gosto... admito ;)) ?

 

Ora bem, o meu querido amigo Miguel Raposo, mandou-me uma sms a dizer que à última tinha conseguido a confirmação, para eu me arranjar e correr para lá, já não estava eu "nem aí" para os Globos. Eram 6 da tarde de domingo. Tinhamos que estar na passadeira vermelha ás 19.30.. E eu estava em casa de calções e t-shirt, com o Hugo a dormitar no sofá a Matita a saltitar pela minha casa e a minha sogra e bi sogra (avó) a fazerem sala lá por casa... Dei um salto. Apeteceu-me ser louca e ir! E o vestido e a make up  o cabelo?? Sei lá... a verdade é que eu gosto destes desafios. De ser diferente ( e gostem ou não gostem... isto é mesmo ser diferente da maioria...). Não sabia na altura, mas em breve far-se-ia luz!!

Captura de Tela 2015-05-26 às 14.43.23.png

 O Afonso tinha ido para o Pai, tinha a sorte da minha sogra poder levar a Matilde com ela. Só tive que lutar contra 2 coisas: o tempo... e a embirrice do Hugo, que primeiro não queria ir, dizia que eu era maluca e qua não tinhamos nada para vestir... mas que mal me viu a maquilhar com um ar muito concentrado, foi tomar um duche e em três tempos já estava "enfatado" e bonitinho...

gNqhaoV.jpg

Ora bem, como me organizei? Abri armários, gavetas e olhei, focada para as duas ou três opções que tinha. Experimentei uma capolana africana antiga com uns saltos enormes, mas depois achei que era muito alternativo.

 

Lembrei-me que tinha um vestido preto comprido de costas abertas, mas... o preto era algo que não me apetecia. Por fim, dei de caras com este vestido antigo da Mango (tem já nas minhas mãos uns 7 ou 8 anos imaginem) que ainda por cima, nunca tinha usado em nenhum evento público (tinha comprado em tempos para o casamento de uma amiga..). Vesti e gostei. Mas alto e pára o baile!! Achei-me muito despida.. não me sinto na forma que adoro ( uma barriguinha e uns quilinho que quero ver se abato...), mas também não ia desmotivar por isso ( podem ver-me aí nas duas versões, pois o calor era tanto no Coliseu, que tive mesmo que tirar o casaco senão ia destilar:)).

 

Ia era arranjar soluções para me sentir com mais classe e "protegida". E assim foi.

IMG_201505146_125351.jpg

Fui ao armário dos casacos e boleros e este, curiosamente também da Mango (até isso correu bem, para poder dizer na imprensa por quem fui vestida ehehe) pareceu-me que dava o toque final e me fazia sentir mais confortável. O Hugo aprovou.

 

Bora lá!! Está quase. Faltava a carteira. Fui ver o que tinha de bolsas de toilette e dei de caras com esta maravilha que comprei em tempos numa loja de roupa vintage e em segunda mão, a Outra Face da Lua. Adoro a loja e acho que roupa e assessórios com história são quase como um statement em estilo. E assim foi. Fazia  todo o sentido. Já que esta produção foi feita num ápice... e com roupa que tinha em casa, uma mala vintage vinha mesmo a calhar.

IMG_201505146_021422.png

Cabelos e make up? Ai.. quem me dera ter sido o meu querido Ronny do Studio SDV a tratar de mim, concerteza, faria um penteado todo sofisticado... mas a verdade verdadinha é que peguei numa escova e em alguma laca para deixar o cabelo coladinho à cabeça e atirei uma das melenas para o lado. Graças a Deus, tinha esticado o dito cujo há uns dias e deu para "dar o ar" só assim em 3 minutos dedicados ao look.

 

Quanto ao rosto, aproveitei a extensão de pestanas feita na Hollywood Nails, também na semana anterior para não exagerar na maquilhagem ( não só por escolha mas também por falta de tempo ora pois então...). Um eye liner bem forte, uma tez limpinha e um lábio vermelhão. Et voilá!

 

E pronto. Sabem que mais? Não só chegámos a tempo como ...cedo.... eu não queria acreditar. Ainda deu tempo para relaxar e beber uma cervejinha (a conjugação "não perfeita" mas que roçou a perfeição antes de entrarmos no Glamouroso e histório Coliseu dos Recreios de Lisboa).

Captura de Tela 2015-05-26 às 15.07.13.png  

Pisámos então, a passadeira vermelha, comigo num misto de orgulhosa com envergonhada, assumo, não me vou fazer "só" de forte. Afinal teria que assumir tudo isto que contei quando me perguntassem quem me vestiu. Só assim fazia sentido eu ir com um vestido antido que tinha no armário... Não deixo de ter pena de não sido um criador nacional, como já tantas vezes o foi, a vestir-me, acho que estes momentos também são feitos para eles brilharem. Mas também acho que este meu exemplo, pode levar muitas mulheres a deixarem-se de "frescuras"..

 

Epá... não fui perfeita? Não. Mas fui quase... principalmente  tendo em conta que foi tudo uma produção-express da minha parte e que não deixei que esta "grande falha" minha me impedisse de brilhar à minha maneira e de assistir e participar num evento fantástico e já incontornável na nossa sociedade mediática e artística. Olhem, há males que vem por bem. Se nada disso tivesse acontecido.. estariamos aqui a discutir o outfit da menina, assim espero que se discuta a atitude e a coragem de assumir este erro tornado  uma história para contar aos filhos quando virem as fotos da mãe nos Globos 2015...

2015-05-25-31-Rita-Mendes-e-Hugo-Caetano.jpg 

IMG_201505146_014006.jpg

 IMG_201505146_125651.jpg

Captura de Tela 2015-05-26 às 15.18.10.png

E assim... a brincar, só assim gostei (e pude.. ;)) viver esta noite dos Globos de Ouro 2015. A verdade é que esta noite de Glamour é incontornável e para quem vive da imagem, estar presente na mesma é algo que sublinha o nosso potencial de trabalho. "Faz parte" como alguém dizia por lá. Sim, faz parte "aparecer" e "aparecer em bom"... Eu? No meio desta loucura, juro que tentei ahhaha! Foi uma experiência, lá isso foi e no fim até acabou tudo em bem.

IMG_201505146_013755.jpg

Ok... não irei, concerteza aparecer nos looks "Xptos" das revistas e blogs, mas aqui entre nós, senti que tinha que partilhar esta história que acredito não ser muito comum e deixar o recado muito importante a todas vós: A insegurança mata-nos. Mesmo num ambiente como este, em que todas são Princesas e envergam vestidos de centenas ou milhares de euros ( que eu também já enverguei e espero voltar a envergar, atenção!! haja tempo e cabeça ;))...podia ter-me sentido "menor" . Mas muni-me das minhas melhores armas para me sentir bonita e merecedora daquele espaço.

Captura de Tela 2015-05-26 às 14.51.45.png

 

Um sorriso genuíno, um decote pronunciado, um vestido vermelho e um homem bonito ao lado. E pronto! Ninguém conseguiu deitar abaixo a minha auto-estima!

 

 

Ah... e depois da embirrice do Sr. Hugo Caetano.. aqui entre nós... só nos fez bem foi ir passear-nos todos bonitos e voltar a casa sem filhotes... se é que me entendem ;) Cansados sim, mas tão sexys e bonitinhos que tivémos que aproveitar o momento! Obrigada Globos de Ouro ;) 

 

 

 

 

 

Quem quer um ano de iogurtes bebíveis grátis???...

Quem quer um ano de Iogurtes Danone Um Bongo grátis???...

 

Bem.... e depois das minhas fotos, dos meus fihos, com os meus iogurtes... desafio-vos a serem agora, as vossa fotos, os vossos filhos (fotografem-nos a consumirem o delicioso Danone Um Bongo e coloquem o hastag #agitafurabebe) e... os vossos iogurtes Danone Um Bongo. O que acham?

 

Para além da óbvia vaidade e carinho que têm nas vossas crias....há surpresas a caminho...

umbongo_imagem-full.jpg

Eu e a Danone temos para oferecer um ano de iogurtes Danone Um Bongo (sabem quantos são? 416 iogurtes!!) !! Maravilhoso não é?

 

Para se habilitarem,vou pedir-vos que deixem nos comentários aqui doblog uma frase que descreva a sensação dos vossos  filhos quando bebem Danone Um Bongo. Não se esqueçam que o conceito do #agitafurabebe será o foco dessas frases. As frases serão depois escolhidas, por mim em conjunto com elementos da Danone Portugal.

 

Juntos, vamos seleccionar a frase mais divertida, tocante, criativa e que melhor ilustre o lugar que este novo produto tem na vossa vida familiar.

 

Podem consultar todos os detalhes do passatempo no regulamento

abaixo.

 

bdn.jpeg

Termos e Condições:

1. O passatempo inicia-se dia 25 de Maio às 18:00h e termina dia 5 de Junho de

2015.

2. Poderão participar indivíduos maiores de 18 anos, residentes em Portugal.

3. Para participar, o concorrente deverá escrever uma frase criativa que descreva a

sensação dos seus filhos quando bebem Danone Um Bongo e fazem o #agitafurabebe

(ou seja, quando agitam o copo, furam a tampa com a palhinha e consomem o

produto). O participante deverá escrever a sua frase nos comentários do blog

BARRIGA MENDINHA.

4. O vencedor será escolhido, de entre todas as participações, pelo responsável do

Blog

em conjunto com elementos da Danone Portugal, que seleccionarão a participação

que considerarem ser a mais divertida, criativa e que melhor ilustre o modo de

consumo do produto.

5. O passatempo terá um único vencedor ao qual será oferecido um ano de iogurtes

Danone Um Bongo sob a forma de vales. “Um ano de iogurtes” equivale a 2 packs de

produto por semana (104 packs/ano), num total anual de 416 unidades de iogurte.

6. O anúncio do vencedor será feito no Blog BARRIGA MENDINHA no dia 11 de

Junho 2015. O participante vencedor

será contactado directamente através do email utilizado por si para formalizar a sua

participação. Nesse email ser-lhe-à solicitada alguma informação pessoal (nome e

morada), indispensável para a atribuição do prémio. Caso estes dados não sejam

fornecidos num prazo máximo de 15 dias após envio da mensagem por email, o

vencedor perde o direito ao prémio.

Outras Disposições:

7. A participação no passatempo pressupõe a aceitação pelos participantes de todas

as

condições indicadas no presente regulamento sendo apenas consideradas válidas as

participações que o respeitem na íntegra.

8. Não serão admitidos no passatempo trabalhadores da promotora, bem como todos

os

trabalhadores e colaboradores de empresas prestadoras de serviços envolvidas neste

passatempo.

9. Em caso de dúvida sobre o Passatempo, o participante poderá enviar as suas

questões

para o seguinte endereço de correio electrónico: mail

10. O prémio atribuído no presente passatempo não poderá ser convertido em outros

prémios ou em dinheiro.

11. A submissão da participação nos termos previstos, no presente Regulamento,

pressupõe e implica a declaração tácita de que o participante é autor do que enviou, e

de livre e espontânea vontade, e sem exigir qualquer contraprestação, autoriza a sua

divulgação, publicação, utilização, reprodução e exploração, por qualquer meio e em

qualquer suporte, de forma exclusiva e sem limite temporal, bem como, que os

conteúdos enviados resultam da criação original do participante, inédita, que não

participou noutro passatempo ou concurso, de modo a que não dê lugar a

reclamações por violação de direitos de propriedade industrial por parte de terceiros,

assumindo o participante todas as responsabilidades de qualquer reclamação neste

sentido.

12. A promotora não se responsabiliza por quaisquer extravios de mensagens, correio

ou

entregas retardadas por parte dos operadores telefónicos e de CTT.

13. Está reservado o direito de exclusão de qualquer participante que esteja, de

alguma

forma, a violar o presente regulamento, que aja de má-fé, ou que participe utilizando

informação falsa, viciando assim o passatempo.

14. Toda e qualquer actuação ilícita para obter qualquer vantagem competitiva no

decorrer deste passatempo, será considerada fraudulenta, sendo consequentemente

excluída da acção.

15. Está reservado o direito de alterar, adiar, antecipar, encurtar, prolongar ou terminar

este passatempo a todo o tempo, no caso de ocorrer alguma actividade ilegal ou

fraudulenta, ou algum factor externo, fora do controlo da organização, que afecte o

bom funcionamento do passatempo. Nestas circunstâncias, os participantes não terão

direito a qualquer tipo de compensação ou explicação.

16. Não serão admitidas e podem ser imediatamente excluídas, as frases que vão

contra

os princípios e valores da Danone, com conteúdo considerado inadequado, atentatório

da moral pública, dos bons costumes ou de quaisquer crenças e convicções religiosas,

políticas ou ideológicas, ou que tenham carácter difamatório ou injurioso.

17. Os casos omissos no presente Regulamento serão alvo de análise e decisão por

parte

da promotora, não podendo haver recurso sobre a mesma.

18. O fornecimento dos dados pessoais do participante vencedor é obrigatório, pois

sem

esta informação é impossível proceder ao envio dos prémios.

 

Os xixis da Estrela....

E os cocós também claro... o desfralde, portanto.

 

Já tinha passado por "ela" uma vez e nem foi assim há tanto tempo, mas como o Afonso é (e o foi desde cedo) um miúdo muito despachado.. e também porque ao contrário do que dizem (sempre ouvi dizer que com as meninas é mais fácil)... largou as fraldas com alguma facilidade... parece que já nem me lembrava. Nem das coisas mais difíceis como ter que estar 24 horas por dia atenta aos sinais e necessidades da criança, nem das coisas boas, como o orgulho e festa tremenda que se faz a cada pequenina evolução...

IMG_20150521_171232.jpg

Tem sido dose. Giro (porque o é sempre! Cada xixi na sanita ou bacio é uma ternurinha e festança!), mas.... dose. Ainda este fim de semana lhe mudei de roupa umas 3 vezes por dia. E quase todos os dias, antes de ir para a escolinha tem feito xixi pelas pernas abaixo... Imaginem lá a cena mãe carregada até à última com coisas delas e dos miúdos, a puxar por um, a chamar pelo outro.. e ela, já com a porta do elevador aberta para descermos diz assim: " À Mámã.. à Matita.. à xixi na queca!...".. e lá vem ela de perna aberta com as calças, as pernas, as cuecas, os sapatos,as meias.. tudo encharcado... ai vida!! e lá entra a mãe de novo em casa. Pousa tudo, refila com todos os deuses desatentos que deixaram que a Matilde não se comportasse... naquela altura, logo naquela altura. Mas pronto, são ossos do ofício..

IMG_20150522_215837.jpg

 Bem.. mas é um processo e temos que o acompanhar. A verdade é que ainda nem há duas semanas, ela andava de fralda e agora... até por iniciativa da própria, nem a quem ver pintada de ouro. A sua nova paixão são as "quecas" e ainda ontem comprei umas da "Princesa Sofia" que ela veste umas por cima das outras.... lol... Divertimento e consolo para ela... pânico oara mim... Uma coisa é "mijar" umas cuecas outra coisa é "mijar" 4 ou 5 de uma vez. Aliás, nas últimas semanas parece que não vive mais ninguém nesta casa, as máquinas de roupa são todas recheadas de roupa... da senhora dona Matilde Estrela.

IMG_20150522_215951 (1).jpg

Eu que andava a "rezar-lhe pela pele" em segredo, porque achava que já no Verão do ano passado ela podia ter deixado as ditas ( de novo "culpa" do Afonso que no Verão antes de fazer 2 anos já quase não usava fraldas- sim sei que foi precoce, principalmente sendo rapaz, mas habitou-me mal...), agora, dou por mim, super orgulhosa... e mais ainda quando ela "despachada" como ninguém nem sequer o redutor na sanita quer. Pede-me para se sentar, agarra-se com as duas mãozinhas e toda orgulhosa de si lá trata dos seus assuntos. Para eles é uma sensação de liberdade tremenda. A minha corre nua pela casa e sente-se feliz, tão feliz! E quem por isso, nem que seja só por isso... mesmo que esta época seja chata pela quantidade de roupa a lavar.... é também tão especial por ser uma espécie de ritual de passagem e de libertação.

IMG_201505142_103043 (1).jpg

Está mesmo a virar menina a minha Caxuxa! Mães que me lêem.... para os outros esta fase pode ser hiper natural ( e é-o sem dúvida) mas digam-me lá vocês se também não sentem que esta passagem para as cuecas... acaba por ser simbólica e uma espécie de passagem de bebé a criança? É mesmo uma coisa especial.

IMG_20150524_101244.jpg

 

 

 

Cativar os miúdos com o sabor... e o furar de uma palhinha!!

Contente que não posso!! A Matilde começou a comer iogurtes!! E este é delicioso e ela come sozinha e satisfeita ;)

 

A minha felicidade passa pelo fato da Estrela nunca ter sido fã deste alimento, talvez pela textura, não sei bem, mas verdade verdadinha é que também nunca mo conseguiu elucidar do "alto" das suas tentativas ainda erráticas de expressão. Desta vez, mal lhe pus ( a ela e ao mano) estes novos Danone Um Bongo à frente, quis logo picar a tampa (acho mesmo isso muito bem esgalhado, porque todos os miúdos adoram abrir e  furar de tudo um pouco) e... tcham tcham tcham tcham... Fez-se magia!! Começou a beber e... adorou! Que bom! Menos um problema para esta mãe. Sim, porque eu que sou uma "iogurteira môr" nunca percebi tal resistência.

 

O Afonso? Bem... esse que já os adora e que... venera também os sumos Um Bongo tradicionais do épico "Bom Sabor da Selva" (que já vem da nossa infância, que maravilha... lembram-se do anúncio e da música Mães?...)... comeu... ups...desculpem.. bebeu os 3 que a irmã deixou de lado. Acham normal?

 

Parece-me mesmo que estes vão ser a moda da casa nos próximos tempos, ainda mais quando lhes cantei em tom divertido o #agitafurabebe ( bora colocar fotos giras dos vossos filhos neste hashtag a beber Danone Um Bongo? ) lálálá... que é o grito de guerra destas novas coisas boas fresquinhas. Primeiro agita-se, depois fura-se e finalmente bebe-se.

 

Filhos contentes. Mãe descansada. Ai... adoro estas invenções!!!

 

IMG_20150514_000555.jpg

IMG_20150514_000732.jpg

IMG_20150514_000933.jpg

IMG_20150515_165629.jpg

IMG_20150515_165749.jpg

 

O primeiro corte de cabelo da Matita levou toda a gente ao cabeleireiro ;)

Andava a prometer há tanto tempo (principalmente às avós lol... que não me largavam com isso)... que agora teve de ser. O primeiro (sim o primeiro, imaginem!) corte de cabelo da nossa Matilde Estrela. E já agora, como era sábado, dia de família e andámos todos em magote o dia todo... a família resolveu também ir ao corte. O Afonso aparar os seus caracóis, como faz de quando em vez. O Hugo rapar à maquina 2. A Mamã aparar as pontas e esticar o cabelinho e pronto.. a Matita, cortar 3 dedos, o que me parecia imenso ao início ( adoro o seu cabelinho comprido), mas no final acabou por ficar maravilhosamente porque as pontinhas que foram tiradas já estavam muito fininhas e esticavam quando puxados.

 

O Ronny que é o meu cabeleireiro (e responsável pelo meu atual tom bem mais escuro do que costumo usar ;)), está neste momento a expandir o espaço do seu salão, o RDV Studio e também foi muito giro por isso, porque basicamente estreámos o novo spot. Ainda a cheirar a novo ;)

 

Como vocês já devem saber, tento fazer de tudo, até das tarefas "obrigatórias" e banais, como, por exemplo, cortar o cabelo, momentos divertidos e, sempre que possível em família. Este foi mais um e que correu muito bem, porque eles ( os meus filhotes) também se portaram surpreendentemente bem... a sério! Que orgulho! Trabalho facilitado para o Ronny e a mamã toda babada. Ora vejam lá! 

 

E vocês, quando cortaram o cabelo dos vossos babies a primeira vez? E guardaram os caracolinhos? Inevitável não é?... ;)

Captura de Tela 2015-05-18 às 10.52.42.png

Captura de Tela 2015-05-18 às 10.40.35.png

Captura de Tela 2015-05-18 às 10.40.52.png

Captura de Tela 2015-05-18 às 10.41.10.png

Captura de Tela 2015-05-18 às 10.41.42.png

 

IMG_20150516_114634.jpgCaptura de Tela 2015-05-18 às 10.42.00.png

IMG_20150516_125602.jpg

IMG_20150516_130936.jpg

 IMG_20150516_124137.jpgIMG_20150516_123713.jpg

 

Depois de 11 dias sem eles, voltar foi assim...

Ainda me faltam dois posts acerca da viagem-maravilha, mas antes de os lançar, apetece-me hoje(aliás é algo tão visceral que preciso falar disso), contar-vos acerca dos sentimentos do reencontro e no fundo também dos da ausência.

 

Estive 11 dias fora. E com isto, claro que, para além das fotos alegres e coloridas que tenho andado aqui a postar... este tempo mexeu comigo. E presumo que também com eles, com os meus filhos. Foi a primeira vez que me ausentei por tanto tempo, mas no fundo acho que o impacto que teve neles também se atenuou, devido ao fato de eles serem muito independentes e passarem temporadas, um com o pai desde sempre e a outra também com o pai e avós, quando eu pontualmente ando a trabalhar por aqui ou por ali naqueles fins de semana maratonistas a "fazer piscinas" pelo país a fazer eventos e gigs (para quem não conhece, é a gíria dos djs para concertos ou espetáculos). Pronto, até me sinto, com isso menos "culpabilizada", vá lá...

Captura de Tela 2015-05-15 às 15.53.19.png

Há mães, amigas ou conhecidas que me dizem que em 3, 4, 5 anos da criança, nunca ela (por falta de apoio familiar ou por opção própria) nunca os seus filhos dormiram fora de casa ou longe delas. Eu acho que isso é um exagero e que os torna "mother-dependentes" em demasia, mas cada um sabe de si e dos seus. Eu sei... é que tive muitas saudades. Mas soube geri-las bem, até... E acho que é esse o meio termo de que quero aqui falar.

 

Sim, enquanto por "lá" andei, pensava umas 10 vezes ao dia se teriam dormido bem, ido à escola, comido como deve ser, se andariam a fazer birras, a quem se estariam apegar, nesta minha ausência (ai, os ciúmes de mãe.... ;))... mas depois acreditava que as más noticias correm depressa e como quase todos os dias falava com um ou com o outro (que muitas vezes nem queriam falar, só grunhir, cantar ou refilar, claro!!)... E pronto, lá seguia eu... rumo a uma mulher mais feliz, a ver os meus rios, as conhecer as minha pessoas, a viver as minhas cidades, a comer os meus petiscos. Aquilo que as pessoas, fazem, no fundo,  geralmente nas férias. 

 

E assim foi correndo... até... bem... acho que até 2 dias antes de chegar. Dizem que o final custa sempre mais e custa sim, nem vos digo nada. Saia eu de Praga, rumo a Berlim, uma cidade de queria conhecer há anos, saia eu, num misto de ansiedade para chegar à dita cuja e vontade que o fim de semana passasse rápido para voltar a "aterrar" não só na minha terra (se bom viajar mas voltar sabe tão bem...) , mas mais ainda na minha família. Estranho o ser humano... eu que consegui, durante uma semana inteira controlar esses ímpetos de mãe galinha, obsessiva e preocupada, andei a contar os minutos cá de mim para mim... para que o fim de semana passasse e a verdade é que acho que por isso não me apaixonei assim tanto por Berlim como poderia ter apaixonado, se estivesse "liberta" destas lamechices maternais... (pronto, lá terei eu que lá voltar um dia destes ;))

 

Cheguei. Finalmente. 2a feira, pelas 15 horas. O Hugo foi-me apanhar, fui a casa deixar as coisas e dar uns "miminhos" ao rapaz, porque sim, quando se têm dois filhos super absorventes, temos que encontrar assim o nosso espaço entre horas de apanhar e levar as criancinhas e dar banhos e aturaebirras, se é que me percebem lol... Falta de privacidade é sinónimo de amar os filhos e compreender as suas exigências, nesta sua fase inicial de vida, não concordam? Mas os pais também têm necessidades anyway ;) Pois bem... depois de ... hummmm... ir tomar duche a casa, ele voltou ao trabalho e eu.. corri, ou antes, acelarei para eles. Primeiro segui para apanhar o Afonso na escolinha dele, depois a Matita.

Captura de Tela 2015-05-15 às 15.54.47.png

Ia nervosa. Agora sim, começava a sentir que o peso da ausência, podia tê-los perturbado realmente, sabia lá eu. Principalmente a Matide Estrela, que ao compreender ainda pouco do que lhe explicámos (avião- vrummm- mãe- até já- viagem... e tal e tal..:)), podia revoltar-se com o fato de eu não ter estado por cá "tanto" tempo...E pronto... ia com tanto nervoso miúdinho que parecia mais que ia para um encontro amoroso.

 

E pronto... fato consumado. Vamos lá, avançar para os reencontros e rezar para que corra tudo bem e eles não estejam armados em "putos destabilizados":

 

Abre-se, então, a porta da sala de aula do primeiro... que me recebe bem, sim senhor.. mas como se me tivesse visto ontem. Na "boinha" mesmo. Estranhei, mas, claro, entrei na onda. Beijinhos e abracinhos, mas no fundo os que me dá diariamente. ok.. fiquei um pouco confusa mas deixei andar. Achei que era sinal de que estava tudo nos conformes. E estava. Seguimos ambos a falar das trivialidades da vida, do avião, da tia que está em Praga, dos "Invisimals", das comidas da escola... E lá fomos os dois, como sempre, buscar a mana, ao outro lado da avenida.

 

Subimos as escadas e a Matita Estrela, mal me viu, largou os seus importantes a fazeres (brincava de cozinheira a um canto).. correu para mim com o sorriso mais aberto do mundo e deu-me um xi-coração do tamanho do caminho da minha viagem pela Europa. E olhem que ainda foram muitos quilómetros... Não estava zangada afinal. Longe disso. Ufff... respirei fundo. Estava tudo ok.

 

Fomos os três para o carro e antes de ir para casa, decidi aproveitar o dia maravilhoso ( estavam 28 graus em Lisboa e eu vinha de 13... em Berlim..) e brincar com eles no parque. E foi aí que percebi que tinha voltado efetivamente a casa e aos meus filhos. Começaram as teimosias, as ciumeiras um do outro, as lutas por subir para o escorrega primeiro...o normal, portanto.

 

Observei-os um pouco mais de longe e agradeci ao Universo tê-los, mesmo com birras e afincas-pés, agradeci ter para quem voltar depois de conhecer um pouco mais do mundo, agredeci as olheiras que eles me dão (mesmo que refile tantas vezes delas) e as aprendizagens que me proporcionam ao ter que lidar com as partes "mais difíceis" de crianças saudávelmente insolentes.. sim, porque essas são as que nos fazem crescer. Agradeci, ter uma família linda e saudável. Agradeci à vida, as experiências tão diversas. Um dia viajante solitária de mochila às costas. No dia seguinte, Mãezona orgulhosa das suas crias.

Captura de Tela 2015-05-15 às 15.54.06.png

E pronto... nunca pensei que o (re) encaixe fosse tão rápido e natural. Mãe pensa demais é o que é. No mesmo dia voltámos ao banho de "piscina" ( banheira cheia de água e brinquedos para os dois e a mãe na coordenação possível da coisa), aos "dramas" do "quer-não quer" jantar, às dificuldades para os meter na cama.. e voltámos também às risadas, às brincadeiras, aos desenhos e histórias antes de dormir, às palhaçadas, à felicidade de cada evolução natural de cada um deles.. Ficaram entusiasmadíssimos ao ver os souvernirs e prendinhas que trouxe e... back to real life!!

Captura de Tela 2015-05-15 às 15.55.45.png

 Cheguei. Fui e vim. Eles são os mesmos, um pouco mais "pessoinhas" ( sim, não acreditam os pormenores que me pareceram diferentes com 11 dias "fora deles"). Eu... sou uma pessoa mais rica. E pronto, ok... muito mais cansada lol, assumo, porque me diverti à barda, nas férias, mas descansar que é bom... nada de nada, essa é que é essa. E a diferença de antes de ser mãe, é que agora não tenho 2 dias para dormir até recuperar os sonos. E então? Olha, e então, nada! É assim a vida. E a vida que gosto e quero e escolhi. Já estamos todos juntos. Já está tudo bem. E eu tenho mais uma viagem para a vida, na mala das memórias. Happy! Parece-me agora, já mais de longe, que tomei a opção certa e que... Quem volta de onde nunca saiu tem o seu lugar à sua espera para sempre. Obrigada meus filhos.

 

Praga- parte 3- zona antiga e passeio de barco

Mais um dia em Praga, em que o foco, foi desta vez, a margem da "Praga Antiga", a parte oeste do Rio Vlatva. É lá que o maior castelo medieval do mundo (no fundo é o complexo que em que está inserido) está e lá também que numa pequena aldeia (e quando falo em pequena... é porque é pequena mesmo... quase que parecia o "Portugal dos Pequeninos") onde, entre outros artistas viveu o escritor Fran Kafka. O chamado "Jardins do Paraíso" e claro,.. a parte da cidade "do outro lado" que também tem uma vida muito própria, talvez um pouco mais artística, boémia, arternativa...IMG_20150507_182003.jpg

IMG_20150507_183050.jpg

IMG_20150507_185556.jpg

IMG_20150507_184130.jpg

IMG_20150507_175930.jpg

 

Captura de Tela 2015-05-12 às 14.35.55.png

IMG_20150507_174651.jpg

IMG_20150507_175728.jpg

 

IMG_20150507_175023.jpg

 

 

 

Captura de Tela 2015-05-12 às 14.34.51.pngCaptura de Tela 2015-05-12 às 14.33.43.png

Captura de Tela 2015-05-12 às 14.35.22.png

Captura de Tela 2015-05-12 às 14.36.45.png

 

Captura de Tela 2015-05-12 às 14.36.16.png

 

O nosso Guia, para além das histórias mirambulantes do povo da cidade que nos ia contando a casa esquina, ainda nos apresentou os Trdelnik, um dos bolos tradicionais da República Checa e me ajudou a encontrar um café expresso.. ok... se não muiro bom, pelo menos aceitável ;)

IMG_20150507_174835.jpg

IMG_20150507_170249.jpg

IMG_20150507_171353.jpg

IMG_20150507_174458.jpg

IMG_20150507_170512.jpg

 

Outro dos pontos altos do dia foi o passeio que eu e a minha mana fizémos ao longo do Rio Vlatva. Pode parecer muito turístico, mas sinceramente é daquelas coisas que vale a pena fazer em qualquer cidade que tenha um rio. A prespetiva que se tem das margens é diferente e ve-se o que de terra não se consegue. Além disso é super tranquilizante e romântico.. Bem fixe!

IMG_20150507_153221.jpg

IMG_20150507_160638.jpg

IMG_20150507_155400.jpg

IMG_20150507_154625.jpg

IMG_20150507_153340.jpg

IMG_20150507_154027.jpg

 

Captura de Tela 2015-05-12 às 14.29.50.png

Captura de Tela 2015-05-12 às 14.31.04.png

 

Praga- parte 2- como uma "habitante local"

  1. O segundo dia em Praga foi um dia mais cool. Saí com a mana da residência Universitária onde ela vive atualmente (em Praga 6), já pela hora do almoço e partimoa ambas para um dia como se fossemos umas checas locais. Compras no supermercado, passeio até ao centro da cidade, e paragem perto da ponte mais emblemática da cidade, a Charles Bridge enquanto bebiamos uma cervejinha.

18384204_4pjfg.jpeg

18384205_TKUoC.jpeg

 

Olhem lá esta ideia... ginásio noturno hãaammmm!? Que tal?IMG_20150506_161805.jpg

IMG_20150506_163201.jpg

IMG_20150506_162407.jpg

Depois, subimos de "tram" (um misto de autocarro e elétrico que povoa as ruas de Praga e que é super eficiente e rápido) até ao Metrónomo, um ponteiro gigante que representa as vítimas do comunismo e como o povo checo nunca se esquecerá delas. Aí... o Letna Park, uma vista brutal e um ambiente meio artístico, meio natural cativaram-me de todo.IMG_20150506_155610.jpg

IMG_20150506_160521.jpg

IMG_20150506_154728.jpg

Passei à porta do "karlovy Lazne", considerado o maior clube de música, discoteca da Europa Central e pronto, como Dj que sou... lá tive que fazer a "macacada"...

IMG_20150506_162007.jpg

Da Charles Bridge arrisquei a "pegar" no Castelo do Praga, que mesmo sendo considerado o maior castelo medieval do mundo... até coube entre os meus dedos, já viram? Sou mesmo também eu uma grande mulher, patra ter conseguido este feito, já viram? ahhahahIMG_20150506_171347.jpg

A cidade de Praga tem, no centro do Rio Moldava ( em Português), ou Vltava (Em Checo), como se queira, uma pequena ilha a que eles chamam "a nossa praia", "tadinhos".... mas é, ok, para além de praia não ter nada é dono de um outro parque fantástico, galerias de arte na rua, estatuas enormes por todos os cantos (estes estranhos bebés são do escultor Checo David Cerny),paredes de street art, um circuito mais alternativo mas mesmo assim com um ar muito interessante e cool. Chama-se ilha de Kampa.IMG_20150506_173228.jpg

IMG_20150506_174144.jpg

IMG_20150506_174816.jpg

IMG_20150506_175422.jpg

IMG_20150506_173516.jpg

IMG_20150506_174539.jpg

Captura de Tela 2015-05-10 às 22.19.26.png

Estar todos estes dias com a minha irmã "caçula" que eu já não via há uns bons meses foi também uma esperiência muito boa, enriqueceu os nossos laços, matou saudades e fez-nos conhecer uma a outra enquanto viajantes (acreditem que no dia a dia e em viagem, podemos ser mesmo muito diferentes). Ah... e agora percebo o encantamento que ela está a viver nesta cidade mágica. In loco é mesmo outra coisa.

Captura de Tela 2015-05-10 às 22.19.48.png

E como entrei completamente com ela e com as amigas na "onda estudante" durante estes dias, nem de outra maneira poderia ter sido ( bem... ficava babadíssima quando nenhum dos colegas e amigos queria acreditar que eu tinha 38 anos... achavam que era piada e davam-me 25, 26 no maximo - venho com o ego em cima, ahahah!!)... terminámos o dia num programa que adorei, a ver um filme checo, da época pós comunista (com legendas em inglês claro!!) na Faculdade de Belas Artes de Praga. É que às quartas feiras esse programa é "for free" e pareceu-me uma excelente iniciativa.

IMG_20150506_204416.jpg

IMG_20150506_205416.jpg

Foi definitivamente mais um grande e proveitoso dia... que treminou a beber um... (imaginem só)... vinho Tinto "Módry Portugal!!!!

IMG_20150506_215127.jpg

 

 

 

Pág. 1/2