Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Barriga Mendinha

Barriga Mendinha

Pintar a casa nas últimas horas do ano??...

 Sim, é isso mesmo que tenho andado a fazer por aqui...só eu mesmo!

 

Já ouvi falar de muita superstição mas esta... olha só se pega ;)

 

Bem, então sigam a linha de pensamento aqui da menina.. se dizem que Ano Novo é de renovação e de mudança, então eu quis fazer mesmo algo simbólico e  significativo para mim. Uma coisa que há já muito tempo tinha vontade... mas "preguiçava" e adiava.. E este ato quer quer também "tocar na ferida" dessa minha mania do "deixar para amanhã" e... ajudar-me a começar o ano com outra atitude. Amanhã não! Hoje! 

 

A renovação da casa e a escolha de uma cor cereja, energia da vida e da paixão pelo "Agora" (é esse o meu recado) foi uma daquelas maluqueiras que.. decidi pôr em prática hoje.. tipo... às 4 e meia da tarde.

 

Ando a precisar de cor na minha vida (sim.. quem diria.." Aquela que anda sempre em festa, devem vocês pensar..." Lol... pois já viram como são as coisas...) e este meu impulso acabou por ser um statement de mim mesma para... comigo mesma.

 

Fui ver na net, onde haveria uma loja de tintas aberta, hoje na minha zona e o horário da dita (fechava às 17h)... e corri até à CIN da Av. do Brasil. Em tempo record, escolhi a cor, agarrei nas trinchas, pincéis e afins, obviamente que.. surpreendi os senhores que lá estavam (principalmente quando lhes disse que queria uma tinta só com 2 de mão, porque queria acabar ainda hoje...) e corri até casa para começar antes de anoitecer.

 

E pronto... enquanto o Afonso via obcessivamente o Jake e os piratas da Terra do Nunca... a Mamã... pintava obcessivamente a parede da sala. 

 

Ainda me deu uma mini ajuda nos cantinhos e quando eu terminei a primeira de mão... disse que adorava a parede "cor de Faísca"...

 

E pronto. Era isto que queria contar.

 

Tá feito.

 

E desejar a todos um ano novo muito docinho e sucolento como esta cor cerejinha Paint it da Cin .

 

Bom ano! 

 

 

 

 

 

 

 

 

A carta de início de ano que todos deviam escrever a si mesmos..

 

 

 

 

2014 para mim…

 

REGRA NÚMERO 1 e da qual dependem todas as outras - Ao encontro da POSITIVIDADE.

 

- Por mais que a vida me vá pregando rasteiras, me vá cansando e me envolva em situações difíceis o MAIS importante é olhar sempre para o QUE HÁ de BOM: Parece Clichet, mas para uma pessoa como eu, este EXERCÍCIO (e que difícil e diário terá que ser) fará a diferença entre ver a vida como um copo meio vazio ( centrar-me no que não tenho) ou um copo meio cheio (centrar-me no que falta para atingir a borda do mesmo). Tudo o resto que descrever terá SEMPRE que ser acompanhado por esta sensação sincera de Agradecimento e não de lamúria.

 

- Afastar os MEDOS que me assombram as relações por ter sido muito magoada e ter cada vez mais dificuldade em acreditar no Ser Humano. Mas a verdade é que medo puxa desconfiança e desconfiança puxa descontentamento e descontentamento Separação quase inevitável.. Não pressionar  tanto quem se cruzar comigo. Quem vive comigo. Deixar fluir. O medo corrói e mais vale deixar o destino e o Amor fazer o que tem de ser feito. Acreditando sempre, claro.. mas sabendo, sem sombra de dúvida que ninguém é perfeito... e que “ na imperfeição se pode encontrar o certo para nós”...

 

- Quero deixar de ser INSEGURA no que faço e quero (deixar é forte.. quero aprender a ser cada vez menos) deixar fluir mais. Nas relações e no trabalho. Se começar por “ fingir” ser SEGURA , por exemplo, mais cedo ou mais tarde essa programação irá ser real no meu sistema e eu estarei no meu pleno e confiante Ser como tanto  quero. Só com confiança (a mais difícil das minhas lutas, apesar de saber que para fora não o transmito assim tanto…) chegarei a ser quem quero e à estabilidade que mereço. Preciso Acreditar.

 

- Arranjar  cada vez mais ROTINAS (tenho-as cada vez mais, até porque com dois bebés é quase impossível não as ter. Mas quero mais. Mais minhas. Mais apuradas). Não nos esqueçamos que não ter um emprego “nine to five” pode deixar muita coisa sempre para “fazer amanhã”... Não pode ser. Até porque tenho tantos planos para este ano, que só com os dias estruturados e organizados do início ao fim, atingirei os meus objetivos.

 

. Afonso e Matilde meia hora mais cedo na escola já fará a diferença. Estão muito dorminhocos, não sei o que faça a estes sornas que, se os deixar, não acordam antes das 10...

 

Quero:

 

. Arranjar TEMPO e não descurar o ginásio e agora a dança... por eles estou, desde o mês passado no Jazzy Life club, onde posso fazer ambos e onde vou pôr o Afonso no Hip Hop (não nos esqueçamos que ele quer ser bailarino ;) aqui será a primeira experiência) Sem estas atividades (para as quais às vezes existe a preguicite do arranque) tudo o resto se torna mais difícil. Sem eles não sou a mesma. Ah e claro... tornar o corpo saudável com o exercício, irá manter-me, cada vez mais centrada na alimentação coerente e correta..

 

- Não me deixar desmotivar com a dificuldade de arranjar patrocínios para os meus projetos. O blog, o programa de tv da Dj Mendinha, o merchandising e evento anual da Barriga Mendinha.... E eu tenho MESMO que me dedicar muito. Não está nada fácil, as condicionantes do país não são as melhores, mas nada é impossível...  Estas batalhas diárias, acabarão por ser a minha realização e orgulho, quando as coisas começarem a rolar como desejo.

 

  • Procurar um sítio/ publicação / canal tv para uma rúbrica Barriga Mendinha. Para a minha concretização, realização e imagem pública. Para chegar ainda a mais gente.
  • Lançar os meus 3 projetos do ano ligados ao Blog e à marca Barriga Mendinha: Cursos de culinária, workshop de imagem para grávidas e merchanding  de beleza infantil... uiiii só surpresa.. e muito trabalho.
  • Lançar o evento Anual da BARRIGA MENDINHA: já existe a ideia, agora é encontrar as pessoas certas para me ajudarem a pô-la de pé.

 

- ACREDITAR  que posso ser uma GRANDE DJ (com a credibilidade que fui ganhando ao longo dos anos e manter-se intacta e motivada mesmo com o lançamento de 100 djs por dia...) e dedicar tempo e vontade à "causa". Por vezes, as dificuldades, concorrência, falta de princípios, falta de bons cachets ou datas, desmotivam-me de tal forma que me vejo fechada em mim e sem vontade de  investir naquilo que é efectivamente também a minha carreira. Manter o estúdio arrumado e apetecível para me dar vontade de trabalhar.

 

- Por falar em ARRUMAÇAO, devo começar o ano a arrumar as papeladas, o estúdio, os cds, o cliping, as fotografias, a roupa - a minha e a deles... Sentir me organizada e limpa!! Isto sem falar no resto da casa... sim, porque ando cheia de pica para renovações (e vou já começar o ano com grandes obras na casa de banho...)

 

- Organizar as contas nos 2 primeiros meses do ano e depois juntar dinheiro todos os meses, nem que seja um mínimo. Agora não ou só eu...( o trio invencível precisa de dinheiro para viver confortavel, como todos os núcleos familiares)

 

-Dedicar me mais A MIM e não sentir na relação amorosa o centro do meu mundo. Não deixar de fazer nada por "ele", mesmo que o Ame. Já se viu que isso só acaba por causar desconforto a longo prazo. Se ao inicio é muito bom, em qualquer relação, mais cedo ou mais tarde sentirei que não faço o que gosto, em detrimento de alguém que gosta de mim mas não me dá o valor, tempo e atenção desejada. No fundo, tem sido sempre assim. Afinal Homens  e Mulheres são mesmo diferentes. Mais vale menos tempo mas de qualidade e se esse não existir, mais vale... gostar de mim, reencontrar esse Amor por mim mesma e pronto. Digam o que disserem, apontem o que apontarem.. Mais vale ser independente, forte, confiante… e no “ tempo livre” encontrar a paixão. E não ao contrário (toda a minha vida essa foi a equação e sempre me dei mal. Terei que experimentar o oposto algum destes dias, Vou tentar agora , talvez me surpreenda pela positiva).

 

- Ter como importante objectivo encontrar a ESTABILIDADE monetária. É muito difícil. Doloroso até viver na incógnita. Um mês muito bom, um mês muito mau. Para isso, tenho que me compenetrar que me vou ter que me "comercializar" como dj e produtora. Já é tempo… Preciso e mereço ganhar o meu dinheiro e viver confortável sem medo do mês seguinte...

 

- Ah, tirar o CURSO PRODUÇÃO e, com a ajuda e coordenação da minha agência, lançar até ao Verão um tema meu.

 

- E claro... deixar que a minha Sofia (agente lindaaaa), “trate” da DJ MENDINHA como anda a fazer., Segundo sei... grandes novidades para a criançada ( e também para mim eheheh) vêm aí...

 

- Não esquecer planos a LONGO prazo e tê -los sempre em mente este ano, porque este pode ser o primeiro passo paro os muitos que virão:

 

. Como sou Mãe de dois lindos Seres... ser feliz e ter estrutura monetária e emocional é cada vez mais imperativo. 

 

. Passar TEMPO DE QUALIDADE, com eles. Mais e mais. Eles são o meu principal porto de abrigo. E eu sei que sou o deles.

 

. Não esquecer que ainda quero dedicar me muito à ESCRITA, a minha primeira e grande paixão, mas não consigo fazer tudo a mesmo tempo. Nunca descurar que hei de escrever uma nova peça de teatro ou editar um livro! Por agora... no Blog exerço essa minha paixão e contacto com o público.

 

. QUERO SER FELIZ! Sou muito exigente às vezes, no entanto.. a vida é boa... sabiam?? Lindaaaa... uma experiência única e que passa rápido. E é o maior espectáculo do mundo, há que fazer com que valha a pena, aplaudi-lo de pé. Mesmo quando o Universo nos prega grandes partidas e nos sentimos sozinhos no mundo ( sim... e olhem que sentir isso com tanta a gente à volta, não é pera doce...);) 

 

Bom ano 2014 Mendinha. Força, tu consegues. Sempre conseguiste ;) E a tua força, casa vez mais, acaba por chegar para ti e para outros e outras que tu contagias com essa energia.

 

Sim, por isso.. e pelos teus filhos... vale tudo a pena.

 

Bora lá, para mais uma rodadaaaaaa ***

 

A Ajuda de Mãe, recebeu-nos para o almoço de Natal

 

Passaram já 3 dias e acreditem, que são poucas as vezes que o que fica de um acontecimento é maior do que as palavras que possa escrever. Pelo menos para mim. Que gosto de falar e escrever... E esta foi uma delas. Por isso demorei estes dias a tentar perceber o que queria mesmo passar acerca destas curtas mas sensíveis horas. O que iria escrever.

 

Explico-vos que tudo começou por motivos particulares, pessoais mas essa foi só a forma de ligar a ignição, porque a vontade, uma muito grande vontade me persegue há anos para fazer do Natal algo com verdadeiro significado.

 

Sim, mesmo com filhos, todos me questionam acerca disso... Sim, claro que os filhos restituiram, sem dúvida, alguma magia ao Natal, mas acreditem ou não, também sublinharam exatamente aquilo que me queixei acerca desta quadra durante tantos anos. Porque, nas verdade lhes queria dar outra educação, outras diretrizes... e é tão difícil vivendo eles numa sociedade que os "engole" e lhes formata a forma de estar na vida...

 

O consumismo exagerado. A obrigação de dar prendas. Não uma, não duas, não três... mas muitas prendas. Poucas são as pessoas que sabem comprar com consiência, que são "bons dadores" de presentes (aqueles que te estudam e sabem o que adoras, precisas ou que te sensibiliza...). Odeio assistir à corrida aos centros comerciais (e sim, faço-o o menos possível, acreditem). E mais ainda... tendo em conta a situação económica gritante em que o país se encontra, saber que a média gasta em prendas, festa de consoada, decorações e afins este ano foi... 394 euros ( não meus amores não é pouco, tendo em conta que há milhares a viver de ordenados mínimos) é incomodativo... 

 

Ok!! Mesmo assim gasta-se, gasta-se, com coisas que tantas vezes ninguém dá a importância devida. E não me venham dizer que é a Festa da Família. Sim, claro que assim o fosse no coração de cada um e a União continuasse a ser o mote... mas raramente o é. Quando a família é efetivamente unida., quando se complementa, quando os membros se amam, ajudam, partilham experiências tanto agora, como no resto do ano assim tem toda alógica. Agora  digam-me, em consciência.. quantas destas festas de Natal.. o são... só por ser?!!

 

Enfim... estas são efetivamente as explicações possíveis. Sim, porque isto da Solidariedade, não pode também surgir... só porque é giro, fica bem ou é suposto.. ou é Natal. Os "porquês" de cada um existem sempre, não me venham com tretas.

 

Bem, mas estamos então a falar do Natal, não é? E dos sentimentos que nos últimos anos me agarravam, mal a época e a música de sininhos em todos os cantos começava (grrrr... que irritante...).

 

Este ano, finalmente agi, em vez de pensar só na pena que tenho disto tudo, em vez de me lembrar com sinceridade de quem não consegue ser feliz na época das "festas felizes". Um pequeno gesto, o meu, eu sei, não mudará o mundo, mas a verdade é que todos os grandes passos são precedido pelo embalo. E este acredito ser o embalo. Para mim...

 

O tal sentido que eu queria encontrar e que... encontrei. Porque o dia de Natal foi dedicado a quem me pareceu precisar mais de mimos e sorrisos sinceros que algumas das pessoas que eu amo... mas que vejo todos os anos e com quem posso e prefiro partilhar momentos mais sinceros e genuínos. E que não são orfãs, e que não sofrem agressões e ameaças, e que não passam fome, e que não são postos de parte pela sociedade, e que não passam privações, frio ou lacunas fortes emocionais...

 

Decidi 2 dias antes.. tudo muito "à Mendinha" portanto  ;)... Contatei a eng Madalena Teixeira Duarte, a atual diretora da Ajuda de Mãe e propus-me a almoçar com as Mamãs (umas adolescentes outras já mais crescidinhas, sendo que a mais velha... tinha 23....), levando-lhes boa disposição, a minha Matilde para brincar com os filhotes delas (o Afonso só não foi porque o dia 25 foi passado com a família do pai) e a minha irmã Mariana a acompanhar-me. Só isso... já as fez sair da rotina, fartaram-se de me fazer perguntas, sobre a carreira, sobre os bebés... tivémos conversas triviais mas tão saborosas... como em qualquer mesa de Natal... não nos esqueçamos que elas, são neste momento e quem sabe, por mais alguns e bons anos, a família umas das outras...

 

Mais... consegui falar com duas marcas que me têm acompanhado nos últimos tempos e que sabia que não  me deixariam mal: A Mustela que ofereceu a cada uma delas um kit para os bebés e um creme reafirmante para elas, e a Hollywood Nails, que as presenteou com um verniz que muda de cor conforme o calor!! E pois... digo-vos assim sim, vale a pena dar prendas. Assim sim, sei que estes pequenos mimos as vão alegrar, sabem porquê? Porque elas têm efetivamente tão pouco. Não trabalham, estão num processo difícil de aceitação dos filhos, da nova vida, muitas vezes frutos de acasos pouco agradáveis, violações, relações conflituosas e até onde a agressão era o prato do dia... Estão a "reprogramar-se para a vida", para uma vida onde as crianças que geraram terão de ser o mais importante, mas uma vida onde elas querem e têm todo o direito a ser felizes e bem resolvidas, mesmo que os seus próximo s as renegem.

 

Sim, para elas estes presentes foram, acredito muito importantes. Mas mais importante ainda, acredito, tenha sido o fato de perceberem que Mães mais velhas, mais ocupadas, aparentemente modernas, cosmopolitas, profissionais... entendem o que se passa "daquele lado", que se preocupam com o seu vazio, com os seus receios, angústias, questões. Sim, porque eu representei um bocadinho disso tudo, entendem? Eu não sou uma monitora, uma voluntária, uma professora.

 

Ser Mãe é a magia mais grandiosa de toda a vida, mas por isso mesmo, também pode ser a experiência mais aterradora. Imaginem só, se nós nos nossos vintes e muitos, trintas, fomos abraçadas pelas dúvidas.. imaginem estas meninas. Muitas abandonadas pela própria família, namorados e amigos...

 

Entendem, agora porquê, para quem se sensibiliza tanto com a Maternidade, a experiência deste Natal sertão difícil de colocar por palavras?

 

Foi bom. Só isso, apesar de tudo. Só. E tudo...

 

Acredito que seja para repetir. Acho que os meus Natais (e não só, obviamente, mas falo do Natal pelo simbolismo inevitável) vão, a partir deste ano, fazer muito mais sentido. E espero que os meus filhos, conforme crescerão no seu tamanho e no seu entendimento do Mundo, me consigam ir acompanhando nesta jornada de fazer o bem. E que os valores que tanto me assustam na sociedade atual não corrompam o "trabalho" que eu vá fazendo com eles no que a esta sensibilização diz respeito...

 

Pode ter sido um "pequeno-nada", mas foi o meu "Grande-pequeno-nada"  deste Natal. Maior que o urso gigante que  ofereci aos meus miúdos, maior que a brincadeira da chegada do Pai Natal. Maior que a pequena e orgulhosa ceia de dia 24 que ofereci à família mais próxima na minha amada casa/refúgio que senti tão quentinha nessa noite...

 

A verdade é que foi tão compensador que, será, sem dúvida o primeiro passo para esta minha nova relação próxima com esta Associação e quem sabe com outras.

 

É engraçado, que nas ações solidárias, todos acabamos mais cedo ou mais tarde por encontrar a "nossa causa". E eu acho que a minha é mesmo esta. Mulheres ( tenham a idade cronológica que tiverem) que vivem a Maternidade e a Grandiosidade de educar os seus filhos... sozinhas. E olhem que às vezes a solidão existe, mesmo quando estamos rodeados de gente... 

 

Ser Mãe é tão bonito que tem e deve que ser partilhado. E por isso, que também sejam abençoados/as os verdadeiros e as verdadeiras voluntários/as (adorei conhecer e ver o carinho com que a Isabel e a Elena tratam estas "miúdas" e que também nesse dia abdicaram das suas "verdadeiras" famílias para estar com estas 10 Mães e seus rebentos) e quem se dedica de corpo a alma a quem... não tem ninguém.. nem no Natal, nem no resto do ano.

 

Beijos a todas as meninas com quem partilhei o almoço de Natal deste ano. Das meninas da família Mendes (Rita, Matilde e Mariana). Não imaginam o que partilhar este momento com vocês... significou para mim.

 

Não deixar nunca de Amar... Essa é a lição. Nunca...

É mesmo o Amor pelo Próximo que faz mover o Mundo do Bem ...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Uma ceia de Natal organizada em tempo record

Tenho pouco tempo para escrever... O afonso não pára de me dar empurrões na mão.. aiiii que irritante!!!

 

Estou desde manhã sozinha com os meus duendezinhos e acreditem que eles estão uns diabretes... Uff... Birra para o banho um, depois o outro... birra para comer. Depois outro desarruma o quarto todo ao ponto de parecer que passou um tufão. Depois.. ela que estava a comer pão e decidiu mandá-lo todo mastigado para o chão e entornar o biberon "pinga-pinga" no sofá...

 

Lol... no meio disto e por questões laborais, a ceia de hoje vai acabar por ser cá em casa, até porque a minha Mãe também decodiu fazer a ceia em casa dela, amanhã, dia 25.. E pronto, de repente tudo ficou trocado.. Tudo bem que não seremos muitos, amanhã lé em Carcavelos é que se junta mais gente mas,  mesmo assim.. Natal é Natal e quero ter tudo nos trinques...

 

Agora vejam só as "invenções"... sim, porque só ontem esta decisão foi tomada (não se esqueçam que ainda tive prestes a passar a noite de 24, com o Afonso, na Ajuda de Mãe, onde vou acabar por fazer o almoço amanhã..) em cima do joelho.

 

O bacalhau.. não vai ser à posta... vai ser com natas lol

 

 

 

 

O bolo Rei vai ser ainda comprado aqui em frente na "Padaria Portuguesa"

 

Os coscurões e sonhos, felizmente já feitos em casa da minha mãe vão ser trazidos pela minha irmã que passa cá também a noite com o namorado.

 

Os vinhos e espumantes... os Sexy Wines!!! Salvam-me sempre (lembram-se que ganhei 102 garrafas num passatempo? LOL... devo ter ainda mais de metade...)

 

A árvore de Natal, que estava em cima da mesa de refeições da sala.. vai ter que descer.. ai vida!! Não sei ainda para onde, mas lá que vai vai... não vou fazer o jantar de Natal na cozinha, certo??

 

E... as prendas!!?? Ui... ainda tenho que arranjar forma de "empandeirar" os miúdos um bocadinho porque tenho que embrulhar umas ( principalmente um Urso de peluche que mede  quase um metro de altura...) e encontrar forma de por as já arranjadinhas num cantinho em que eles não vejam.

 

Bem... o que vos queria dizer, no meio de todas esta descrição é  que.. tudo se faz... mesmo quando é tudo inesperado.

 

Não esperava o Natal aqui. Assumo, que nem sequer me apetecia muito celebrá-lo. No entanto... como se diz agora no filme " Natal Encantado" que está a dar na Sic... " O espírito de Natal nunca deve morrer". Pelas crianças, claro, mas também e até principalmente por nós, adultos. As crianças parecem que já trazem isso no "chip", nós é que o vamos perdendo com o tempo.

 

 

 

 

Uma das razões porque o Natal  deixou de ter significado efetivo para mim, foi porque o consumismo excesivo me incomoda. Todos se queixam da falta de dinheiro mas aqui.. gastam o que têm e o que não têm. Muitas vezes, por equívocos da vida, passamos esta data com quem não nos sente como família, cedemos aos exageros (de comida, de prendas, de gastos)... E assim.. a felicidade fica onde?

 

Por isso, este ano a minha vontade e partilhar um pouco do que tenho com quem mais precisa. A sério... estou farta de "pseudo sofredores"...

 

Ah... excessos e tal? Perguntam vocês: E as prendas dela? O tal urso e coiso e tal? O tal urso maravilhoso foi um gift de uma agência de comunicação para promover uma marca de máquinas de secar roupa imaginam? Lol.. Surpreendeu-me cá em casa há umas 2 semanas e decidi fazer dele a prenda central deste Natal. Sim, os meus filhos já têm tudo... brinquedos, roupas, livros... sei lá.. claro que um mimo é sempre bom. Mas nada de exageros. Aqui, no meu çado, pelo menos. Quero que cresçam com outros princípios e espero estar no caminho certo...

 

 

 

 

Bem, no caminho certo... vão ter que ser as próximas horas, senão quando chegarem as pessoas ainda vêm é ajudar a arrumar ...

 

Ufff... Ainda estamos a meio do dia e já estou "podre".. agora, siga para os almoços, depois para as sestas (vamos ver se eles caem nessa ahahha) e aí sim.... fazer mais umas decorações, escolher a banda sonora para o jantar, arranjar a casa, os doces... por aí.

 

Beijo no vosso coração. Feliz Natal, junto de quem mais amam. E não se esqueçam... de quem vos ama a vocês também!!

Almoço de Natal na Ajuda de Mãe

 

 

 

Feliz muito feliz...

Depois de dois dias loucos de contatos e deligências consegui... consegui que o meu Natal seja diferente e faça sentido.

Sim, porque ao acompanhar de perto dificuldades maiores que as nossas...essas relativizam-se e o nosso coração enche-se de esperança e luz...

O meu almoço de Natal - queria muito que tivesse sido a ceia mas o fato de ter sido uma proposta feita muito em cima da hora inviabilizou essa opção- vai ser passado com um grupo de Mães (umas gravidas,outras já com os seus bebés) que têm no projeto social "Ajuda de Mãe" a sua casa, o seu apoio...

Nada de maridos, nada de mães, sogras, amigas ou babás para ajudar. 

Elas e mais elas. Elas e as suas dúvidas e dificuldades.


E no dia 25... elas, os seus bébes e eu (talvez só a Matilde possa mas os bebés são todos pequeninos e por isso até é mais próprio). 

E... as prendinhas que à ultima hora a Mustela Portugal e a Hollywood Nails Portugal disponinilizaram para ajudar estas miudas a sorrir mais um pouco.

E pronto. É isto!!!

A vida é feita de momentos de reviravoltas,de tristeza transformada em sorrisos...

Beijo e... feliz Natal a todos/as vocês.

E por favor... deêm MESMO valor ao facto de terem uma familia que faça sentido ao vosso lado ***

 

 

 

 

 

 

O Natal faz-me fazer coisas pirosas mas tão boas... ;)

Que a piroseira do Natal, sirva para fazer colagens pirosas e falar da pirosice dos sentimentos verdadeiros e bonitos.

Natal, altura de rever comportamentos, limar arestas da vida, acreditar nos sonhos que ainda nos movem e tentar dar o melhor de nós, mesmo que nem todos compreendam que o nosso melhor pode ser falível.

Altura de perdoar. A nós e aos outros.

Natal, altura de sublinhar que o Amor é mesmo o que move a vida. O verdadeiro, não o equivocado. E esse.. está aqui, com estes meus "duendinhos"...

E assim, nós os 3 desejamos a amigos, familiares, conhecidos e "seguidores" que se centrem no essencial e que continuem a Acreditar... mesmo quando a tristeza ou o descrédito fazem das suas e parece não haver caminho pela frente...

Existe sim. E pode existir Natal nos nossos corações muito mais vezes no ano:)

Feliz Natal 

O nutricionista Alexandre Fernandes dá-nos as dicas de ouro para evitar os excessos das festas que aí vêm...

Evitar os excessos do Natal e do Ano Novo

 

 

 

 

Quando se fala do Natal imediatamente nos vem Evitar os excessos à cabeça, os conceitos de família, reunião, presentes, comida, comida e mais comida...

Tudo parece que fica mais agradável, saboroso e com requinte e sofisticação que não se encontra no nosso dia a dia, mesmo que seja aquela refeição que estamos habituados a comer quando almoçamos na casa da mãe, da sogra ou da tia.

É nesta altura que as mesas estão repletas de uma variedade de pratos, um mais colorido e saboroso do que o outro. Normalmente, deseja-se experimentar todos, não é verdade?...Alimentos pouco consumidos durante o ano, e então para “matar as saudades” costuma-se comer demais. Pode-se comer tudo, desde que se saiba discriminar as opções mais calóricas e experimentar um pouco, mas realmente um pouco, de cada prato, mas nunca comer demais.

O que é preciso é serenidade. Se for possível tenha a atitude simpática de colocar no seu prato apenas o que lhe trará sensações boas, sem pensar no depois e no que lhe possa originar culpa.

 

E as sobremesas…

No caso das sobremesas, elas devem ser escolhidas cuidadosamente, de nada adianta fazer uma boa selecção dos alimentos durante o jantar e depois se entregar a todos os doces sem restrições. Em geral, as sobremesas são ricas em calorias por possuírem grande quantidade de gordura e açúcar. Deve-se procurar escolher uma das sobremesas entre as seguintes opções de: frutas frescas, salada de frutas, gelatinas e barrinhas de cereais.

As frutas oleaginosas como as nozes, castanhas, avelãs, amêndoas, pinhões e outros não contêm colesterol, mas são uma boa fonte de gorduras. Como resultado, engordam. Se cair na tentação, prefira este tipo de frutas ao natural, ou seja, não se deve enfeitar bolos, tortas, pudins e outras sobremesas com este tipo de frutas porque o valor calórico aumentará e muito.

 

 

 

 

 

Recomendações Alimentares

 

 

Para quem está a emagrecer ou a pensar fazê-lo, o primeiro passo é não perder da mente o objectivo de emagrecer. Por isso, que tal nesta época festiva começar o mês sem exageros? Aqui vão algumas recomendações para que a data possa se limitar a uma confraternização e não a uma confusão alimentar.

 

- Não faça como em todos os anos em que a noite do dia 24 de Dezembro e do Ano Novo seja um exagero no consumo alimentar. Por isso, deve-se dispensar todo o tipo de alimentos altamente calóricos e deve-se optar por uma refeição leve, por exemplo um pouco de carne com batatas e uma salada bem diversificada, mas cuidado com os molhos. Para quem quiser seguir a tradição o bacalhau cozido, também é uma óptima opção;

 

- Coma lentamente e saboreando um alimento de cada vez. A mastigação adequada é um passo importante na manutenção do peso corporal, pois o simples exercício de movimentar o maxilar estimula o centro da saciedade (localizado no hipotálamo), fazendo com que a pessoa fique satisfeita mais rápido, com um menor volume de alimentos. Assim, na hora de se deliciar com o jantar, lembre-se de mastigar várias vezes cada porção de alimento;

 

- Estabeleça horários para as refeições, não salte nenhuma delas e muito menos coma nos intervalos das mesmas;

 

- Faça entre 5 a 7 refeições diárias: pequeno-almoço, meio da manhã, almoço, merenda, jantar e ceia. Mas não se esqueça, não exagere nas quantidades;

 

- Se cometer excessos na noite da consoada e nas seguintes, deve pensar e identificar os factores que fizeram tomar tais atitudes, para tentar corrigi-las no Ano Novo;

 

- Não se deve ir para a noite da consoada com fome. Por isso se normalmente vai para casa de familiares, antes opte por uma pequena refeição rica em cereais ou frutas frescas;

 

- Deve-se planificar as compras. Antes de ir ao supermercado, praça ou ao mercado, fazer uma lista de compras do que é estritamente necessário. Só assim é que se evita os alimentos mais calóricos.

 

- Deve-se criar o hábito de ler o rótulo dos alimentos que compramos. Ter atenção às calorias por porção (ou quantidade), aos vários tipos de ingredientes e evitar os produtos que tenham muita gordura saturada e colesterol;

 

- É fundamental ter sempre em casa frutas frescas. Não é por estarmos numa época festiva que se poderá consumir em grandes quantidades frutas oleaginosas e/ou secas;

 

- Consumir fibras é sempre uma boa opção para aumentar a saciedade (“sensação de estômago cheio”). Deve-se preparar saladas incluindo algumas leguminosas como as ervilhas, lentilhas, soja, milho e outras. Além de aumentar a sensação de estômago cheio, as fibras ajudam no funcionamento intestinal;

 

- Deve-se optar pelas carnes magras (como as aves, o coelho e alguns peixes) e quando prepara-las retirar a pele e a gorduras visíveis, isto porque para além de possuírem muita gordura, aumentam o valor calórico do alimento;

 

- Prefira confeccionar os alimentos em assados, cozidos ou grelhados;

 

-Cozinhe com o mínimo possível de manteiga e/ou banha, escolha e dê preferência aos óleos vegetais, principalmente o azeite;

 

- Inicie a refeição sempre pelas saladas e pelos legumes cozidos para não exagerar na carne ou no peixe e nos acompanhamentos;

 

- Sempre que se encontrar dificuldade em resistir a algum alimento típico da quadra natalícia e que se goste muito, deve-se comer apenas metade da porção (ou da quantidade) que se está acostumado;

 

- Não se deve ficar mais do que 4 horas sem se alimentar, isto fará com que se consuma maior quantidade de alimentos na refeição seguinte;

 

- Deve-se preferir a ingestão de água, a sumos e bebidas alcoólicas. É bom para hidratar o organismo (principalmente quando houve o abuso na ingestão de bebidas alcoólicas) e para evitar a ingestão de alimentos fora dos horários das refeições (deve-se ingerir um copo de água ou de uma infusão toda vez que se tiver aquela vontade de “petiscar” alguma coisa diferente). Por isso, hidrate-se e consuma pelo menos 2 litros de água ou líquidos por dia;

 

- Deve-se evitar as bebidas alcoólicas durante o Natal. E deixe para aproveitar e brindar no Ano Novo. Mas lembre-se: 1g de álcool fornece-nos 7 calorias, então nada de exageros. Por este motivo, entre as opções, prefira os champanhes, do que as cervejas ou vinhos;

 

- Não deve desistir do objectivo a que se propôs, só porque engordou uns quilinhos, tente esforçar-se ao máximo e eliminar o peso adquirido. Uma primeira opção seria intensificar o gasto energético nos dias seguintes ao Natal e no princípio do Ano, o que pode ser viável para algumas pessoas (praticando musculação, natação, hidroginástica, etc, ou seja, para quem frequenta algum health club). Se não praticar exercício físico, uma simples caminhada diariamente, pode ajudar muito na manutenção do peso corporal;

 

- Lembre-se sempre de que o mais importante é mudar os hábitos alimentares através de uma reeducação alimentar, são os maus hábitos que fazem perder o controlo sobre a nossa alimentação.

 

 

Um conselho…

O jantar da noite da consoada, pode ter o habitual Bacalhau Cozido com Todos, ou pode-se preferir um outro prato. Neste caso, aconselha-se: Perna de Cabrito no Forno.

 

 

 

 

 

E como fazer

 

Ingredientes:

2 kg de perna de cabrito

1 kg de batatas

1 cenoura grande

2 cebolas médias

4 dentes de alho

2 dl de azeite

2 dl de vinho branco

2 colheres de sopa de pimentão

1 folha de louro

Alecrim, sal e pimenta q.b

 

Preparação:

Colocar a perna de cabrito num recipiente, juntar o louro, o alecrim, os dentes de alho picados, o pimentão e rege com o vinho. Tempere com sal e pimenta e deixar marinar um pouco

 

Sugestão: Acompanhar este prato, com salada de alface e tomate. Quem preferir pode acompanhar com um pouco de feijão-verde cozido.

 

Calorias: 1120Kcal

Proteínas: 73g Gordura: 61g Hidratos de Carbono: 64g Fibra: 6g Vit.A: 715μg Vit.C: 41mg Vit.D: 0mg Sódio: 223mg Magnésio: 170mg Potássio: 2180mg Cálcio: 64mg Ferro: 8mg (Valores estimados por pessoa).

 

Aproveite estas recomendações e os conselhos alimentares, e evite ganhar alguns quilinhos que se acumulam durante esta época. Acima de tudo, deve procurar não cometer os mesmos erros da noite da consoada, na noite do Ano Novo e entre em 2004 de uma forma mais light.

 

 

Alexandre Fernandes – Nutricionista

Consulte: www.bemnutrir.com

Texto retirado do livro: Alimentação à Lupa, da Editora Livros Horizonte.

 

 

 

Hoje vamos à tv... e muito bem vestidos ;)

Hoje eu e os meus Anjinhos Diabretes vamos à Sic ao especial de Natal. 

 

Vou falar da forma como o meu Natal mudou, das tradições (ou não...) que temos cá por casa, do sentimento que nos une e do significado desta quadra. E claro... dos meus projetos ( e há aí algumas novidades muito giras para o novo ano !!)

 

 A roupa para hoje é o máximo e por isso decidi partilhar com vocês.

 

Vamos todos a condizer e em bom!! 

 

A My Mini & Me é uma marca portuguesa pela qual me apaixonei e o ideal para uma Mamã babada como eu, vestir uma roupa a condizer com os babies e.. ficar ainda mais babada ;)

 

Ora vejam lá se não é tudo uma ternura:

 

Os calções da Mamã Rita e do Afonso e ainda o Fofo que a Matilde vai usar são da My Mini & Me e os ténis, as botinhas de pelo e as camisas da Zippy ( as peças que "cortam" um bocadinho com o clássico.. you know me ;))

 

O Kit está completo, agora só falta... a azáfama de um dia mais curtinho, porque vou buscá-los à escolinha às 14h e o tempo não estica.... agora tenho que... voar!!!

 

Até logo... Se nos quiserem ver... estamos no ar às 16h. 

 

Obrigada por estarem sempre "aí" ;)

 

Love you <3

 

 

 

 

 

Inspirações "Chic-tendência"... Natal e Fim de ano confortável e fashion

 

Queremos os miudos giros sim.

 

Mas também os queremos quentinhos e confortáveis...

 

Eis alguns looks que adoro para meninas e meninos e que me parecerem facilmente imitáveis, dando o nosso toque.

 

As cores são quentes, a roupa de festa adapta-se mas mantém um ou outro toque de cerimónia.. Frufús, laços, fitas, fatos, tecidos ricos, chapéus e gravatinhas... tudo muito Kiddy Fashion e num misto de clássico e divertido.

 

Pormenores que fazem a diferença...

 

Adoro!!! Espero que se inspirem tal como eu .

 

Beijinhos quentinhos de lã ;)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O Hemisfério de Sofia

 

 

 

 

 

 

 

Sofia Dias, de 22 anos, sofre da Síndrome de Sturge-Weber, uma doença extremamente rara e neurológica, causada por uma má formação artério-venosa que acontece num dos hemisférios do cérebro.

 

Com o objectivo de ajudar pessoas com doenças raras e na mesma situação de vida, Sofia decidiu lançar a exposição – “O Hemisfério de Sofia” - e um livro cujas receitas revertem a favor da Associação Raríssimas, da qual faz parte.

 

A artista dedica-se à pintura desde 2008, executando diversos trabalhos a óleo e uma vasta gama de desenhos a caneta.
"Quero ajudar os outros, através da arte. É através da arte que conseguimos ultrapassar as dificuldades"diz Sofia. ..

“O Hemisfério de Sofia” está patente de 11 a 20 de Dezembro, na Sala dos Passos Perdidos - Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Nova de Lisboa. 

 

E quem é que foi à vernissage de apresentação deste projeto para dar um grande beijinho de força e admiração a esta menina corajosa ( sim, acreditem, que é mesmo preciso coragem para não desistir..) ?

 

Ora pois.. eu e o Afonso, que adorou o local (este edifício é admiravelmente bonito e imponente) e a própria exposição. Porque agarrei nele ao colo e fomos vendo quadro a quadro, interpretando e comentando e... foram momentos tão giros... ( sim, de pequenino se pode aprender a apreciar arte, vêem?)

 

Que tal, esta sugestão de programa... 3 em 1? Conhecem a FCM, levam a família a uma exposição que agrada a todos e... se comprarem o livro (nada vos obriga a isso atenção), ajudam a Associação Raríssimas.

 

Atenção... que têm... até 6a feira, mais 4 dias!

 

Beijinhossssss

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Pág. 1/3